Agenda – 525

Autor
O itapetiningano Cassiano Terra Rodrigues (filho de Maria do Carmo (Terra) e do saudoso Pedro Rodrigues) está elaborando (juntamente com outras duas colegas) um livro de Filosofia para o ensino médio, a ser lançado pela editora Saraiva. Cassiano é professor-doutor nesta área e leciona na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

 

Precisão
O comerciante João Ribeiro, ex-presidente e membro ativo do Partido dos Trabalhadores, o PT, daqui, assistia pela televisão, no penúltimo domingo, quinze, a movimentação na avenida Paulista, que recebeu vários nomes, inclusive o de “Pró Impeachment da presidenta da república”. Enquanto assistia o itapetiningano João notou que a repórter ia aumentando a quantidade de pessoas naquela movimentação muito rapidamente. Segundo João, em questão de minutos, os manifestantes “pularam” de cem mil para seiscentos a setecentos mil ou até mais. Zarpeando outros canais televisivos, João notou o mesmo fato. Para ele, os repórteres dos diversos canais pareciam atônitos ou perdidos em relação aos presentes na passeata, chegando a um milhão de pessoas para a maioria deles, repórteres. Na segunda-feira, dezesseis, o comerciante João Ribeiro, parece, que acabou com a sua dúvida. Na primeira página a poderosa “Folha de São Paulo” ostentava o título: – “210 mil pessoas estiveram presentes na avenida Paulista”. A pesquisa era da “Data-Folha” tida como uma das mais sérias do país (ou a mais!). E João pensou: -“Mas a cidade de São Paulo tem doze milhões de habitantes…”.

Sugestão
Em São Paulo, o itapetiningano Cassiano Terra Rodrigues, assistindo a passeata na avenida Paulista, no penúltimo domingo, quinze, contra Dilma Roussef, presidenta do Brasil, pela televisão, ao deparar com uma cena mostrando inúmeros manifestantes (a maioria, jovens) pedindo a volta dos militares ao poder executivo para conduzir o “destino da nação”, falou para amigos: -“Este pessoal não sabe o que é viver numa ditadura civil-militar, na qual o cidadão não tem liberdade nenhuma. E em seu “facebook”, Cassiano (professor-doutor em Filosofia e que leciona na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) sugeriu que talvez, numa próxima passeata, tais manifestantes pró-ditadura, cantassem “Eu te amo meu Brasil”. Em tempo: esta música, do início da década de setenta, época do general e ditador Emílio Garrastazu Medici, e a tal canção ficou como símbolo da opressão daquela época.

Pandeiro I
Cândida Plens anda rindo à toa com o sucesso do evento denominado “Chorinhos e Sambas”, que aconteceu no último sete, num sábado, no Espaço Cultural criado por ela, Cândida, “promoter cultural”, de nome “Travessa 81”, próximo ao Menk Plens. Muito aplaudido naquela noite de sábado, sete de março, os integrantes do grupo “Camisa Listrada” (todos do Conservatório Musical de Tatuí): Rafael Chieffi, Rafael Meira, Cristiano Pedroso e Conrado Bruno e a cantora Juliane Spina interpretaram chorinhos clássicos cariocas de compositores consagrados como: Pixinguinha, Jacob do Bandolim, Valdir Azevedo, Hermínio Bello de Carvalho, entre outros. A cantora Juliane homenageou Ademilde Fonseca (a eterna rainha do chorinho brasileiro) e o compositor carioca Assis Valente (tão importante quanto Noel Rosa) cantando “Adeus batucada” (sucesso de Carmen Miranda). O próprio nome do conjunto “Camisa Listrada”, é de uma canção de Assis Valente. Enfim, uma noite brasileiríssima que deve ter agradado a todos os presentes, pelos muitos aplausos ouvidos. Que venham outros.

Pandeiro II
Na apresentação do grupo de chorinho “Camisa Listrada”, no Espaço Cultural “Travessa 81”, próximo ao Menk Plens, criado por Cândida Plens, o pandeirista itapetiningano Rafael Chieffi Vieira, filho da fisioterapeuta Cecília Chieffi e de Hélio Vieira Junior (que está cursando Cenografia no Conservatório de Tatuí) bastante emocionado, agradeceu, no final do espetáculo a presença do seu pai Hélinho que (juntamente com a mãe Cecília) é seu grande incentivador. Em tempo, este conjunto musical está apto a se apresentar em todos os Sesis do Estado de São Paulo. Falta apenas os rapazes se inscreverem para isso.

Fado
Mãe do estilista itapetiningano Sandro Barros (atualmente um dos grandes nomes da moda em São Paulo), Doroti Nanini, diretora de escola da rede municipal de Alambari (no bairro de Cercadinho) estava na semana passada passeando em Portugal, visitando Lisboa e Porto, entre tantas outras cidades lusas.

Praia
No penúltimo domingo, quinze, em Ilha Bela, litoral norte de São Paulo, o casal itapetiningano Raquel e Jorge Luís França, ela assistente social e ele, engenheiro.

América do Sul
Professora de Biologia de escola da rede estadual de ensino (“Sebastião Villaça”, em Vila Rio Branco) Denise Cerqueira Vieira acompanhada de sua irmã Priscilla estiveram recentemente no Chile, especialmente na capital Santiago, em viagem marítima. Ambas, gostaram demais (mas, muito mesmo) da cidade.

Convocação
Como faz todos os meses Elza Bernardes Zanolli, diretora da rede estadual de ensino chamou professores, diretores e supervisores de ensino, integrantes do “Grupo dos Aposentados do Magistério Estadual” para mais um encontro de lazer e descontração, na penúltima quarta-feira, dezoito, à tarde. E o local escolhido para a reunião desta vez foi num restaurante de sucos e sanduíches naturais (principalmente), próximo ao “Sacy Grill”, quase na entrada Vila Rio Branco. Apesar da chuva, muitas presenças no encontro.

Encontro
Porque aniversariou no último cinco, numa quinta-feira, a bancária já aposentada Rosana Campos Galvão recebeu, no último sábado, vinte e um, amigos, para uma reunião íntima, em sua casa, em Vila Rosa. Lá estiveram: Gisele (Quarentei Cardoso) – Flávio Augusto Vasconcellos Ferrari Filho, ela dentista e ele, engenheiro da Sabesp daqui; a artesã Márcia Vieira Müller, Osmi Araújo (engenheiro da Sabesp), Célio “Castor” (professor de Escola Municipal de Música), Cândida Soares e Wagner, Fuad Abrão Isaac (que foi antes e voltou depois das atividades noturnas do seu restaurante, o “Árabe”). Uma noite de muitas conversas sobre… tudo.

Últimas

OAB contesta baixa vazão de água em barragem

OAB contesta baixa vazão de água em barragem

Um ofício da OAB de Itapetininga enviado para autoridades indica provável operação irregular das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) alimentadas pelas represas no curso do rio Turvo em Pilar do Sul....

Cidade registra 300 casos de Covid na semana

Casos de Covid desaceleram, mas UTI segue 70% ocupada

Itapetininga está há duas semanas sem registrar mortes em decorrência da Covid-19. O registro de novos casos também desacelerou, em uma semana foram confirmados 69 novos casos, uma média aproximada...

Escola Peixoto Gomide comemora 127 anos

Projeto “Falar é Bom” realiza palestras para jovens

O Projeto “Falar é Bom”, ação da Prefeitura de Itapetininga coordenada pela Secretaria Municipal de Promoção Social, retoma suas atividades presenciais, seguindo todas as medidas sanitárias, com foco no “Setembro...

Logística é aliada essencial do e-commerce

Logística é aliada essencial do e-commerce

O e-commerce é um setor que vem crescendo no Brasil e no mundo, principalmente em razão da pandemia de Covid-19, que impossibilitou a compra de produtos de forma presencial. Para...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga