Agenda – Ivan Barsanti Silveira – 20/09/2019

Presença
Numa das noites do último junho no restaurante “Sacy”, próximo ao largo da Santa Casa, aqui, o ator Eduardo Sterblitch (ex-programa “Pânico” da TV Bandeirantes) agora na TV Globo e intérprete do personagem itapetiningano Zéca da Farmácia na nova novela da emissora, “Éramos seis”, que estreia no próximo dia trinta, numa segunda-feira. Eduardo veio pesquisar os costumes desta cidade (para a novela).

Indignação
Professores itapetininganos, especialmente de Ciências e Biologia da rede pública estadual de ensino desta cidade, segmentos destes estão (bastante!) preocupados com a interferência do Governador do Estado João Dória (PSDB) no material científico da rede paulista para estudantes do oitavo ano do ensino fundamental II com texto denominado “Sexo biológico, identidade de gênero e orientação sexual”. Segundo estes professores itapetininganos (Ciências e Biologia), o texto em questão, retirado pelo Governo paulista de uma apostila, aborda, de maneira científica a diversidade sexual e explica diferentes termos como “transgênero”, “homossexual” e “bissexual” hoje, muito importantes para o entendimento dos pré-adolescentes e nada melhor que a Escola ensine isto. São termos que já fazem parte do “dia a dia” do pré-adolescente (treze a quinze anos de idade), daí a importância da Escola em discuti-la. E, segundo a presidente executiva da ONG “Todos pela Educação”, a educadora Priscila Cruz: “Terá que haver uma conversa franca com os educandos, sem preconceitos. Logicamente com professores preparados para o assunto” (trechos da reportagem feita por Renata Cafardo e Marco Antônio Carvalho, de título “Dória veta trecho de livro”, publicada na coluna “Metrópole” do jornal “O Estado de São Paulo”, A16, de quatro de setembro corrente, numa quarta-feira. Grande parte dos professores itapetininganos (e do Estado) estão, no mínimo, chateadíssimos com a intromissão, para eles, totalmente indevida, (felizmente) interrompida pela Justiça.

Dinheiro
Servidores públicos estaduais itapetininganos (nas diversas áreas) bastante interessados nas notícias veiculadas pelos jornais e redes sociais, segundo as quais, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo liberou quase novecentos milhões em precatórios (dívidas do Estado perante seus funcionários) estadual, de prefeituras e de órgãos municipais paulistas. Para maiores detalhes acesse primeiramente: www.tjsp.jus.br/precatorios. Depois, clique em “Credores”, em seguida, acesse: “Lista de precatórios disponibilizados e pendentes de pagamentos”. No final, consulte pelo nome da instituição devedora para ver as listas de valores pagos ou pendentes (estes dados são da seção “Grana”, do jornal paulistano “Agora”, da penúltima segunda-feira, nova, página B2.

Cenas iniciais
Já estão aparecendo, com bastante frequência, as “chamadas” da próxima novela das seis e meia da tarde, da TV Globo, de título “Éramos seis”, baseada no romance original da Senhora Leandro Dupré ou Maria José Dupré e como você já deve saber, a história começa aqui em Itapetininga, no início do século vinte (pelo menos no livro). A personagem principal é a itapetiningana Lola, interpretada por Gloria Pires. E pelo já visto nas telinhas a personagem de Gloria não fala com o sotaque típico da região do sudoeste paulista. Aguarda-se maiores detalhes a partir do dia trinta deste mês, numa segunda-feira.

Navio
Na bem sucedida caravana capitaneada por Marcelo Tomio Adati (da Adati Turismo, daqui), que levou vinte e nove itapetininganos para as delícias da Cidade do Panamá, no Panamá e paraísos da América Central como Bonaire, Curaçao, Aruba e Cartagena de Indias (aqui, na Colômbia, América do Sul) entre vinte e um de agosto a primeiro de setembro deste ano, com andanças, na maioria das vezes, marítima, o transatlântico foi o Monarch, da espanhola Pullmantur. Lá, os jantares eram de gala, em turnos, com lugares marcados preparados por chefs como Jordi Cruz, três estrelas, Michelin. E numa das noites, o cardápio escolhido foi de pratos, entre estes: “Filé mignon marinado ao Yuzu, compota de maçã com cidra, chalotas glaseadas e ragu de cogumelos shitake”. E um outro: “Bacalhau assado com uma crosta de romesco picada em duo de sofrito”. E na sobremesa: “Sorbet de morango, gel de lima e crumble de amêndoa”.

Equilíbrio
Trecho retirado do livro “Quociente de Racionalidade”, de autoria do médico psiquiatra itapetiningano Arthurantônio Chagas Monteiro: – “Racionalidade se refere à qualidade. Qualidade de pensamento. O homem pensa e sente! Aqui a dicotomia coração/razão não existe. O pensamento está a serviço da emoção e vice-versa. O objetivo é levar a atitudes éticas (virtudes)”. “No Brasil, na atual conjuntura, frequentemente nos deparamos com conceitos e atitudes irracionais. Isso tem de mudar. A Racionalidade nos leva a equilíbrio emocional e atitudes éticas. É o nosso maior patrimônio.”.

Almoço de domingo
No último vinte e cinco, em agosto, a entidade itapetiningana de terceira idade “Associação do Bem Viver”, com sede próxima a Itauto e avenida José de Almeida Carvalho, homenagearam a Itália com um cardápio típico de lá com muito nhoque, lasanha, complementado com frango assado, arroz, saladas variadas e na sobremesa, mousse de limão com sorvete. A presidente Rosa Maria Marcondes de Almeida, a vice, Eliana Maria Monteiro Moraes, com o auxílio de Marta Ozi e equipe esforçaram-se ao máximo para apresentar o melhor para os associados e convidados. O Coral da casa, regido por Olga Pellegrini entoou as seguintes canções italianas: “Il mazzolin di fiori”, “O surdato ‘inammurato” (o soldado enamorado), a conhecida “Mamma” e a belíssima “Parlama de amore Mariú”. O próximo ocorrerá em outubro.

Birthdays
Mudaram e mudam de idade os seguintes cidadãos e cidadãs itapetininganos: no último dezesseis, segunda-feira, Luiz Augusto França Isaac, engenheiro; ontem, dezenove, quinta-feira, Marly de Paula Leite, professora estadual, já aposentada; hoje, vinte, sexta-feira, Rubens Carrano Ravacci, economista; amanhã, sábado, vinte e um, Lúcio Vieira de Morais, professor de Língua Portuguesa e bacharel em Direito, na mesma data, Uedney Junqueira Amaral, juiz já aposentado e advogado; na mesma data, Mirian rabelo Orsi, professora de Educação Artística; domingo, vinte e dois, Luiz Guilherme Legaspe Moucachen, médico reumatologista, e na mesma data, Roberto Paes Barsanti, engenheiro.

“Swing”
O saxofonista itapetiningano Gerson Ramos apresentando-se com sua orquestra “Som-Jazz” com nove componentes, inclusive a vocalista Inaiê. Muita harmonia nas execuções, principalmente nos “standards” (canções” norte-americanas pré-rock, a maioria deliciosas). Um conjunto musical para todos os eventos.

Últimas

CORREIO POLÍTICO 1012

CORREIO POLÍTICO 1012

Presidente Lula na região Na próxima terça-feira, dia 23, o presidente Lula estará na nossa região, em visita ao Campus Universitário Lagoa do Sino, da Universidade Federal de São Carlos...

Curso superior gratuito paralisa sua expansão

Curso superior gratuito paralisa sua expansão

Nos últimos oito anos, a expansão dos cursos gratuitos de graduação da Fatec e do IFSP foi paralisada em Itapetininga. No período, ex-prefeita Simone Marquetto (MDB), que governou a cidade...

Justiça Eleitoral paulista fará transmissão de boletins de urna por satélite nas Eleições 2022

TSE divide R$ 4,9 bi a 29 partidos políticos

Com R$ 4,9 bilhões, o Fundo Especial de Campanha já tem o destino certo dos valores para cada partido político no Brasil. Como já era projetado, o PL e o...

Instalação de curso  de Medicina é marco

Instalação de curso de Medicina é marco

A educação de nível superior registrou um forte avanço na gestão Simone Marquetto com a abertura do curso de Medicina do campus da Universidade São Caetano do Sul (USCS). A...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.