Dia das Mães

Mãe e amor são palavras da mesma classe gramatical. Só que a primeira é um substantivo concreto e a outra é um abstrato. Se a origem para o gramático é diferente, para o teólogo é a mesma. Mãe é fruto do amor divino para quem vivia só e precisava de uma companheira para lhe dar a sucessão infinita do amor.
Moisés, o cronista da criação, afirma que “o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão” e enquanto ele sonhava, tomou uma de suas costelas e formou a mulher. Sem formão, mas com a sua própria mão, esculpiu a mulher, arredondando o corpo, estreitando aqui, ajustando ali. Como molde usou a romã partida, o fio da escarlata e as gêmeas das gazelas, quando se apascentam entre os lírios. (Cantares 4:1 a 5)
Depois de orná-la, dando-lhe a doçura do mel nos lábios, o aroma dos unguentos e de toda sorte de especiarias, trouxe-a para o guapo rapaz que saíra de suas mãos no último dia da criação. Vendo-a, Adão não se conteve e, numa declaração de amor, disse: -“Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada mulher, porquanto do homem foi tomada.” (Gênesis 2: 23) Era imaculada, formosa, aprazível e amor em delícias. (Cantares 7:6) Tornou-se mãe e recebeu o nome de Eva por ser a mãe de todos os viventes. (Gênesis 3: 20)
Mãe é amor e amor é mãe. A essência é a mesma. Não se pode abstrair o amor do substantivo concreto, que é mãe. É possível inverter as letras do vocábulo mãe e misturá-las no cadinho e surgirá o subjuntivo “ame” para a mãe e o imperativo “ame” para o filho. O til, que no substantivo mãe aparece, é um resquício do coração de Jesus. Ela ama pelo desejo de amar e ele por obrigação para quem lhe deu a vida. Que eu ame sempre é o desejo sincero daquela que foi criada para amar e se sujeitar ao amor. “Ame” é o imperativo do quinto mandamento da Lei do Senhor. (Êxodo 20:12)
Se no mandamento aparecem as palavras pai e mãe é porque os nomes, no cadinho divino, se fundiram. Separá-las é impossível e dividi-las é injusto, portanto, louvado seja Deus que criou o pai e do pai fez a mãe e de ambos, os filhos, frutos do amor celestial e terreno.
Curiosidade: Anna Jarvis perdeu a sua mãe e sentiu um vazio tão grande, deixando transparecer aos seus familiares e amigos. Eles, diante disso, resolveram prestar uma homenagem à memória de sua mãe. Anna Reeves Jarvis, no segundo domingo de maio de 1907. Anna Jarvis, professora primária de Webster, na Virginia Ocidental, ficou agradecida e transferiu tal homenagem a todas as mães. Fez campanha. A primeira celebração pública foi na Igreja Episcopal de Grafton, West Virginia, no dia 10 de maio de 1908. O Presidente Woodrow Wilson (1856-1924), em maio de 1914, assinou um decreto, oficializando o dia das Mães na América do Norte. No Brasil foi oficializado pelo Presidente Getúlio Dornelles Vargas, em 1932.

Últimas

Pessoas de 57 anos ou mais serão vacinadas hoje

Prefeitura divulga novo cronograma de vacinação

TERÇA-FEIRA – 03 DE AGOSTO 1ª DOSE 24 ANOS OU MAIS – Pessoas sem comorbidades (Drive-thru e a pé nos dois pontos de vacinação) Atende Fácil da Prefeitura e Ginásio...

Isabelly vibra com sucesso das “minas” no skate

Isabelly vibra com sucesso das “minas” no skate

A skatista itapetiningana Isabelly Ávila, de apenas 16 anos, por pouco não se classificou para as Olímpiadas de Tóquio, mas mesmo de longe, segue torcendo pelos atletas estreantes da modalidade...

HLOB está com 100% de ocupação nos leitos para Covid

Hospital de Campanha e UTI do HLOB estão100% ocupadas

A UTI Respiratória do Hospital Léo Orsi Bernardes (HLOB) e o Hospital de Campanha Interno estão 100% ocupados. Preparada para receber pacientes infectados com a Covid-19, a UTI recebe pacientes...

Bolsa Família injeta R$ 5,37 milhões na economia

Bolsa Família injeta R$ 5,37 milhões na economia

Itapetininga recebeu no primeiro semestre, por meio de repasse do Programa Bolsa Família cerca de R$ 5,37 milhões. A informação é do portal de transparência do Governo Federal. Este valor...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga