Agenda – Ivan Barsanti – 10/10/2019

Núpcias
No último dez de agosto, num sábado, o enlace matrimonial da itapetiningana Camila Terra Barsanti com Antonio Mendes Simões na Catedral Anglicana de São Paulo, em Santo Amaro, São Paulo. A noiva é filha de Márcia Aparecida (Silva Terra)-Roberto Paes Barsanti.

“Éramos seis”, enfim… I
Na penúltima segunda-feira, trinta, estreou na sempre poderosa TV Globo a novela das “seis e meia”, de título “Éramos Seis”, cujo enredo é baseado no romance de Maria José Dupré (botucatuense, de nascimento) e no roteiro original de Silvio de Abreu e Rubens Edward Filho adaptado agora por Angela Chaves. Esta é a quinta versão da trama na televisão já que em outras quatro vezes foi adaptado por outras emissoras: em 1958, pela TV Record; em 1967 e 1977 pela TV Tupi; e em 1994 pelo SBT. E a história, como vocês sabem, é sobre a itapetiningana “Lola” (Glória Pires), que casa-se com “Júlio” (Antonio Calloni) e vão residir em São Paulo onde irão ter quatro filhos: Carlos, Alfredo, Júlio e Isabel e compram uma casa na Avenida Angélica na capital paulistana. E daí surgirão dramas (e comédias) envolvendo os personagens (alguns, não estão no romance da Senhora Leandro Dupré). Segundo a reportagem de Karina Matias de título “Drama reciclado” no suplemento “Show”, do paulistano “Agora”, D4, o ator Antonio Calloni diz: – “o assunto principal de “Éramos seis” é a família que, em sua visão é um assunto inesgotável e atemporal”.

“Éramos seis”, enfim… II
O elenco da nova novela das “seis e meia” da tarde na Globo, em sua maioria, são de artistas ainda não tão conhecidos, mas os principais são muito conhecidos. Glória Pires (a itapetiningana “Lola”) é sempre Glória Pires, parece que nasceu para ser atriz de televisão. Está muito bem na sua sofredora personagem (ela, a protagonista principal). Seu marido “Júlio” (na novela), o ator Antonio Calloni, também excelente. Os personagens “Olga” (ou “Orga”) e Zeca (da Farmácia) interpretados por Maria Eduarda de Carvalho e Eduardo Sterblitch, namorados na trama, criam uma empatia entre eles e possivelmente com os telespectadores. O personagem “Orga” não para de aporrinhar seu namorado chamando-o de “caipira itapetiningano” ou “atrasado”, tudo porque deseja arrumar um namorado rico em São Paulo. Espevitada, ela, “Orga”, xinga, de vez em quando, sua própria cidade de “fim do mundo”. Mas, realmente, naquela época (1920) Itapetininga ficava muito longe de São Paulo. O trem era quase o único transporte para a capital, já que as estradas de rodagem eram muito ruins e quase não haviam carros, nem ônibus. Daí o clamor de “Orga” (Maria Eduarda de Carvalho).

Oração I
Como faz anualmente, a “promoter” Vera Lúcia Abdala levou entre os últimos vinte e seis e vinte e oito, sexta-feira e sábado de setembro quarenta e dois itapetininganos para a santificada Aparecida do Norte e a “europeia” Campos de Jordão, interior paulista. Em Aparecida, visita ao Santuário, com participação em missas como a grandiosa das seis da tarde (hora do Angelus), televisionada pela TV Aparecida e o Coral com dezenas de vozes. Era uma sexta-feira comum, mas, talvez, pela proximidade da data do dia da Mãe de Jesus (dia doze de outubro) centenas de ônibus de devotos circulavam pela cidade. O grupo itapetiningano alojou-se no Hotel Rainha do Brasil, um dos melhores (ou o melhor!) de lá, com trezentos quartos, um amplo salão de refeições e piscina climática. No sábado, vinte e oito, passeio em Campos de Jordão, principalmente na região de Capivari e almoço na disputada Choperia Baden-Baden (Casa Alemm) entre outros restaurantes. As lojas e bistrôs, logicamente foram visitadas.

Oração II
Foram com a “promoter” Vera Lúcia Abdala para Aparecida do Norte e Campos do Jordão, interior paulista, nos últimos vinte e sete (sexta-feira) e vinte e oito (sábado) os seguintes itapetininganos: Valderez Sacco, Viviane Sacco, Lilyan Aparecida de Almeida Luz, Gislene Luz, Maria José Guerra, Maria Cristina Mazzarino, Lourdes Fernandes, Luzia, Helena do Amaral Bergamin, Rosana Iglesias, Marcos Pareja, Eliana Fontes Caldeira, Márcia Ozi, Luiz Gustavo Holtz, Maria de Lourdes Santos Holtz, Lucia Eleonora, Lucia Ferraz, Nilcéia Costa, Edith Ruivo, Olinda Válio, Marli Larizzatti Bueno, José Antônio Bueno, Neusa Silva, Helení de Campos, Regina Maria Cleto, Luiz Cleto, Maria Luiza Paiva Almeida, Ariovaldo de Almeida, Marlene Tomé, Ana Benedita Camargo Melo, Márcia de Camargo Melo, Maria Tereza Cardoso, Maria Cândida Vianna, Zélia Vieira Paschoalique, Maria José Vieira, Maria do Carmo Ferreira, Ana Maria Pires Nalesso, Ivan Barsanti Silveira, Antgone Correa Franco, Maria Aparecida Leite e Maria Shomi.;

Morada nova
Na penúltima quarta-feira, dois, outubro, na (nova) residência do casal Raquel (de Medeiros Alves) – Jorge França Isaac, ela, assistente social da prefeitura daqui e ele, engenheiro, perito criminal da Polícia Científica Estadual, também aqui. A casa fica no Condomínio Portal dos Pinheiros, próxima à Prefeitura. Na data acima, à noite, houve a benção do lar feita pelo diácono Luís Moreira, acompanhado pela esposa Ana. Presentes também, além dos proprietários, a filha Beatriz (estudante do segundo ano do ensino médio), Vera Lúcia Abdala, ex-secretária municipal de Educação (primeira gestão do prefeito Roberto Ramalho) e Lucas Adriano Ravacci, assistente social da Prefeitura, aqui. Como sempre os anfitriões Raquel, Jorge e a filha Beatriz acolheram muito bem os convidados com um lauto lanche vespertino.

Big band
O maestro Gerson Ramos (saxgerson@yahoo.com.br) já está aceitando convites para sua itapetiningana orquestra para bailes, casamentos, aniversários, batizados, noivados e tudo mais o que seja um evento social. Orquestra ou Banda de nome “SamJazzBand” que executam todos os conhecidos ritmos e com um elenco de craques como o próprio Gerson Ramos no sax-alto; Rafael Sampaio, trompete; Bruno Pereira, trombone; André Ramos, sax-tenor; Renato Lima, piano; Rodrigo, baixo; Cantídio, bateria. Nos vocais: Thiago e Inaiê. Tudo isso e o enorme “swing” do conjunto. Vale a pena.

Comida boa
Foi na penúltima quinta-feira, vinte e seis (setembro), à noite, o encontro do pessoal itapetiningano para comemorar a viagem deles, levados pela “Adati Turismo” daqui. Excursão esta para o Panamá (Cidade do Panamá e Colón) por voo e de lá transatlântico para Cartagena (de Indias), Bonair, Curaçao, Aruba (todas na América Central, com exceção de Cartagena (Colômbia)). O encontro foi no restaurante “Vaqueiros”, pelos lados da Filepo, após a FKB. Na organização o guia Marcelo Tomio Adati (que leva mais itapetininganos para Portugal, a partir de vinte e sete deste outubro).

Almoço de domingo
Na Associação do “Bem Viver” (próxima a Itauto e avenida José de Almeida Carvalho) no próximo dia vinte e sete, Rosa Maria Marcondes Almeida, Eliana Maria Monteiro Moraes e Marta Ozi (da diretoria) com equipe irão oferecer como cardápio a “Cozinha Árabe”, para os associados e simpatizantes da entidade da terceira idade itapetiningana.

Birthdays
Mudam de idade os seguintes cidadãos itapetininganos: amanhã, sábado, doze, Theotônio Affonso Pereira Junior, advogado, principalemente trabalhista; dia quinze, terça, Carlos José de Oliveira, o Carlinhos, comunicador de rádio e jornalista; dia dezesseis, quarta-feira, Ernesto Paes Barsanti, funcionário público estadual; dia dezessete, quinta-feira, Dirceu Machado Filho, empresário.

Mérito
Filho de Alba-Ciro Cheque de Campos Junior, médico ginecologista-obstetrícia, daqui, o itapetiningano Felipe Cheque de Campos formou-se em Medicina pela Unicid, em São Paulo, e a festa de formatura aconteceu na Vila dos Ipês, Vila Leopoldina, naquela cidade.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga