A Escravidão Impera no Brasil

O historiador Laurentino Gomes afirma, no seu livro “1889”, que o Brasil foi o maior território escravagista do hemisfério ocidental por mais de 350 anos. Ina Von Binzer, educadora alemã e que veio ao Brasil para dar aulas aos filhos de cafeicultores do Vale do Paraíba e da região de Rio Claro, interior de São Paulo, anotou no seu diário: “Todo trabalho e realizado pelos pretos, toda riqueza é adquirida por mãos negras, porque brasileiro (branco) não trabalha.”.
“Na época dos escravos nem a religião fez uma condenação oficial à escravidão”. Aliás, nem podia fazer, uma vez que os religiosos eram funcionários do Estado. Com a separação da Igreja do Estado, ela se tornou livre para pregar. (aleluia) Tudo isso foi salientado por Gomes. Deixemos o preâmbulo. Quem quiser saber mais que leia Laurentino. É verdade que não falei assim para as meninas. Caso contrário, elas ficariam escandalizadas com o meu jeito de falar.
Maria Aparecida da Cruz, que não é presbiteriana, queria entender as palavras de Cristo: – “E conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” (João 8:32) Cidinha, como é conhecida por todos, por ser baixa e bonitinha, tinha a mesma concepção dos judeus: -“ nunca servimos a ninguém”. O pior cego, como alguém já disse, é aquele que não quer ver. Os judeus tinham sido escravos dos egípcios, dos babilônios, dos persas e agora dos romanos e não admitiam que fossem escravos. Pagavam, na época de Jesus, altas taxas e tributos ao imperador César e achavam que eram livres.
Peguei a Bíblia que descansava na mesinha da sala e li, pausadamente, a declaração de Jesus. Depois, olhando para ela e ela olhando para mim, fui discorrendo sobre o assunto, sendo observado pelos olhos curiosos de suas colegas de curso: Michelle, Glória, Kátia, Karen e Joselita. Era uma graça ver aquelas meninas tão interessadas no assunto. É verdade! No céu haverá mais mulheres do que homens. Depois de uma pausa, abaixei a fronte e sustentei-a com a mão esquerda, cujo cotovelo estava sobre a mesa. Fechei os olhos e numa prece rápida pedi a iluminação do Espírito Santo.
– Cidinha, todo aquele que depende do álcool, do cigarro, do sexo, do dinheiro e, de um modo geral, dos bens materiais, é um escravo. Servo do álcool,… Fui detalhando, como fazia o filósofo Sócrates, usando a maiêutica. Jesus é a verdade. A verdade é uma pessoa da Trindade e só ele e ninguém mais pode conceder a plena liberdade. Cristo, na sua oração sacerdotal, pediu ao Pai: “Santifica-os na verdade, a tua palavra é a verdade.” (João 17:17) É nela que o cristão aprende como viver neste mundo para viver no céu. É uma palavra que liberta.
Cidinha escutava apenas. Movia tão somente os olhos, que sabia bonitos, fitando-os nas suas colegas, que também ouvia atenciosamente.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga