Sexo não é pecado

Creio que a Bíblia é a única regra de fé e prática do cristão. Creio que ela não é um livro mítico, mas é a Palavra de Deus inspirada. Creio nas palavras de Jesus, quando se referindo as Sagradas Escrituras, disse: “Eles têm Moisés e os profetas; ouçam-nos.” (Luc.16:29) Numa outra ocasião, declarou:-“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna e são elas mesmas que testificam de mim.”(Jo. 5:39) Creio no que disse São Pedro: “A palavra do Senhor permanece para sempre.” (I Ped. 1:25) Creio em São Paulo, o apóstolo de Jesus Cristo, que afirmou que “toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra.” (II Tim. 3:16)
A Bíblia diz que, quando Deus criou o homem, viu que não era bom que ele vivesse só e criou a mulher. Instituiu o casamento e, na primeira cerimônia matrimonial, disse: “Sede fecundos, multiplicai-vos, enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves dos céus e sobre todo o animal que rasteja pela terra.”
Sexo não é pecado.
Os teólogos reformados, reunidos em uma das salas da Abadia de Westminster, na cidade de Londres, no período de julho de 1643 a fevereiro de 1649, quanto ao matrimônio, tomando como base a Bíblia Sagrada, declararam que “o matrimônio deve ser entre um homem e uma mulher e que foi ordenado por Deus para o mútuo auxílio de marido e mulher, para a propagação da raça humana por uma sucessão legítima e da Igreja por uma semente santa e para impedir a impureza.”
Pecado é a transgressão de uma lei.
Nota-se, claramente, que o sexo não é pecado, pois sem ele não haveria a multiplicação da espécie humana. O sexo é pecado antes do casamento. É pecado, também, a pedofilia, a zoofilia e todos os casos proibidos na Palavra de Deus, conforme está registrado no livro de Levítico, no capítulo dezoito. Disse Deus e Moisés, o libertador do povo de Israel, registrou para o ensino do povo: “Nenhum homem se chegará a qualquer parenta da sua carne para lhe descobrir a nudez. Eu sou o Senhor.” No mesmo capítulo que fala dos casamentos ilícitos, fala, também, das uniões abomináveis.
São Paulo que não se casou de livre e espontânea vontade, falando sobre o sexo no casamento, disse, aconselhando: “Não vos priveis um ao outro, salvo talvez por mútuo consentimento, por algum tempo, para vos dedicardes à oração e, novamente, vos ajuntais para que Satanás não vos tente por causa da incontinência.”( I Cor.´7:5)
Seja, portanto, feliz no seu casamento e que haja respeito mútuo e que “o marido conceda a esposa o que lhe é devido e, também, semelhantemente, a esposa ao seu marido.” (I Cor. 7:3)

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga