O Tempo

Vou iniciar com uma poesia. Olavo Bilac, o príncipe dos poetas parnasianos, deu vida para o tempo. Este, o tempo, disse, num linguajar corretíssimo, característica do movimento do vate brasileiro: Sou o tempo que passa, passa, / Sem princípio, sem fim, sem medida/ Vou levando a Ventura e a Desgraça, / Vou levando as vaidades da vida. / A correr, de segundo em segundo, / Vou formando os minutos que correm…/ Formo as horas que passam no mundo, / Formo os anos que nascem e morrem. / Ninguém pode evitar os meus danos…/ Vou correndo sereno e constante:/ desse modo, de cem em cem, em cem anos, / Formo, um século, e passo adiante. /
O tempo surgiu com a criação da Terra. Moisés, o cronista da criação, afirma que “No princípio criou Deus os céus e a Terra”. Se assim foi, conforme disse o cronista inspirado por Deus, o tempo surgiu com a criação.

Assevera Moisés que as três pessoas da Santíssima Trindade participaram da criação. O Espírito Santo paira sobre as águas, o Pai fala e o Filho é a voz, ou seja, a Palavra, o Verbo. Tudo isso é perceptível nos três primeiros versículos de Gênesis. João, o apóstolo, que teve o privilégio de ouvir as batidas do coração humano de Jesus, disse, dogmaticamente: “Ele, Jesus, estava no princípio com Deus, todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez”. Jesus é o Alfa e o ômega, o princípio e o fim.

Isaías, o profeta, discorrendo sobre a primeira vinda de Cristo, asseverou que ele seria conhecido pelas suas obras: “Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputamos por aflito, ferido de Deus e oprimido”. Parte da profecia foi cumprida no início do ministério de Cristo e a segunda no final. A primeira foi na casa de Pedro. Mateus, que era judeu, iluminado pelo Espírito Santo e conhecedor da Bíblia, vendo os milagres realizados por Jesus, numa crônica, narrou: “ Tendo Jesus chegado à casa de Pedro, viu a sogra deste acamada e ardendo em febre. Mas Jesus tomou-a pela mão e a febre a deixou…” Chegada à tarde trouxeram-lhe muitos endemoninhados; e ele meramente com a palavra expeliu os espíritos e curou todos os que estavam doentes para que se cumprisse o que o que fora dito pelo profeta Isaías: Ele mesmo tomou sobre si as nossas enfermidades.

Jesus, no passado criou o mundo. Na sua primeira vinda curou os enfermos para provar a sua divindade e que era o Messias prometido. Os homens e mulheres que foram curados por Cristo já morreram. Jesus, no futuro, voltará e nos levará consigo para o lar celestial. A sua vinda está próxima, portanto é necessário que estejamos preparados, pois o Céu é um lugar preparado para um povo preparado. Foi ele quem disse: “ Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar. E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que onde eu estou, estejais vós também”. O tempo passa. Jesus, no entanto, como afirmou o escritor da carta aos hebreus é o mesmo, ontem, hoje e o será para sempre, pois é Deus.

Comecei com Bilac e termino com os seus versos: “Não gasteis os minutos sem pena! Não façais pouco caso das horas”.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga