Agenda – 539

“Selfie” em família
(Esquerda para direita): o publicitário Gustavo Pereira Morales com a esposa Juliana Terra Barsanti Morales, Camila Terra Barsanti, Marcia Aparecida Silva Terra Barsanti e Roberto Paes Barsanti no apartamento da rua General Carneiro, aqui. O casal Márcia e Roberto comemoram trinta e cinco anos de matrimônio neste mês de julho.

 

Acedianas I
Muitas e muitas pessoas no tradicional e anual Chá Beneficente da Acedi (ou Atualização em Culinária e Economia Doméstica de Itapetininga) que aconteceu no penúltimo sábado, vinte, no “Espaço Calegari”, na avenida Cinco de Novembro. E como sempre saiu tudo perfeito. Tudo, muito bem servido pelas moças e rapazes (alguns da “Casa da Criança”, daqui) e na animação o cantor Toninho Albino (violão), Gil Godoy (nos teclados). Sob a presidência de Maria Helena Hungria de Lara, a Lenita e o trabalho voluntário das incansáveis: Cecília Fogaça, Isabel Lopes Peres, Marta Ozi, Edith Terra, Maria aparecida Pinto Monteiro, a Bijú, Marina Collaço Riberto, Odete Andrade, Marta Cecília Cunha da Silva, Giselda Pinto, “Teca” Brizola, Maria Helena Marino, Ana Rosa Rocha Fogaça, Sephora Fogaça, Maria Cecília da Silva Placo Lopes, Silvana Souza, Ana Maria Barreto, Cecília Hungria, Elcie Scott, Maria Helena Furtado, Maria Luisa Mastrandéa, Maria do Carmo Terra, Vera Terra, Amália Pie, Suely Camargo, Adelaide Rosa, Jovelina Silva Vieira, Tiliê Cardoso, Nair Martins Aires, Ana Carolina Laurito Simões, Daniela Laurito, Maria Nazareth Rosa Rezende e Maria Eunice Rodrigues.

Acedianas II
Entre os muitos presentes no Chá Beneficente da Acedi (ou Atualização em Culinária e Economia Doméstica de Itapetininga) ocorrido no penúltimo sábado, vinte, no Espaço Calegari: Mirian Rabelo Orsi, Araci Ferraz Pires, Mário Celso Rabelo Orsi, Olga Pellegrini, Maria Cristina Nery, Graça Brizola, Helena Gomes, Maria Shiomi, Nery Arantes Costa, Vera Lúcia Abdala, Maria de Lourdes Rosa, Edite Ruivo, Maria do Rosário Ruivo Válio, Maria José Guerra, Leomira Camargo Nunes com a neta Luísa Nunes Machado que saborearam esfihas, bolinhos de frango, coxinhas, cuscuz, empadas, sequilhos, tortas, bolos de chocolate e diversos tipos de chá (sempre fumegantes). Como entrada: pastéis, torradas, sanduichinhos de frango, barquete, refrigerantes, quentão, entre outros petiscos.

Estilo
O grande destaque da festa junina da escola municipal de ensino fundamental do bairro do Cercadinho, em Alambari, no penúltimo sábado, vinte, (tarde-noite) sob a direção de Doroti Nanini foi o seu filho Sandro Barros. O itapetiningano Sandro, hoje considerado um dos melhores costureiros deste país, que a todo momento está presente na “mídia” nacional foi prestigiar sua mãe, Doroti. Bastante simpático e atendendo a todos, o moço Sandro confessando a amigos que está sem tempo para nada, trabalhando muito. Seu fiel companheiro o colunista Bruno Astuto (da equipe de Ana Maria Braga, TV Globo e relações públicas de um famoso hotel no Rio de Janeiro) não pode comparecer devido a trabalhos em Londres, Inglaterra.

Oração
O casal “Tuca” – José Nunes Junior “o Junior”, ele, professor de Educação Física da Prefeitura daqui, seguem em julho para Cachoeira Paulista, interior paulista, sede nacional da Canção Nova, órgão da Igreja Católica. Segundo o próprio professor Nunes Junior – “Lá sentimos uma enorme tranquilidade, uma paz espiritual. E no futuro está em nossos planos uma visita até o Vaticano (sede em Roma, Itália) e Jerusalém (Israel). Está em nossos planos sim”.

Birthday
Professora de Linguística na Faculdade de Letras da Associação de Ensino daqui e de Língua Portuguesa na rede estadual de ensino (e atualmente integrante da equipe diretoria estadual de Ensino, daqui e região, Marly Larizzatti Bueno mudou de idade na penúltima segunda-feira, vinte e dois, mas comemorou no sábado, vinte, com o marido José Antonio Bueno, gerente do Banco do Brasil, já aposentado no restaurante “Árabe” e com o casal Nêta (Bueno) – João Calil Vieira de Camargo, ela das “Boazinhas” e ele, promotor público estadual, já aposentado.

Primeira reunião
A professora (Língua Portuguesa) Abigail Vieira de Souza Moraes comunicando sobre o encontro do clã Vieira de Moraes (descendentes dos itapetininganos Natércia e Juca) no próximo dezenove de julho no buffet “Lécomkré”, na avenida Cinco de Novembro, num domingo, na hora do almoço.

Trio
Diante de uma plateia quase lotada os Golden Boys (os irmãos Correa, Roberto, Ronaldo e Renato) Junto com equipe musical: violão: Beto Filho, guitarra: Bruno Fonseca, bateria: Diego Saldanha e baixo: Pedro Moraes apresentaram-se na última sexta-feira, vinte e seis, no teatro do Sesi, em Vila Rio Branco (antigo Paquetá) num espetáculo comemorativo dos cinquenta anos do conjunto vocal carioca. O “show” estava sendo amplamente aguardado pelos itapetininganos, tanto que na segunda-feira, vinte e dois, as reservas pela internet já tinham se esgotado antes das onze horas da manhã (em torno de cem convites). No roteiro músicas anteriores ao período da Jovem Guarda como: “Esqueça”, “Filme triste”, “O passo do elefantinho”, “Cantiga para Luciana” e durante a Jovem Guarda (movimento musical dos anos sessenta) como “Namorada de um amigo meu” e “Quero que vá tudo para o inferno”. Entre os presentes no espetáculos. Rosana Célia Cheque, Luciana Rosa Rezende, as irmãs Palomo (Márcia, Marília e Marina), Cláudia Fernandes Dandreta (dizendo que a plateia não queria que o “show” acabasse), Angelina (Cardoso) – Roberto Soares Hungria. É a segunda vez que os “Golden Boys” apresentam-se nesta cidade num espaço de quase um ano e meio. A primeira foi no requintado aniversário de Lúcia Helena Moraes, esposa do advogado Fernando Pereira de Moraes em agosto de 2014, num sábado (23) nos jardins da mansão da rua Quintino Bocaiuva.

O autor da ideia
O dentista Roberto Soares Hungria (presidente do Museu de Imagem e Som, daqui) comentando que foi radialista e comentarista da Rádio e Tv Record de São Paulo, o itapetiningano Murilo Antunes Alves, já falecido, que apresentou, quando vereador, o projeto do uso de cintos de segurança em veículos motorizados, quando vereador na Câmara Municipal de São Paulo. Dali, com o projeto aprovado, os cintos começaram a serem usados em todo o Brasil. Tal comentário foi feito em virtude das trágicas mortes do cantor sertanejo Cristiano Araújo, vinte nove anos de idade e sua namorada Allana Coelho Pinto de Moraes, dezenove anos, na penúltima quarta-feira, vinte e quatro, de acidente automobilístico, em Goiás. O casal, como vocês sabem, estavam no banco de trás e tudo indica, sem os cintos.

Últimas

Cidade tem 25 mortes em sete dias e UTIs estão 100% lotadas

Cidade registra 24 mortes em apenas dez dias

Os primeiros dez dias do mês de junho registram uma marca preocupante, a cidade confirmou 24 mortes em decorrência da Covid-19 e 579 novos casos. Nesta quinta-feira, dia 10, o...

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

A modelo e estudante de fisioterapia Bruna Campos denunciou uma situação de racismo que sofreu durante uma oferta de trabalho. Ela combinava, pelo whatsapp, detalhes de um trabalho freelancer que...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga