Outra espécie

Desde que o ser humano chegou a um estágio evolutivo e se reconheceu como tal, uma senhora é uma senhora. Não há outro substantivo para defini-la… Esteja ela diante de um humilde tanque lavando roupas, atrás de um balcão atendendo fregueses, numa sala de aula, burilando inteligências, sentada numa praça solitária meditando, numa igreja, em oração, no comando de um país…
A que hoje é senhora, já foi menina um dia, depois, adolescente, em seguida, jovem… E a vida passou e ela foi em frente… Ela teve filhos, amamentou, cumpriu a sagrada missão de ser mãe e continuar a existência do Homo sapiens sobre a Terra…
Está no DNA do ser humano tratar com reverência uma senhora. Ela tem direito adquirido de sentar-se no lugar mais confortável de qualquer moradia, passar à frente, onde quer que haja uma fila, ser a primeira a servir-se à mesa de todos os convivas. Ela é a mãe, a avó, a tataravó, a matriarca… Para dirigir-se a uma senhora há que paramentar-se com trajes respeitosos e discretos, portar-se com fidalguia e, claro, medir gestos, palavras e olhares.
E se, um povo numa democracia, por livre e espontânea vontade a elege para ser Presidente da República, como é o caso da Alemanha, Inglaterra, Chile, Brasil e outras grandes nações, é porque ela o fez por merecer! A eleita não chegou até ali à toa! Por certo, sua biografia descreve sacrifícios e transcende o heroísmo! Esteja onde estiver- Sua Excelência deve ser tratada com respeito…
Porém, uma pergunta paira no ar e queima como uma adaga em brasa: que espécie de humanoide vaiou e latiu imprecações contra a senhora Dilma Rousseff, Presidente da República Federativa do Brasil, num estádio de futebol?
Será que nasceu, embalada pelos uivos dos locutores esportivos, uma nova sub-raça ainda não catalogada pela Biologia e que não sente reverência alguma pela figura de uma avó? E, justo aqui, nestas bandas da América do Sul!
E o pior é que o planeta inteiro assistiu pela TV e Internet…
Que vergonha!

Últimas

Cidade tem 25 mortes em sete dias e UTIs estão 100% lotadas

Cidade registra 24 mortes em apenas dez dias

Os primeiros dez dias do mês de junho registram uma marca preocupante, a cidade confirmou 24 mortes em decorrência da Covid-19 e 579 novos casos. Nesta quinta-feira, dia 10, o...

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

A modelo e estudante de fisioterapia Bruna Campos denunciou uma situação de racismo que sofreu durante uma oferta de trabalho. Ela combinava, pelo whatsapp, detalhes de um trabalho freelancer que...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga