Agenda – 09/06/2020 – Ivan Barsanti

(publicada originariamente no sábado, 12 de março de 2005 no “Correio de Itapetininga”, página B4 e republicada agora em homenagem ao Dia dos Namorados)

“Footing” marcou gerações no Largo dos Amores.

Convidados pelo jornalismo da TV – TEM, Alberto Isaac e este redator, fomos entrevistados para contar nossas impressões sobre o Largo dos Amores, ou melhor, como é bem mais conhecida a Praça Marechal Deodoro.

Impressões do passado, evidentemente, pois o Largo, assim como todo o Centro, hoje chama do de “Velho”, perdeu todo seu antigo esplendor social. E no momento da entrevista Alberto e eu, ficamos melancólicos. Pois é… As coisas mudam. Mas como é difícil aceitar estas transformações.

O Largo dos Amores era o “coração” da cidade e seu auge ocorreu nas décadas de trinta, quarenta e cinquenta.

O giro tradicional ao redor da fonte (esta última, data de um mil, novecentos e cinquenta e oito), quando jovens e adultos (desde que fossem solteiros; esta era a condição) procuravam seus lugares nos quatro “grupos de giro”.

Bem próximo a Fonte, as moças de classe média e média alta; depois os rapazes de mesma faixa social.

O terceiro grupo, as moças de nível econômico inferior, trabalhadoras manuais e por último, rapazes e homens já feitos, também de condição econômica inferior. Mesmo assim, todos convivendo no mesmo espaço social: o Largo. Aos sábados e domingos, à noite, era sempre mágica. Os “flertes” (não existia, nem em sonho, o “ficar”, pelo menos não era transparente). As dez horas da noite, o Largo ficava deslumbrante, principalmente quando as pessoas saiam dos quatro cinemas (isto na década de cinquenta) aumentavam o “giro”. Que logo depois ia esvaziando por causa dos bailes nos clubes: Venâncio Ayres, Recreativo e Treze de Maio. Os bares e restaurantes ao redor, sempre lotados. E os grandes comícios políticos: Jânio Quadros, Adhemar de Barros, Juarez Távora, Eduardo Gomes, todos, candidatos a presidente do Brasil em diversas épocas. Atraíam multidões no Largo. Fazem parte do seu folclore.

Falo sempre, para visitantes que há muito não vem para cá, e que aqui passaram sua mocidade. “Sempre dá uma saudade daquele tempo quando o charme da cidade estava naqueles encantadores “giros” de moças e rapazes”.

Últimas

Pessoas de 57 anos ou mais serão vacinadas hoje

Prefeitura divulga novo cronograma de vacinação

TERÇA-FEIRA – 03 DE AGOSTO 1ª DOSE 24 ANOS OU MAIS – Pessoas sem comorbidades (Drive-thru e a pé nos dois pontos de vacinação) Atende Fácil da Prefeitura e Ginásio...

Isabelly vibra com sucesso das “minas” no skate

Isabelly vibra com sucesso das “minas” no skate

A skatista itapetiningana Isabelly Ávila, de apenas 16 anos, por pouco não se classificou para as Olímpiadas de Tóquio, mas mesmo de longe, segue torcendo pelos atletas estreantes da modalidade...

HLOB está com 100% de ocupação nos leitos para Covid

Hospital de Campanha e UTI do HLOB estão100% ocupadas

A UTI Respiratória do Hospital Léo Orsi Bernardes (HLOB) e o Hospital de Campanha Interno estão 100% ocupados. Preparada para receber pacientes infectados com a Covid-19, a UTI recebe pacientes...

Bolsa Família injeta R$ 5,37 milhões na economia

Bolsa Família injeta R$ 5,37 milhões na economia

Itapetininga recebeu no primeiro semestre, por meio de repasse do Programa Bolsa Família cerca de R$ 5,37 milhões. A informação é do portal de transparência do Governo Federal. Este valor...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga