A Intertextualidade Teológica em Dom Casmurro

Machado de Assis, o maior escritor brasileiro, na sua obra “Dom Casmurro”, colocou, nos lábios de Bentinho, a promessa de rezar mil padre-nossos. Aliás, recebi o título de Mestre em Comunicação e Letras e, para receber tal grau, entre outros misteres, escrevi uma monografia com o seguinte título: A Intertextualidade Teológica em Dom Casmurro.
Os reformados afirmam que a oração é um santo oferecimento dos nossos desejos a Deus, com a confissão de pecados e um agradecido reconhecimento de suas misericórdias. Ensinam que “toda Palavra de Deus é útil para nos dirigir em oração, mas a regra especial de direção é aquela forma de oração que Cristo ensinou aos seus discípulos e que geralmente se chama Oração Dominical” e para os não reformados, Padre Nosso ou Pai Nosso, numa linguagem evangélica.
O Pai Nosso não é uma reza. É um modelo de oração. Jesus, atendendo um pedido dos discípulos, disse: “Portanto vós orareis assim: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome, ” e por aí vai. Os reformados usam a segunda pessoa do singular e não a segunda do plural. O prefácio da prece, como salienta o Catecismo de Westminster, ensina que nós devemos orar a Deus, aproximando-nos dele com toda a santa reverência e confiança como filhos a um Pai poderoso e pronto para nos ajudar. O prefácio ainda nos ensina a orar com os outros e por eles.
A oração do “Pai Nosso” em si não tem eficácia. O poder quem tem é Deus. Adonai, o Supremo Criador, se for de sua santa e bendita vontade atende o suplicante. Tenho visto pela televisão os jogadores de futebol abraçados e numa roda, recitando o “Pai Nosso” como se a oração tivesse um poder miraculoso.
A oração do Pai Nosso é usada, também, na liturgia, no término de um culto. É válido, se ela for feita com sinceridade, meditando em cada petição. Há seis petições, como sejam: “Santificado seja o teu nome. ” Nesta petição pedimos para que Deus nos habilite a glorificá-lo em tudo aquilo em que se dá a conhecer. Na segunda, pedimos para que o reino de satanás seja destruído e que o reino da graça seja adiantado. Na terceira petição pedimos para que a vontade de Deus seja feita na Terra como é no Céu. Pedimos, também, que a sua graça nos torne capazes e desejosos de conhecer a sua vontade e de obedecer como fazem os anjos. Na quarta petição pedimos que da livre, dádiva de Deus, recebamos uma porção suficiente das coisas boas desta vida e gozemos com elas das suas bênçãos, como o pão diário. Na quinta, pedimos para que, Deus por amor a Cristo, nos perdoe gratuitamente os nossos pecados e nos habilite a perdoar de coração ao nosso próximo. Na sexta, pedimos para que Deus nos guarde de sermos tentados a pecar, ou nos preserve e nos livre quando formos tentados.
É uma oração modelar, linda, porém é um modelo de prece e nada mais.

Últimas

Correio Politico – Edição 1010

Experiência e Renovação A Federação Brasil Esperança (PV, PT e Pc do B) está com uma chapa forte de pré-candidatos a vereador. Unindo experiência e renovação, a chapa de pré-candidatos...

Câmara aprova projeto de substituição de sacos plásticos convencionais por ecológicos

Prefeitura e Câmara suspendem publicações em sites

Devido à lei eleitoral, a Prefeitura e a Câmara de Itapetininga suspenderam, temporariamente, a exibição de notícias no site e no semanário oficial que impliquem em publicidade institucional. A medida...

Confira as principais notícias de 2022

Jeferson Brun lança pré-candidatura

O atual prefeito de Itapetininga, Jeferson Brun, atualmente filiado ao Republicanos, lançou oficialmente sua pré-candidatura a prefeito de Itapetininga. Caso se confirme o apoio oficial, Brun terá a companhia de...

Novos nomes surgem para  vice-prefeito

Novos nomes surgem para vice-prefeito

Na edição passada, o Jornal Correio publicou seis nomes que estão na disputa para entrar de vice-prefeito em Itapetininga. Mais duas pessoas estão ainda no jogo como ex-secretário municipal de...

Clima desfavorável afeta produção de figo na cidade

Clima desfavorável afeta produção de figo na cidade

No município de Itapetininga, o clima desfavorável marcou a temporada de colheita de figos neste ano, conforme relata Daniel Nache, produtor local. “Este ano foi desafiador desde o início, com...

Rodovias registram 12 mortos em acidentes

Rodovias registram 12 mortos em acidentes

Durante o feriado prolongado de 9 de julho, as rodovias administradas pela CCR SPVias em Itapetininga e região registraram um saldo de 12 mortos e 51 feridos em 22 acidentes....

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.