Agenda – 526

Verdes terras
Repórter da TV-TEM daqui, o animado Carlos Alberto Soares passou suas férias, neste último março, em Fortaleza, Ceará. E já voltou, com muita energia para novas reportagens, aqui.

 

Athenas do Sul
Professor da Escola Estadual “Peixoto Gomide” (e também coordenador do teatro do Sesi daqui, em Vila Rio Branco) Milton Cardoso juntamente com toda uma equipe de professores e alunos da centenária escola estão prontos para lançar um livro sobre a história do estabelecimento. Milton e equipe pesquisaram bastante pois a vida do “Peixoto” começou no século dezenove. Leram (e releram) outras obras já escritas sobre o assunto, entrevistaram pesquisadores, professores já aposentados, jornais de época (décadas de vinte, trinta, quarenta e outros) enfim tudo o que pudesse resultar um assunto para o novo livro a ser lançado. Para a equipe, faltam apenas algumas informações a serem confirmadas (como noite em que aconteceu a solenidade pós restauração, em abril de 1991). Mas, parece que além da obra a ser lançada, o pessoal quer mais – uma peça de teatro sobre a vida do patrono, Peixoto Gomide, que foi senador da república por São Paulo e um final de vida bastante infeliz. Bastante.

Cegonha
O casal Graça – Wancley Sacco, ele, diretor, de escola da rede estadual de ensino daqui, encantados com a chegada de um novo neto, agora uma neta, pelo lado materno, Ana Laura, recém-nascida, filha de Maria Silvia, fonoaudióloga e Iovani, advogado. O palmeirense Wancley promete que assim que a neta Ana Laura crescer um pouco mais colocará nela o uniforme do time de “seu coração”, o Palmeiras. Será um momento feliz para ele, que também é craque nos jogos futebolísticos do “Veteranos” daqui.

Na terra natal
Como faz sempre (e duas vezes ao ano, no primeiro e segundo semestre) está na cidade Maria Elisa de Mello Leonel, que veio visitar sua mãe, Elizinha, irmãos e demais parentes. Maria Elisa reside nas proximidades de Paris, França e é aposentada do Ministério da Cultura, em Brasília, órgão federal, onde trabalhava no setor de Conservação do Patrimônio Nacional. E como é especialista nesta área, Maria Elisa Leonel, jura que, desta vez, aqui em Itapetininga não irá aborrecer-se em ver casarões antigos sendo derrubados para transformarem-se em estacionamentos de automóveis. Desta vez, Maria Elisa quer ter uma estadia bem tranquila aqui.

Lusa
Ex-secretária municipal da Educação daqui (na primeira gestão de Roberto Ramalho) Vera Lúcia Abdala integrou a excursão de itapetininganos (e capão bonitenses), cinquenta pessoas ao todo (junto com a Adatí turismo, em Vila Rio Branco) de quatorze a vinte e quatro de março da corrente, para Portugal. Em Lisboa, Vera Lúcia foi conhecer a Confeitaria “A Brasileira”, tradicionalíssima lá, com seus afrescos e vitrais toda colorida e seus bolos doces, salgados muito e muito apreciado lá. A Brasileira fica na Cidade Alta e em frente ao prédio, a estátua, em tamanho normal, do poeta português Fernando Pessoa sentado em torno de uma mesa de bar. Vera Lúcia adorou Portugal e já foi convidada para participar de uma nova caravana, na mesma empresa. Será no próximo julho em Las Vegas (Nevada), Los Angeles e Hollywood (Califórnia) nos Estados Unidos. Vera Abdala ainda não sabe se vai mas já está “de olho” na cotação do dólar.

Presenças
O casal Noêmia – Sérgio Majewski, ela professora, ele, agente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estática, o IBGE daqui, integravam a plateia da Câmara Municipal, no Jardim Marabá, no último doze, março, uma quinta-feira, a noite, quando o jornalista Hélio Rubens de Arruda e Miranda e o professor Jefferson Biajone receberam o título de “Cidadão Itapetiningano”.

Luto
Professor, diretor de escola (“Fernando Prestes”, Peixoto Gomide, Cefam (Centro de Formação e Aperfeiçoamento do Magistério) Reinaldo Luís Vieira, faleceu na penúltima quarta-feira, vinte e cinco. Seu velório, no dia seguinte, nesta cidade, vinte e seis, na câmara funerária da empresa Camargo ficou repleta de amigos, colegas, ex-alunos e todas as escolas estaduais daqui enviaram coroa de flores. Reinaldo, um homem dedicado a família e ao magistério.

Moda e História
Filha dos saudosos Tereza (Cardoso) – João Olímpio Oliveira Junior, ambos do magistério estadual daqui, a artista plástica itapetiningana Angela (Cardoso) de Oliveira, com a parceria da também artista Renta Cabral, de João Pessoa, Rio Grande do Norte idealizaram a exposição “Pintando a Moda 70’”, que retrata a moda desta década (de 1970) e todo o contexto político e ideológico que a envolveu. A abertura da mostra de arte aconteceu no último sábado, vinte e oito, na Galeria Entrecores, Jardim Paulista, São Paulo. Vinte e cinco pintores participaram do projeto. Inclusive o estilista itapetiningano Sandro Barros, um dos grandes nomes da moda brasileira na atualidade que apresentou croqui sobre a época (setenta), atendendo o pedido de sua conterrânea Angela.

Palco
“Promoters” que levam itapetininganos para assistir peças em teatros paulistanos já estão “de olho” no musical brasileiro. “Ópera do Malandro” de Chico Buarque de Holanda, direção de João Falcão sucesso na temporada carioca e que acabou de estear no novo “Teatro Net”, no Shopping Vila Olímpia, no bairro do mesmo nome.

Últimas

Pessoas de 49 e 48 anos serão vacinadas hoje

Pessoas de 49 e 48 anos serão vacinadas hoje

Pessoas de 49 e 48 anos serão vacinadas hoje. Confira o calendário de vacinação dessa semana: QUARTA-FEIRA – 23 DE JUNHO 1ª DOSE 49 e 48 ANOS OU MAIS –...

Pessoas de 53 e 52 anos serão vacinadas hoje

Pessoas de 53 e 52 anos serão vacinadas hoje

Pessoas de 53 e 52 anos serão vacinadas hoje. Confira o calendário de vacinação dessa semana: SEGUNDA-FEIRA – 21 DE JUNHO 1ª DOSE53 e 52 ANOS OU MAIS – Pessoas...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga