Por que?

Na semana retrasada foi aprovado pela maioria dos deputados da situação o projeto do Governador do Estado denominado Programa Escola Cívico-Militar na Assembleia Legislativa Paulista. De acordo com este programa algumas escolas públicas do ensino Fundamental II (6ª até 9ª series) e Ensino Médio (as 3ª series) passarão a ter duas administrações: uma denominada nucleio civil (gestão pedagógica e administrativa de acordo com a Secretária da Educação) e a outra núcleos militar (de acordo com as regras da Segurança Pública do Estado de São Paulo) Entre 50 a 100 escolas do Estado receberão esta nova denominação e um novo conceito de ensino. O novo programa agora transformado em lei foi criticadíssimo por mestres de destaque da Universidade de São Paulo (USP), Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade Estadual Paulista (Unesp)entre outras instituições renomadas de ensino do Estado de São Paulo. A Apeoesp (Sindicato dos Professores do Estado de São Paulo) classificou tal lei como inverossímil, completamente absurda. “Uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa diferente”. Não dá para conciliar dois metodologias diferentes num mesmo prédio escolar. Nem duas direções. Tanto que o chamado núcleo militar será composto por monitores obrigatoriamente policiais de reserva do Estado. Até porque o Magistério tem uma visão completamente diferente de disciplina entre crianças e jovens do que a Policia Militar em assuntos educacionais. Além disso o currículo das matérias (como matemática, português e outras) ficará prejudicado pela introdução de outras exclusivamente militares. Os alunos irão estudar assuntos para a sua vida futura. Se um professor de História do Brasil for ensinar para uma 7ª série do Fundamental II o termino da escravatura negra do Brasil como ela se procedeu de verdade deverá pássar longe da figura da Princesa Isabel e da chamada Abolição (que seriam mais símbolos) e contar sobre as árduas lutas da raça e de seus defensores como o negro Luís Gama entre outros. Como isto seria avaliado pelo outro núcleo não pedagógico a suposta escola cívico-militar? Haverá conflitos? É impressionante como tudo o que o Governo Executivo paulista propõe, os deputados da situação aprovam. Eles são maioria. Comentaristas políticos principalmente do Eixo Rio, São Paulo e Brasília, muitos deles consideravam esta nova lei educacional paulista como uma ação eleitoreira para satisfazer o segmentos da população (grandes segmentos aliás) que foram derrotados nas eleições presidencial de 2022. E escolheram o sistema educacional paulista como vítima. A proposito no dia da votação na Assembleia muitos (e muitos!) jovens estudantes foram agredidos pela Segurança da Cassa. O mesmo aconteceu em março de 2020, na mesma Assembleia Legislativa quando o governador Doria através da Lei Previdência Social (ou usando a mesma) aplicou exorbitantes descontos nos salários mensais do núcleo de funcionários públicos aposentados e pensionistas. Só para lembrar: tais descontos ainda não foram devolvidos

Últimas

CORREIO POLÍTICO 1012

CORREIO POLÍTICO 1012

Presidente Lula na região Na próxima terça-feira, dia 23, o presidente Lula estará na nossa região, em visita ao Campus Universitário Lagoa do Sino, da Universidade Federal de São Carlos...

Curso superior gratuito paralisa sua expansão

Curso superior gratuito paralisa sua expansão

Nos últimos oito anos, a expansão dos cursos gratuitos de graduação da Fatec e do IFSP foi paralisada em Itapetininga. No período, ex-prefeita Simone Marquetto (MDB), que governou a cidade...

Justiça Eleitoral paulista fará transmissão de boletins de urna por satélite nas Eleições 2022

TSE divide R$ 4,9 bi a 29 partidos políticos

Com R$ 4,9 bilhões, o Fundo Especial de Campanha já tem o destino certo dos valores para cada partido político no Brasil. Como já era projetado, o PL e o...

Instalação de curso  de Medicina é marco

Instalação de curso de Medicina é marco

A educação de nível superior registrou um forte avanço na gestão Simone Marquetto com a abertura do curso de Medicina do campus da Universidade São Caetano do Sul (USCS). A...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.