Os imitadores

Os antigos ainda se lembram do Eugênio Alenquer Brito da Silva. Era um jovem afeiçoado, boa aparência, riso largo e possuidor de duas covinhas no rosto, uma de cada lado. Imitava o cantor Elvis Presley e todos diziam que ele era um sósia. Até os trejeitos era do Presley. Fazia sucesso e cantava nas praças principais da cidade e, na época das eleições, participava dos comícios, cantando. Era uma festa. Alenquer era de uma família tradicional. Dava-se o nome de tradicional, pois era descendente ou imigrante e conseguira enriquecer nestas paragens. Bons tempos aqueles!
Havia outros caricaturistas. Lembro-me dos imitadores do Seixas, Roberto Carlos, Moacir Franco e outros. Todos se tornaram conhecidos e provocavam risos, porém o Eugênio foi o mais ilustre.
Embora Jesus tenha ensinado que o seu discípulo deve ser o sal da terra, influenciando, temperando, salgando e conservando, muitos jovens e, até adultos, que se consideram jovens, imitam os famosos da televisão e do rádio. Não querem ser autênticos.
Paulo, o apóstolo, escreveu uma carta aos cristãos de Éfeso. O Dr. Pierson, citado por Robert Lee, a chamou de “A Epístola do Terceiro Céu de São Paulo”, pois nela, “ele sobe das profundezas da ruína às alturas da redenção. ” Ela tem sido chamada “Os Alpes do Novo Testamento”, visto que, nesta carta somos chamados por Deus para subir, passo a passo, até alcançarmos a maior altura possível, onde o homem possa manter-se firme, de pé, mesmo na presença de Deus”.
A carta pode ser dividida em duas partes, sendo que a primeira é doutrinária e vai até o capítulo três, porém a segunda é prática e vai até o capítulo seis. Na doutrinária o apóstolo fala da igreja como corpo de Cristo e começa discorrendo sobre a unidade do corpo. Assevera, na parte prática, que os membros do seu corpo de tudo se devem abster, não somente para não quebrar essa unidade, como também, fazer todo o possível para fortalecê-la cada vez mais.
Eis como o apóstolo Paulo, falando sobre os deveres do corpo, exorta: “Sede, pois imitadores de Deus como filhos amados. ”
Os irmãos já imaginaram os nossos jovens, que são filhos amados de Deus, imitando os cantores e cantoras populares, requebrando sensualmente, com as pernas despidas, no tabernáculo do Senhor? Será que agradaria a Deus ou aos homens?
Se são filhos amados de Deus, é porque obedecem aos ensinos divinos, logo devem viver com Deus neste mundo. É por isso que são amados por Deus, pois vivem e esposam os seus ensinamentos.
Os caricaturistas do mundo agradam aos homens, todavia os imitadores de Deus agradam ao Criador que merece toda honra, toda glória e todo louvor.

Últimas

Cidade registra nova morte por Covid após dois meses

Semana registra 810 novos casos de Covid

A confirmação de novos casos de COVID-19 segue alta em Itapetininga. Em um semana, foram registrados 810 novos casos da doença. O número de morte por coronavírus na cidade chegou...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga