Esta o Borba Contou

Há poucos dias, conversando com conhecido comerciante Zeca Borba, cidadão que gosta de uma boa prosa e adorador desta cidade em que nasceu, narrou um episódio que até hoje se surpreende.

Ele contou, com detalhes, que o conhecido Abelardo, figura respeitável, mas problemática, de Itapetininga, entrou na tabacaria existente na Monsenhor Soares e, com o empregado do estabelecimento disse que queria um maço de cenouras.

-Como, como …? perguntou o funcionário da tabacaria, então de propriedade do Sr Domingos Souto, que posteriormente a vendeu para Issa Bittar.

-Eu disse – repetiu tranquilamente Sr Abelardo – se me dava um maço de cenouras.

-Mas eu não tenho cenouras –continuou o jovem trabalhador – Não deseja um maço de cigarros?

-Eu não. Não ponho cigarros na sopa. O senhor põe cigarros na sopa?

-Ponho o que? Perguntou o moço da loja cada vez mais intrigado.
-0s cigarros! Disse Abelardo.

-Os cigarros na sopa? Eu não… eu fumo-os, gaguejou.

-E depois sopra o fumo para sopa? Perguntou nosso personagem
-Para que? Continuou o empregado assustado.

-Não sei – disse Abelardo- A mim é que vem perguntar se sopra o fumo na sopa?

-Eu não sopro o fumo para a sopa! Gritou o jovem, que não conseguia compreender onde o Sr Abelardo queria chegar com aquela conversa.

-Nem eu! reforçou Abelardo, em sua forma peculiar de tolerância zero. –Eu também não sopro a fumaça, não precisa berrar dessa maneira, tanto mais que não é crime soprar fumo na sopa, é uma mania, nada mais.

-Mas eu não acho – sussurrou o empregado da tabacaria, que não sabia mais o que falar.

-O senhor não, o senhor não…. É absolutamente inútil que senhor esteja a tagarelar e a fazer-me perder tempo- resmungou Abelardo. – Faça aquilo que entender, que não importa mesmo, tá!

O Sr. Abelardo abanou a cabeça e afastou-se resmungando e com andar -apressado. O jovem funcionário da tabacaria não acreditava no diálogo pelo qual tinha passado.

Muitos que ouviram a história contada por Zeca Borba, não acreditaram, mas gostaram muito desse capítulo das peripécias de Abelardo.

Últimas

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga