Abelardo ataca novamente

O já conhecido Abelardo, famoso em épocas na cidade, sem preocupações comezinhas, constantemente, nas ruas, procurava sempre entrar em contato com seu semelhante em busca da lógica das coisas, mas sob o seu ponto de vista.
Certa vez, Abelardo fez para uma senhora na rua Saldanha Marinho.
– “Boa tarde, desculpe-me, posso levar-lhe a mala?
– “Qual mala? Perguntou a senhora, admirada, olhando em volta
– “A mala”, repetiu Abelardo – “Uma qualquer, não faço questão, além disso, se alguém se oferece para levar uma mala, leva a mala que houver, não lhe parece”?
– “Mas eu não tenho mala nenhuma !!!”, exclamou a mulher, cada vez mais absorta.
– “Não tem mais nenhuma?” Indagou o barbeiro Abelardo. – “Que coisa esquisita! Então quando vai de viagem, como se arranja para levar suas coisas? Faz um embrulho?”
– “Não compreendo o senhor…”, disse ela, que de fato não conseguia entender o que é que o senhor Abelardo pretendia.
– “Se a senhora não tem mala”, repetiu ele, – “então embrulha na viagem?
– “Mas eu não tenho que fazer viagem nenhuma”
– “Mas, ainda que não faça viagem nenhuma, tem que ter uma mala. Pode precisar dela, não é verdade?
– “Sem dúvida” – assentiu a senhora – “Eu tenho mala”.
– “Ora vê? Tem mala, mas antes dizia que não tinha” alfinetou Abelardo
– “Mas não a tenho aqui, tenho em casa. Não preciso dela”, disse a senhora.
–“Não venha agora dizer-me que não precisa da mala quando fá viagens”, advertiu o Sr Abelardo – “Quando se fazem viagens as malas são sempre necessárias, mesmo que seja por poucas horas, porque há sempre qualquer coisa para se levar”
– “Eu …não”, balbuciou a mulher, irritada, que já não mais sabia o que dizer”
– “Ouça, rematou Abelardo, – “Não me faça perder a cabeça. Eu ofereci-me gentilmente para lhe levar a mala e se a senhora não vai de viagem, não tenho culpa”.
Abelardo voltou-se de costas à senhora e afastou-se a resmungar. A senhora ficou alguns minutos paradas para tentar assimilar igerir aqueles estranhos minutos. A cena foi observada então, pelo hoje saudoso Milede Alguz.

Últimas

Peça “Os malandros” estreia nesta segunda-feira

Espetáculos teatrais retornam com sucesso

Nesse final de semana, dois grupos teatrais da cidade estarão em cartaz. No Jardim Marabá, o auditório Municipal apresenta “Os Malandros”, produzido pela cia Tapanaraca Mutatis Mutandis. O musical será...

Professores dão dicas para segundo dia de provas

Professores dão dicas para segundo dia de provas

No próximo domingo (28), os candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 farão as provas de matemática e ciências da natureza. Para se sair bem, professores entrevistados recomendam...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga