Sacerdote e Sumo Sacerdote

Há, no Novo testamento, uma carta que foi endereçada aos hebreus que eram cristãos. Aliás, os primeiros cristãos foram judeus. O cristianismo nasceu em Jerusalém. Quanto ao autor, Euzébio afirma que Pontoenus de Alexandria atribui os direitos autorais a Paulo, o apóstolo. Tertuliano de Cartago, no terceiro século, dizia que a carta havia sido escrita por Barnabé. Lutero, o reformador do século XVI, admitia que ela tinha sido escrita por Apolo. A verdade é que ninguém sabe ao certo quem é o seu autor.
Fazendo uma exegese do texto, nota-se que em face da perseguição, os judeus cristãos chegaram a julgar que por terem abraçado o cristianismo, haviam perdido tudo, isto é, altar, sacerdote, etc.O autor, portanto, escreveu a carta com o propósito de encorajar os cristãos que já negligenciavam a salvação e deixavam de ir a igreja.Fazendo uma análise ou exegese superficial e não como se faz no Seminário do final do capítulo catorze e início do quinze, o escritor assevera que o sacerdócio de Cristo é superior ao sacerdócio judaico por cinco razões, como sejam:
Jesus é superior por causa de sua identidade. O escritor afirma: “Tendo, pois, Jesus, o Filho de Deus, como grande sacerdote que penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão.” Emprega o nome Jesus para designar a sua humanidade. Jesus é o homem perfeito, visto que é o Filho de Deus. A expressão Filho de Deus é para designar a natureza divina. Jesus é Deus-homem.
Jesus é superior, uma vez que intercede pelos homens no céu, enquanto que os sacerdotes levitas entravam no Santo dos santos.
Jesus é superior, visto que, se compadece do seu discípulo. No versículo quinze o escritor diz:- “Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; antes foi ele tentado em todas as coisas, a nossa semelhança, mas sem pecado.” Compadecer significa “simpatizar” “sofrer com”. Jesus se identifica como ser humano, sentindo as suas dores.
Jesus é superior por causa de sua perfeição. No monte das tentações foi tentado várias vezes, defendendo-se, usando a Bíblia, que é a espada do cristão, mas não pecou. Um teólogo asseverou que “o pecado é a única experiência humana pela qual Cristo não passou.”
Jesus é superior, porque ele é acessível. Todo cristão autêntico pode se aproximar de Jesus. Não há necessidade de intermediários. Certa vez ele disse: “E tudo quanto pedirdes em meu nome isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho.” Depois, como bom professor, repetiu:- “Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.”
Sacerdote é o representante dos homens perante Deus, mas só Jesus é o sumo sacerdote dos cristãos e ninguém mais.

Últimas

OAB contesta baixa vazão de água em barragem

OAB contesta baixa vazão de água em barragem

Um ofício da OAB de Itapetininga enviado para autoridades indica provável operação irregular das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) alimentadas pelas represas no curso do rio Turvo em Pilar do Sul....

Cidade registra 300 casos de Covid na semana

Casos de Covid desaceleram, mas UTI segue 70% ocupada

Itapetininga está há duas semanas sem registrar mortes em decorrência da Covid-19. O registro de novos casos também desacelerou, em uma semana foram confirmados 69 novos casos, uma média aproximada...

Escola Peixoto Gomide comemora 127 anos

Projeto “Falar é Bom” realiza palestras para jovens

O Projeto “Falar é Bom”, ação da Prefeitura de Itapetininga coordenada pela Secretaria Municipal de Promoção Social, retoma suas atividades presenciais, seguindo todas as medidas sanitárias, com foco no “Setembro...

Logística é aliada essencial do e-commerce

Logística é aliada essencial do e-commerce

O e-commerce é um setor que vem crescendo no Brasil e no mundo, principalmente em razão da pandemia de Covid-19, que impossibilitou a compra de produtos de forma presencial. Para...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga