Alguém já viu Deus?

Eu tenho um neto que já nasceu filósofo. Ele mora em São José dos Campos e o seu nome é João Vitor e tem dez anos. Ele esteve aqui em Itapetininga no mês de julho. Um dia, logo cedo, quando eu estava na capela, ele chegou e perguntou:
– Vô, alguém já viu Deus?
Diante de sua pergunta filosófica, tive que responder imediatamente, sem titubear, deixando de lado as provas de São Tomás e respondi:
-Não. Depois, dando continuação, tendo como base os conhecimentos que tenho da Bíblia, disse: – Deus é espírito. Há muitas coisas que não vemos, todavia não duvidamos de sua existência.
João Vitor, que é muito educado, ficou quietinho, em pé, diante de mim, ouvindo, com os olhos sem piscar. Como ele estava prestando muita atenção, continuei. – Ninguém jamais viu o vento, porém acreditamos na sua existência, O homem tem a capacidade de medir a sua velocidade, mas ninguém jamais o viu. Há um aparelho, chamado anemômetro, criado pelo homem, que tem a capacidade de medir a velocidade e a força do vento, porém ninguém jamais o viu. O vento é como o espírito ou a nossa alma. Ninguém pode ver. Notamos a sua existência, mas quem pode ver o espírito?
O meu neto estava quietinho me ouvindo. Parecia uma pequena estátua diante de mim e como demonstrava interesse, citei mais uma coisa que não se vê e ninguém duvida de sua existência.
– A eletricidade, João, é uma coisa que não se vê. É uma forma de energia e repulsão de partículas e que pode ser aproveitada de diversas maneiras.
Enquanto eu falava, piquei um pedaço de papel em pequenas partículas e passei por várias vezes o meu pente, nos poucos cabelos que tenho e, para sua admiração, consegui atraí-los. Disse, depois, eis aí, João, o poder da eletricidade. Uma corrente elétrica produz um efeito físico e os mais interessantes e populares, são os caloríficos e luminosos. O fogão elétrico, o ferro elétrico, a estufa e o forno são aplicações práticas do efeito calorífico da eletricidade, de uma corrente elétrica devido a resistência de seus condutores.
Não sei se ele entendeu o meu linguajar, porém ficou parado e completamente estático diante de mim. Piscava, algumas vezes, mas não saía do lugar. Mais uma vez eu disse: – Quem, no entanto, jamais viu a eletricidade? Sentimos o seu efeito e utilizamos para o nosso conforto, todavia ninguém pode ver a eletricidade. Deus é espírito, como a nossa alma e não podemos vê-lo, mas sentimos a sua presença e o seu poder. Por fim, eu perguntei:
– Entendeu? João. Ele respondeu:
– Entendi. E saiu correndo, dizendo obrigado.

Últimas

Correio Politico – Edição 1010

Experiência e Renovação A Federação Brasil Esperança (PV, PT e Pc do B) está com uma chapa forte de pré-candidatos a vereador. Unindo experiência e renovação, a chapa de pré-candidatos...

Câmara aprova projeto de substituição de sacos plásticos convencionais por ecológicos

Prefeitura e Câmara suspendem publicações em sites

Devido à lei eleitoral, a Prefeitura e a Câmara de Itapetininga suspenderam, temporariamente, a exibição de notícias no site e no semanário oficial que impliquem em publicidade institucional. A medida...

Confira as principais notícias de 2022

Jeferson Brun lança pré-candidatura

O atual prefeito de Itapetininga, Jeferson Brun, atualmente filiado ao Republicanos, lançou oficialmente sua pré-candidatura a prefeito de Itapetininga. Caso se confirme o apoio oficial, Brun terá a companhia de...

Novos nomes surgem para  vice-prefeito

Novos nomes surgem para vice-prefeito

Na edição passada, o Jornal Correio publicou seis nomes que estão na disputa para entrar de vice-prefeito em Itapetininga. Mais duas pessoas estão ainda no jogo como ex-secretário municipal de...

Clima desfavorável afeta produção de figo na cidade

Clima desfavorável afeta produção de figo na cidade

No município de Itapetininga, o clima desfavorável marcou a temporada de colheita de figos neste ano, conforme relata Daniel Nache, produtor local. “Este ano foi desafiador desde o início, com...

Rodovias registram 12 mortos em acidentes

Rodovias registram 12 mortos em acidentes

Durante o feriado prolongado de 9 de julho, as rodovias administradas pela CCR SPVias em Itapetininga e região registraram um saldo de 12 mortos e 51 feridos em 22 acidentes....

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.