Shopping: A passarela do povo

Desde que se instalou na cidade, o nosso shopping substituiu cabalmente o antigo e tradicional Largo dos Amores (Praça Marechal Deodoro). Essa também é a realidade de centenas de cidades, grandes ou médias, onde as praças começaram a ficar perigosas, diferentes dos tempos de outrora.

Situado na zona Leste, região antes com pouco movimento, este primeiro shopping, construído pelo empresário e posteriormente prefeito da cidade, Luiz D’Fiori, consiste que veio proporcionar novo alento a toda cidade de Itapetininga.

O empreendimento é visitado diariamente por centenas de famílias de todas as classes sociais, onde passam boa parte de seus finais de semana como se transportassem a rotina de suas vidas para esse local diferente e atraente.

Toma lanche, vão aos cinemas lá existentes, levam os filhos para brincar e, eventualmente, fazem compras. Enquanto circulam pelos corredores muito frequentados, nem percebem as paredes cobertas de cartazes indicando as próximas atrações. O aviso “em breve mais uma loja…”, destacado nos painéis, tenta mostrar a quem estica olhar para o lado, que o shopping está em pleno movimento.

Embora atualmente a crise tenha atingido todos os setores econômicos, algumas lojas (belas, sortidas e sofisticadas) aparentam vendas razoáveis, outras completamente vazias são vistas vendedores completamente sonolentos.

Apesar de tudo, o fluxo de pessoas é sempre volumoso. Jovens namorados e casais com crianças percorrem todos os setores do local, demonstrando interesse e alegria.
Considerado como progresso avançado de uma cidade, conhecidos, parentes e amigos casualmente se encontram e com grande satisfação e contentamento se abraçam, beijam-se carinhosamente e relatam a trajetória de suas vidas durante as marcantes ausências. Moradores de outras cidades constituem uma constante no shopping local.
No amplo estacionamento ao lado, divisam-se, diariamente milhares de veículos de diferentes municípios do Estado de São Paulo e outros.

No shopping também sucedem amiúde o início de namoros, como acontecia corriqueiramente no saudoso Largo dos Amores, hoje completamente transfigurado, e que culminava em felizes casamentos.

Estar num shopping, é também se sentir em qualquer lugar, visto que as lojas são das mesmas franquias no país inteiro e porque não dizer, no mundo inteiro. O cidadão se sente cosmopolita, visualizando o mundo ao redor da praça de alimentação ou nos corredores do local.

Últimas

Pessoas de 57 anos ou mais serão vacinadas hoje

Prefeitura divulga novo cronograma de vacinação

TERÇA-FEIRA – 03 DE AGOSTO 1ª DOSE 24 ANOS OU MAIS – Pessoas sem comorbidades (Drive-thru e a pé nos dois pontos de vacinação) Atende Fácil da Prefeitura e Ginásio...

Isabelly vibra com sucesso das “minas” no skate

Isabelly vibra com sucesso das “minas” no skate

A skatista itapetiningana Isabelly Ávila, de apenas 16 anos, por pouco não se classificou para as Olímpiadas de Tóquio, mas mesmo de longe, segue torcendo pelos atletas estreantes da modalidade...

HLOB está com 100% de ocupação nos leitos para Covid

Hospital de Campanha e UTI do HLOB estão100% ocupadas

A UTI Respiratória do Hospital Léo Orsi Bernardes (HLOB) e o Hospital de Campanha Interno estão 100% ocupados. Preparada para receber pacientes infectados com a Covid-19, a UTI recebe pacientes...

Bolsa Família injeta R$ 5,37 milhões na economia

Bolsa Família injeta R$ 5,37 milhões na economia

Itapetininga recebeu no primeiro semestre, por meio de repasse do Programa Bolsa Família cerca de R$ 5,37 milhões. A informação é do portal de transparência do Governo Federal. Este valor...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga