Ui!Pá!

Dia desses, ao pôr-do-sol, escuto minha vizinha chamar e saio para o corredor… Deparo com a distinta tentando afastar um gato que parecia colado ao chão! Quando me aproximo, o bichano tenta correr, mas apenas consegue arrastar-se com suas patas traseiras imobilizadas! Então, cai a ficha: o coitadinho tá ferido! Eu e minha confrontante olhamos o entrevado sem saber o que fazer.
Tento estabelecer um contato imediato de 1º grau com meu irmãozinho miador, mas ché! Ele arreganha os dentes e lança um olhar que sentencia: não me toque, ô enxerido! Tá bom, tá bom, já entendi… Digo pra mim mesmo…
Enquanto eu e a moradora adjacente trocamos confabulâncias sobre o que fazer, o contundido esgueira-se por debaixo do meu portão e aninha-se num armário, no quintal, onde guardo ferramentas. E fica lá, encolhido, com olhos assustados…
A primeira coisa que me vem à mente é telefonar pra UIPA e pedir ajuda… Pergunto a diversas pessoas conhecidas sobre a dita-cuja… Algumas dizem que já tem tanto bicho no pedaço, que a entidade está mais cheia do que Arca de Noé, não cabe mais nenhum, nem sogra mal-amada! Outros afirmam que a casa não tem gente o bastante pra cuidar do bicharedo, que não tem apoio do governo e sobrevive a duras penas! Alguém vai mais longe e diz que o seu nome tá errado e que o correto seria “UI!Pá!” E agora? Fazer o quê?
Mas, com “UIPÁ!” ou sem, o “felinoso” havia escolhido a casa onde moro para abrigar-se e curar suas feridas… Cabia a mim, como bom filho do Divino-Santo-Pai, prestar socorro ao “confradinho”… Procurei uma pequena vasilha, enchi-a com água e deixei-a próxima do meu inesperado hóspede. O danadinho apenas olhava, olhava… Mas, quando eu tentava me aproximar, rangia os dentes e rosnava…
Dia seguinte, providenciei ração, coloquei-a numa cumbuca e deixei-a ao lado do “miante”… E assim se passaram vários dias…
Na sexta feira, de manhãzinha, fui verificar como estava o “sete vidas” estropiado, mas, nem sinal do destemido! “Tomou Doril”, virou um cisco, escafedeu-se…! Na horinha, pensei: se andou é porque sarou, mas- puxa vida- custava muito o danadinho dar um miau de despedida?
Mas não tem nada, não, a minha parte eu fiz e Deus viu tudo… E nem careci da “UI!Pá!”

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga