Jesus expulsou os cambistas do templo

Kristina, a pedido do seu pai espiritual, está lendo Mateus. Quando me viu, sorrindo, disse: – Tenho algumas perguntas para fazer para o senhor. Foi nessa hora que ela afirmou que estava estudando o Evangelho de Mateus. A pergunta que ela me fez foi a seguinte: – Por que há três evangelhos?

– Na verdade, respondi, não há três, mas quatro, como sejam: Mateus, Marcos, Lucas e João. Os três primeiros são chamados de sinóticos, uma vez que dão uma visão de um mesmo ângulo. João já destaca lances isolados da vida de Cristo, substituindo as parábolas por discursos. Mateus apresenta Jesus como rei; Marcos, como servo e Lucas, como o Filho do homem. João, de um modo especial, apresenta Jesus como Deus.

Depois ela disse que Jesus era muito bravo, pois entrou no templo, derrubou as mesas dos cambistas e as cadeiras dos que vendiam. Eu confirmei, corrigindo, pois de fato Jesus havia agido dessa forma, uma vez que cumpria o que o salmista dissera: – “Pois o zelo da tua casa me devorou, e as afrontas dos que te afrontam caíram sobre mim.” (Salmo 69:9)
Por fim eu disse que a ira no texto não era pecaminosa. Jesus doutra feita ficara irado com a falta de fé e dureza do coração dos judeus. (Mc. 3 :5) A Bíblia não estimula a ira, porém admite, quando a nossa ira é motivada pela injustiça, pela blasfêmia e pelo zelo à causa de Deus.

Se nós não indignarmos, estamos, na verdade, contribuindo com a divulgação do mal. Não podemos concordar com aqueles que negam as doutrinas da Palavra de Deus. O templo é um lugar de respeito. É a casa de Deus. Deus é soberano e os homens devem respeitar a casa do Senhor. É um lugar de oração. Devemos usar a melhor roupa que possuímos para cultuarmos a Deus. A igreja ou o templo é o santuário divino.

Jesus não concordou com aqueles que vendiam no templo, aliás não era dentro do templo, mas nos átrios, nas dependências externas do templo. Os cambistas trocavam moedas e nessas transações furtavam e se a moeda valia 10 eles exigiam 20 e assim por diante.

Havia um entre e sai sem respeito e por isso Marcos afirma que Jesus não permitiu que alguém conduzisse qualquer utensílio pelo templo. (Mc. 11:16) Na verdade, aqueles homens tinham transformado a casa de Deus num verdadeiro mercado.

Finalizando a minha conversa, eu indaguei: Você, Karina, não acha que hoje em dia não se faz o mesmo? Ela sacudiu a cabeça para cima e para baixo, concordando.

Com a desculpa de ajudar os pobres e fazer obras de caridade, há muito comércio no templo. Há muita falta de respeito. Há um entre e sai, quando se está orando ou o pastor está pregando.

Se Jesus viesse hoje, como nós aguardamos a sua segunda vinda, faria o mesmo que fez no templo de Jerusalém. Expulsaria os desrespeitadores, dizendo: A minha casa é casa de oração e não mercado.

A igreja deve ser mantida pelos membros da igreja e não por pessoas ímpias, mas por meio de ofertas e dízimos e voluntariamente. Os membros devem ser conscientizados. Levantei o braço direito para cima e disse para Karina: Até mais! E fui embora. Foi no tempo do coronavírus.

Últimas

Etecs abrem inscrições para processo seletivo 2022

Etecs abrem inscrições para processo seletivo 2022

As inscrições para o processo seletivo das Escolas Técnicas Estaduais (Etecs) estão abertas para o ano letivo de 2022. Os interessados no devem se inscrever exclusivamente pela internet. As inscrições...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga