Início Cidade Escolas Municipais seguem com aulas a distância

Escolas Municipais seguem com aulas a distância

84
0
Segundo a prefeitura, os professores continuam trabalhando com as habilidades prioritárias respectivas a cada ano sob assessoria do Departamento Técnico Pedagógico. foto arquivo Jornal Correio)
publicidade

Juliana Cirila*

A prefeitura de Itapetininga informou que as aulas na rede municipal continuam à distância pelo programa “Minha Escola na TV”, que hoje é transmitido no Canal do YouTube da Prefeitura e compartilhado pelas escolas através do uso de tecnologias escolhidas por cada unidade escolar.

Segundo a prefeitura, os professores continuam trabalhando com as habilidades prioritárias respectivas a cada ano sob assessoria do Departamento Técnico Pedagógico e utilizam a tecnologia e atividades impressas para atender a todos os alunos. “O Sistema Sesi, material didático que nossos alunos utilizam de maneira unificada, ajudou bastante na criação do programa e com as atividades remotas, pois todos os alunos possuem o mesmo material”.

Mãe de dois alunos da rede municipal de ensino Luana Andressa Nanini dos Santos conta que está recebendo assistência remota da escola. “Temos aulas onlines, atividade via rede social e também foram disponibilizados kits escolares para que as crianças continuem suas atividades em casa.”

Quanto ao retorno das aulas Santos enfatiza que é contra. “Acredito eu não haver cabimento expor meus filhos a esse perigo, e expor também a equipe escolar que tanto tem feito para que as crianças se desenvolvam e tenham os danos minimizados pela falta que a escola está fazendo, porque sabemos que faz muita falta. Na escola dos meus filhos a votação que ocorreu e em toda a rede municipal os pais foram contra a esse retorno das aulas.”

Uma reunião realizada na tarde desta terça-feira, dia 08, entre representantes das secretarias da Educação, da Saúde, diretoria administrativa do Hospital Dr. Léo Orsi Bernardes e gestores de 10 instituições de ensino particulares de ensino de Itapetininga definiu a retomada às atividades complementares a partir do dia 14 de setembro, seguindo o Plano SP.

publicidade

Neste momento, quatro das instituições de ensino presentes retornam no dia 14 de setembro. Já as demais, de formal gradual, devem voltar às atividades presenciais em outubro. Os gestores apresentaram à secretaria da Educação seus planos de trabalho e protocolos sanitários sobre a retomada dos alunos às unidades escolares particulares. As equipes da saúde escolar estarão à disposição das instituições de ensino sempre que solicitadas para esclarecimentos e apoio técnico.

A mãe de Tatiane Cyrineo Ferreira Lopes, aluna do 6° ano de uma escola particular de Itapetininga Anabelle Cyrineo, conta que a escola de sua filha em uma votação interna entre os pais decidiu não retornar as aulas esse ano. “Não posso reclamar das aulas online, o horário é da aula normal das 7:30h ás 12:30h, as professoras explicam bem, eles têm que ficar com a câmera do notebook ligada, para mostrar que estão lá, eles investiram em um programa bem legal no qual os alunos assistem as aulas.”

Na última terça-feira, dia 08, ocorreu a retomada das atividades nas escolas estaduais. O retorno não é obrigatório. Segundo a Secretaria de Educação do Estado, na Diretoria de Ensino de Itapetininga são aproximadamente 14 mil alunos, nesta fase as escolas podem receber 20% dos alunos.

Para Daniela Orsi Silva Sales mãe do aluno Luís Enrique que está cursando o 6° ano na escola estadual Adherbal de Paula Ferreira, mesmo com o retorno das aulas que poderá ocorrer no próximo mês seu filho não frequentará a escola enquanto não houver uma vacina. “A escola do meu filho optou por não retornar as aulas, mesmo sendo somente para reforço, ele não voltará, ele faz tratamento de saúde, faz tratamento de audição, já fez cirurgia no ouvido e eu como mãe não vou deixar retornar às aulas.”

Sales conta como é a rotina de estudo do seu filho. “Os professores enviam o conteúdo das aulas na plataforma de estudo, nós organizamos uma agenda de estudo que as atividades que ele consegue realizar sozinho ele já faz sem minha ajuda, já conteúdos mais complicados como Língua Portuguesa e Matemática eu o auxilio nas tarefas, explicando os conteúdos que ele tem mais dificuldade.”

publicidade

Deixe uma resposta

Por favor digite seu comentário!
Por favor, insira o seu nome aqui