Depois, o arrependimento…

Carol, filha de D. Ernestina de Alenquer, manteve um relacionamento fora do casamento com José de Itabira. Para ele foi normal e obedeceu a sua natureza. Não é religioso. Não possui um código de moral e de fé. Vive como se Deus não existisse. É um ateu prático. Carlos Drummond de Andrade, o poeta, que é da mesma cidade, até lhe fez algumas perguntas, como estas: – E agora José?
Ela, no entanto, é religiosa e foi criada no meio presbiteriano. A Igreja Presbiteriana é fruto da Reforma do Século XVI e João Calvino, o autor das Institutas ou Tratado da Religião Cristã, era muito rigoroso em questões de vida prática e de fé. Os verdadeiros presbiterianos seguem à risca os ensinamentos de Cristo expostos por Calvino. A família dela ficou muito nervosa, quando ela afirmou com todas as letras do abecedário que estava grávida. O seu pai chegou a chorar no recôndito do seu quarto. D. Ernestina afirmou que ele molhou, com as suas lágrimas, o travesseiro. Coitado do Sr. Adolfo! Mas o quê fazer? Já era tarde e não havia mais remédio. Tinha, Carol, que aceitar a gravidez para não se arrepender ainda mais de outros atos pecaminosos, como o aborto.
A filha de D. Ernestina me procurou, e, como Ministro Presbiteriano jubilado, dei-lhe alguns conselhos, tomando como base o livro sagrado dos cristãos. Falei sobre o amor e a misericórdia divina. Depois, usando o Catecismo de Westeminster, adotado pela Igreja Presbiteriana, disse que “o arrependimento para a vida é uma graça salvadora pela qual o pecador, tendo um verdadeiro sentimento de seu pecado e percepção da misericórdia de Deus em Cristo se enche de tristeza e de horror pelos seus pecados, abandona-os e volta para Deus, inteiramente resolvido a prestar-lhe nova obediência.” Li II Cor. 7:10; Atos 2:37; Rom. 6:18.
Ela se sentiu confortada e ao mesmo tempo animada para prestar uma nova obediência aos preceitos bíblicos. Li João 8, destacando o comportamento de Cristo e a atitude da mulher no templo de Jerusalém. Por fim orei, pedindo as bênçãos de Deus e, como embaixador de Cristo, na hora que ela saía, disse-lhe:
– Carol, segue o seu caminho e não peque mais.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

Filmes para quem gosta de comer… e cozinhar

Filmes para quem gosta de comer… e cozinhar

BAO (2018). O curta-metragem dirigido por Domee Shi fala de amor, e usa comida para representar uma mãe cuidando e acompanhando o crescimento do filho. Tem um viés bastante simbólico,...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga