Agenda – 475

Casal

Os itapetininganos Iara – João Jorge Cardoso de Oliveira sempre presentes nas manifestações artísticas desta cidade.

 

Realidade
A Apeoesp- região de Itapetininga, agora com sede nova na rua Dom Estanilau, em Vila Aparecida, mostrando dados pesquisados pela central de São Paulo relacionado com o salário do professor da rede estadual de ensino do Estado de São Paulo com o salário mínimo proporcionado pelo governo federal. E a conclusão a que se chegou foi a seguinte:- “A comparação com o salário mínimo permite visualizar com mais clareza a desvalorização do professor da rede estadual nos últimos anos. Entre 1.999 e 2014 o salário mínimo (federal) mais do que dobrou de valor. Ao mesmo tempo que o salário base do professor estadual paulista, que antes valia 6,3 salários mínimos, passou a valer apenas 2.7 salários mínimos, agora”. Será que isto vai continuar?

Frase
O cronista Alberto Isaac (deste “Correio” – seção “Cultura”) lendo no jornal “Valor Econômico”, edição nacional do último vinte e oito (março), sexta-feira, que, segundo o Prêmio Nobel de Economia de 2007, Eric Mashin – “eu estou otimista com o Brasil e digo que o rebaixamento de nota de crédito feita pela agência norte-americana “Federal Reserve” não abala minha confiança no país. O Brasil vai retornar sim o seu crescimento”.

Recital
O casal Rita (Albuquerque) – Rafael Altério deixaram a fazenda em Alambari no último final de semana para uma missão muito especial em São Paulo. É que o cantor e compositor Rafael participou de um (grande) “show”, juntamente com a cantora Leila Pinheiro em homenagem a cantora – compositora Mariella Nova, criadora da canção italiana “Per amore”, (grande sucesso no Brasil no final da década de noventa) presente no espetáculo. Tudo isso aconteceu no Auditório Ibirapuera, na avenida Pedro Alvares Cabral, portão dois, do Parque Ibirapuera, São Paulo. Rita Albuquerque Altério (que ficou nos bastidores enquanto Rafael Altério se apresentava), comentando que a convidada de honra Mariella Nova, compôs músicas novas para seu último álbum (cd) lançando o ano passado e é hoje um dos maiores nomes da música romântica italiana e internacional. Ela coloca muita sensibilidade em suas letras e aborda temas sociais.

Rede
Jane Januária Carneiro de Campos, contente da vida pois está voltando a ser esportista. A moça participa do time de vôlei máster, em equipe promovida pela secretaria de Esportes da Prefeitura daqui. A advogada Jane Januária retoma a uma atividade que é familiar a ela. Na década de cinquenta. Jane era uma das mais destacadas jogadoras de vôlei e basquete nas Olímpiadas Estaduais daqui, quando defendia com muito entusiasmo o curso que frequentava, ou seja, o Normal (ou curso de Formação de Professores Primários) do então Instituto de Educação “Peixoto Gomide”.

Visita
Na cidade, como faz duas vezes ao ano, a itapetiningana Maria Elisa Leonel, funcionária já aposentada do ministério da Cultura, em Brasília, Distrito Federal e quer ficar por um tempo perto da mãe Elisinha. Morando na França, próxima a Paris, Maria Elisa não deixa de aconselhar familiares e amigos que vão para a capital francesa para visitarem a confeitaria “Adelaide” e tudo de bom que sua culinária possui.

Visita II
Irmã do médico ginecologista e obstetra Marcos Cunha, atual diretor da Unimed local, a dentista Valéria de Almeida Cunha, que reside em Porto Reconatti, cidade marítima italiana, chega ao Brasil quase no final deste mês de abril, fica um pouco em são Paulo, onde revê familiares e depois rumo para cá para matar saudades de familiares e amigos (ela participa do aniversário de Tânia Moreno, neste final de abril).

Natureza
Membro ativo do famoso “Senadinho”, na sala Paulo Ozi, entrada do Clube Venâncio Ayres, ao lado da secretaria e onde os associados (a maioria, da “melhor idade”) conversam e leem jornais do dia, Waldomiro Benedito de Carvalho, o “Chuca” (que já foi presidente do Clube), bastante viajado (conhece boa parte deste mundo) comentando:- “Um lugar muito agradável, de muita beleza e de turismo nada caro é a região de Bonito, em Mato Grosso do Sul. Um cenário de encher os olhos”. Vale muito conhecer.

Início
Gerente comercial deste “Correio” Odilon rosa Rezende, que mudou de idade no último trinta (março), comemorado em São Paulo, comentando:- “Comecei a interessar-me por música aos sete anos de idade, no dia do meu natalício, quando ganhei de presente de minha mãe, Maria Nazareth, um álbum (na época “long-play”) dos “Beatles”, o conhecido quarteto inglês, denominado “Revolution”. E Odilon acrescenta:- “Tenho saudades do som do vinil (LP). Era (e é) muito melhor que o CD. Os acordes agudos e graves aparecem mais. Muito mais”.

Voz
Assistindo o recital de Alaíde Costa, de título “Alaíde canta Vinícius”, no teatro do Sesi, no último vinte e dois, num sábado em Vila Rio Branco (antigo Paquetá) entre outros: Maria da Graça Leonel Barreto com a mãe Celina Barreto Graça, que leciona Enfermagem em faculdades paulistanas e Celina, professora de Educação de muitas gerações itapetininganas. Também: Luciana Rosa Rezende nutricionista, Paulo Fraletti e ainda Ednéia Machado.

Últimas

Cidade tem 25 mortes em sete dias e UTIs estão 100% lotadas

Cidade registra 24 mortes em apenas dez dias

Os primeiros dez dias do mês de junho registram uma marca preocupante, a cidade confirmou 24 mortes em decorrência da Covid-19 e 579 novos casos. Nesta quinta-feira, dia 10, o...

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

A modelo e estudante de fisioterapia Bruna Campos denunciou uma situação de racismo que sofreu durante uma oferta de trabalho. Ela combinava, pelo whatsapp, detalhes de um trabalho freelancer que...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga