O contador de histórias

Entre nove e dez anos de idade caiu-me nas mãos um livro de capa grossa com muitas páginas (assustei-me até) emprestado por uma tia, a Zezé. “Você vai gostar”, disse ela. O título “Reinações de Narizinho” que tia Zezé, acertou, era bem de acordo com minha idade. Este livro foi meu primeiro contato com o escritor paulista (nascido em Taubaté) José Bento Renato Monteiro Lobato (1882 – 1948). Não só li uma vez como muitas, encantando-me com os personagens criados pelo escritor: Narizinho, a menina do “nariz arrebitado” que deveria ter a minha idade na época, seu primo, o peralta (no bom sentindo) Pedrinho, uma espiga de milho, o Visconde de Sabugosa, criado pela tia Anastácia, a cozinheira da família. Também a sapeca Emília (e coloque sapequice nisso!), o Marquês de Rabicó, um porquinho de estimação também da família. Além de dona Benta, avó das crianças, proprietária do Sitio do Pica-Pau Amarelo, onde as histórias decorriam.
Boneca que fala e age como ser humano? Espiga e porquinho que também agiam como gente? Inacreditável, mas fazia parte da magia do Sítio. Mas Lobato conta com uma naturalidade como se tudo fosse verdade. Narizinho e Pedrinho são crianças normais, mas bastante curiosos que querem saber das coisas do mundo. Ouvem atentamente dona Benta e o Visconde de Sabugosa, que para mim, representavam a consciência humana avançada, progressista, madura, nada conservadora e preconceituosa. Dona Benta e o Visconde observavam a vida sem medos e que tudo seria possível nela. A boneca Emília é anárquica e que na maioria de suas ações usa a inteligência, para ela, muito melhor que a força e também contraria o misticismo e as crendices. Para a excêntrica boneca a razão deveria prevalecer em todas as ações humanas. A narrativa de Monteiro Lobato faz com que o leitor (de todas as idades, parece-me) entre no espirito magico e natural do Sítio. Uma delícia…
Quando foi inaugurada a primeira estação de televisão brasileira em São Paulo, a TV Tupi das “Emissoras Associadas” em 22 de setembro de 1950, um dos primeiros programas foi justamente “O Sítio do Pica-Pau Amarelo”, baseado, logicamente, na obra de Monteiro Lobato, adaptado pelo médico Júlio Gouvêa e a escritora Tatiana Belinsky. Eu consegui assistir durante muito tempo esses programas na casa da família Villar, uma das únicas de Itapetininga na época (início da década de 1950) e que possuía torres altíssimas para a captação de imagens que vinham da capital paulista. Naquela época os programas eram “ao vivo” e cada história deveria ser contada em uma hora por aí. Era tudo artesanal, mas muito autentico. O espirito lobatiano estava sempre presente. Além do que Emília era interpretada por uma atriz extraordinária de nome Lucia Lambertini.
Os personagens televisivos eram os mesmos das histórias e as situações também: as brincadeiras, os brinquedos, as cantigas de roda, o modo de falar, o vestuário (igualzinho as imagens das primeiras edições do livro).
Nada de tecnológico, inovações que seriam estranhas as histórias. Naquele palquinho onde o programa era gravado cabia o mundo. Monteiro Lobato não foi um brasileiro fácil nos campos: culturais, sociais, políticos. Nada fácil. Suas ações causaram problemas para os governos. Mas isto são outras histórias para outros contadores.

Últimas

Correio Politico – Edição 1010

Experiência e Renovação A Federação Brasil Esperança (PV, PT e Pc do B) está com uma chapa forte de pré-candidatos a vereador. Unindo experiência e renovação, a chapa de pré-candidatos...

Câmara aprova projeto de substituição de sacos plásticos convencionais por ecológicos

Prefeitura e Câmara suspendem publicações em sites

Devido à lei eleitoral, a Prefeitura e a Câmara de Itapetininga suspenderam, temporariamente, a exibição de notícias no site e no semanário oficial que impliquem em publicidade institucional. A medida...

Confira as principais notícias de 2022

Jeferson Brun lança pré-candidatura

O atual prefeito de Itapetininga, Jeferson Brun, atualmente filiado ao Republicanos, lançou oficialmente sua pré-candidatura a prefeito de Itapetininga. Caso se confirme o apoio oficial, Brun terá a companhia de...

Novos nomes surgem para  vice-prefeito

Novos nomes surgem para vice-prefeito

Na edição passada, o Jornal Correio publicou seis nomes que estão na disputa para entrar de vice-prefeito em Itapetininga. Mais duas pessoas estão ainda no jogo como ex-secretário municipal de...

Clima desfavorável afeta produção de figo na cidade

Clima desfavorável afeta produção de figo na cidade

No município de Itapetininga, o clima desfavorável marcou a temporada de colheita de figos neste ano, conforme relata Daniel Nache, produtor local. “Este ano foi desafiador desde o início, com...

Rodovias registram 12 mortos em acidentes

Rodovias registram 12 mortos em acidentes

Durante o feriado prolongado de 9 de julho, as rodovias administradas pela CCR SPVias em Itapetininga e região registraram um saldo de 12 mortos e 51 feridos em 22 acidentes....

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.