Coronavírus ou Coravírus

Caso a providencia o trouxesse à terra, por certo teríamos uma nota (ou crônica) fantástica sobre coronavírus, essa epidemia que está provocando pânico e milhares de mortes em várias partes do mundo.

Falamos do consagrado Pittigrilli, famoso escritor e jornalista italiano, que, sem dúvida, iria abordar à seu modo esta doença que, atualmente, coloca o mundo em aflição desmedida.

Pittigrilli morreu em 1975, um speitável senhor fora de todas as épocas e lugares, sem preocupações comezinhas de qualquer espécie, sem pressa, nem problemas. Enfim sem coisa nenhuma, apenas jornalista autor de alguns livros, mas humorista ácido, mordaz e icônico.

Naturalmente ele iria primeiramente tecer comentários criteriosos sobre o coronavírus e assinalar que essa malfadada epidemia não pode ser considerada mais perturbadora e aflitiva. A partir dessa premissa desfilaria toda sua verve e conhecimento a respeito… existente desde o princípio do mundo.

Pitttigrilli, autor de muitos livros, hoje não encontrados nem em sebos, diria que “COROAVÍRUS” , não ofensivamente àqueles de idade já um pouco avançada, que interferem em qualquer grupo de pessoas e participam de conversas sem ao menos saber do assunto em pauta.

Consideram-se autênticos sábios e suas intervenções provocam certo constrangimento àqueles ouvintes, Esses provectos (em cuja categoria eu também faço parte), são vistos , por vezes, com cuidadores ou cuidadoras e não se vexam em participar de grupos , por vezes jovens, como se fossem velhos conhecidos ou parentes.

Não existe assunto que o “CORAVÍRUS” desconheça e suas intervenções – geralmente longas – provocam retirada de alguns do grupo onde se encontram, Talvez, em razão da “avançada idade” não tenham noção da maneira que procedem, mas consideram-se senhores absolutos da verdade.

Há certas ocasiões em que a presença “sem permissão” do coravírus em grupos, provoca fatal conflito. No grupo que ele aborda, muitos se afastam a correr ou em passos apressados. Ou então, alguns presentes dos grupos inquietam-se, depois zangam-se, ou ficam numa atitude angustiada , entre atônitos e pouco seguros de seu estado psicológico.

Pittigrilli, enfim, daria a entender que perigoso mesmo não é o coronavírus e sim o Coroavìrus. Mas o correto e sensível é o que afirma o genial escritor argentino Jorge Luiz Borges: “A velhice pode ser o nosso tempo de ventura”.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga