Invejas e admirações

Existem invejas virtuosas, admirações pelas virtudes alheias, que gostaríamos de possuir.
Invejo os que creem. Não me refiro à fé igrejeira, ritualista, com dia e hora marcados.
A fé apazigua a mente, fazendo da vida um transcurso com início, meio e fim, vividos e entendidos. Os que creem de fato, poucos, transparecem serenidade e confiança na almejada justiça.
Invejo os que não creem, e são naturalmente bons. Estes, fazem do dia-a-dia um ritual de solidariedade, tal qual os que creem de fato.
Minha fé, em Santa Maria do Aperto, só surge, pedinte, em situações difíceis. Não tenho templos nem acredito em intermediários, e minha única virtude é respeitar a fé alheia.
Invejo os poetas, mestres na arquitetura de textos que animam sentimentos. Escolhem as palavras certas, agrupando-as com ritmo e brilho.
Assim como os poetas, músicos e cantores possuem o dom de fazer brotar sentimentos e despertar memórias. Seguindo a tradição familiar, sou absolutamente incapaz de entoar qualquer nota musical, salvo se pretender esvaziar ambientes.
Invejo os sábios, capazes de enriquecerem a cada tropeço, e fazer de cada experiência um ensinamento. São especialistas, não diplomados, em natureza humana, que é a mesma desde as cavernas.
Ouvir sábios é dar a cada fato a sua devida relevância, sem os chiliques dos inconformados e o proceder nervoso dos incontrolados. São muitos os palpiteiros e lecionadores, mas poucos os sábios.
Invejo os que gostam do que fazem, e normalmente fazem bem feito. Saem para o trabalho como quem sai para um lazer, e não retornam à casa mal humorados e beligerantes.
Admiro os que não se preocupam com os julgamentos alheios, no tocante a roupas, veículos, aparência pessoal e demonstrações de poderes e riquezas. Importa-lhes o status íntimo. Inicialmente repelidos, acabam sempre valorizados.
Admiro os que não se deixam dominar por ideologias exclusivistas, transpirando ranços e ódios políticos por onde passam. São felizes.
Admiro os determinados e empreendedores, que movem o mundo.
Admiro os capazes de exercer algum poder sem personalismos e desrespeitos. Constituem a mais rara das variações humanas.
Admiro, mas admiro mesmo, os que possuem desafetos e inimigos de poucas virtudes. Só quem tem personalidade não atrai unanimidades.

Últimas

Cidade registra 66 furtos de veículos no ano

Cidade registra 66 furtos de veículos no ano

Os itapetininganos têm convivido com uma realidade preocupante, o aumento dos casos de furto de veículos e as ocorrências de roubo de veículos. Dados estatísticos da Secretaria de Segurança Pública...

Comércio começa atender com horário estendido

Comércio começa atender com horário estendido

Se preparando para a melhor data para o comércio do ano, as lojas de Itapetininga começaram a atender em horário especial a partir desta semana. De segunda-feira a sexta-feira, as...

Junta Militar de Itapetininga realiza o EXAR

Junta Militar de Itapetininga realiza o EXAR

O Exercício de Apresentação da Reserva (EXAR) é realizado anualmente no período de 09 a 16 de dezembro, e tem como principais finalidades: praticar o mecanismo de convocação, atualizar dados,...

Mutirão retira 147 toneladas de resíduos

Mutirão retira 147 toneladas de resíduos

A Prefeitura de Itapetininga realizou mais um “Mutirão contra a Dengue” que retirou 147 toneladas de resíduos nas vilas Arruda e Paulo Ayres, neste final de semana. Junto com as...

Cidade recebe Campanha Natal Literário

Cidade recebe Campanha Natal Literário

A Biblioteca Municipal “Dr. Júlio Prestes de Albuquerque” lançou mais uma campanha para que os usuários com livros em atraso possam resolver suas pendências.É a Campanha Natal Literário que acontece...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga