Agenda – 518

Casal
Os itapetininganos Angelina (Pereira Cardoso) – Roberto Soares Hungria, ela, professora de Redação e ele, dentista e presidente do Museu de Imagem e Som daqui.

 

Para todo o Brasil
Itapetininga e região, na penúltima terça-feira, vinte e sete, apareceu durante três minutos (por aí) no poderoso “Jornal Nacional” da Tv-Globo (de segunda aos sábados, pontualmente às oito horas) e no horário nobre da Tv Globo, três minutos é sempre uma eternidade. E a reportagem coordenada pelo repórter Fernando D’Aguano e plo repórter cinematográfico Cláudio Nascimento foi sobre a pecuária ou mais precisamente como os sítios, fazendas e granjas daqui evitam que as altas temperaturas do Verão deste último janeiro maltratem os animais, principalmente as maiores, temperaturas de trinta e dois graus em diante. Aqui, nesta cidade, cavalos de raça de um conhecido haras foi o focalizado. Em Campina do Monte Alegre, o gado e em Cesário Lange, os frangos. Após a reportagem, o apresentador William Bonner (juntamente com Sandra Annenberg) opinou que se os animais não forem bem tratados (como foram!) a demanda no mercado será menor, os preços sobem e haverá então a temida inflação.

Microfone
A “promoter” Vera Lúcia Abdala levou, no último domingo, primeiro dia de fevereiro, sua turma de itapetininganos (em torno de quarenta e tantos) para assistir, no teatro das Artes, no Shopping Eldorado, na avenida Rebouças, em São Paulo, às oito horas da noite, a peça “Caros Ouvintes” de Otávio Martins com três atrizes e cinco atores. O último capítulo de uma radionovela da década de 1960 é retratada nesta comédia “Caros Ouvintes” que faz um retrato do fim do auge das radionovelas. Muitos atores que faziam sucesso no rádio (por causa da beleza da voz!), começaram a temer a televisão por causa da aparência física (que não é mostrada no rádio). No elenco, os televisivos Petrônio Gontijo, Natalia Rodrigues e Alexandre Slaviero, entre outros. Itapetininganos que foram com Vera Lúcia Abdala: Eza (Abrão) – Alberto Isaac, Eloá (Ozi) – Francisco Alves Vei; Angelina (Cardoso) – Roberto Soares Hungria; Maria Lúcia Haidar, Lourdinha Holtz, Márcia Souza, Marília Souza, Luiz Gustavo Holtz Filho, Lucia Eleonora, Julia (SESI), Joana Victorelli Pires, Maria Helena Piedade, Maúna Maria Moura Basile, Maria Nívea Guarneri Machado, Cláudia Fernandes D’Andreta, Nery Arantes, Elenice Mendes Tarcia, Odila Esau, Olga Pellegrini, Ivan Barsanti Silveira, Alice Horie, Eliana Monteiro de Moraes, Valderez e Viviane Sacco, Maria Aparecida Rosa Morenghi, Maria Estela Izzo, Onofre Gouveia, Ana Guiomar e José Henrique Mendes Tarcia; Cecília Cardoso e Mônica Guarneri Machado.

Cinderela
O casal itapetiningano Renata (Silveira Campos) – Alexandre Trevisani Ribeiro, ela, economista e ele, analista de sistema e a filha Larissa (que no dia dezenove completa seis anos de idade) viajam hoje, seis, sexta-feira para as delícias do “Disney World” em Orlando, Estado da Flórida, Estados Unidos. Renata é a filha de Eloisa (Silveira) – Edson Zaglobinsky Campos, ele, do departamento de Recursos Humanos, do DER, daqui, já aposentado. Em tempo: no final da semana passada, Renata e Alexandre receberam dez casais de amigos itapetininganos, na residência dos pais de Alexandre, em Peruíbe, litoral sul paulista, para um apetitoso churrasco.

Berimbau
Cunhada do cronista deste “Correio” Alberto Isaac, a professora (História) da rede estadual de ensino Elizabete Abrão voltando de Salvador, Bahia, onde não ia há algum tempo. Elizabete, a “Bete” reside em Sorocaba mas está sempre por aqui.

Encontro
Integrantes da Academia Itapetiningana de Letras Museu de Imagem e Som de Itapetininga reuniram-se na penúltima terça-feira, vinte e sete, na aprazível casa de Maria Nívea Guarneri Machado, na rua Fortunato Mazzei, Vila Rosa. O objetivo maior (além da natural confraternização) foi dos acadêmicos assistirem uma entrevista da saudosa pintora itapetiningana Maria Prestes de Albuquerque, sobrinha de Júlio Prestes de Albuquerque (como vocês sabem, eleito presidente da república brasileira em 1930 mas no mesmo ano derrubado por Getúlio Vargas) e neta de Fernando Prestes de Albuquerque (que governou o Estado de São Paulo). No documentário do MIS (Museu da Imagem e Som), realizada em novembro de 2005 na residência da pintora (a famosa “casa da paineira”), na rua Virgílio de Rezende), Maria Prestes foi entrevistada por Roberto Soares Hungria, Hélio Rubens de Arruda e Miranda, Carlos José de Oliveira, José Luís Aires Holtz e Eunice Ferreira Rodrigues Granato. Em depoimento sensível e até poético, Maria Prestes no documentário sensibilizou os presentes na casa de Nívea Guarneri. Muito.

Birthday
Mudando de idade na última quarta-feira, quatro, a educadora Ana Rosa Françani Rocha Fogaça, que foi professora primária, diretora de escola e supervisora de ensino, na rede estadual de ensino paulista. Em seu último cargo (supervisora de ensino) Ana Rosa prestou e passou no (dificílimo) concurso de 1986. Também lecionou em escolas particulares principalmente no Magistério, na disciplina Didática.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga