Agenda – Ivan Barsanti – 05/12/2019

Presença
Na penúltima terça-feira, vinte e seis, durante a reunião da prefeita desta cidade Simone Marquetto com seu secretariado, ela, recebeu a visita de um ex-prefeito por duas gestões, José Carlos Tardelli, no prédio do Jardim Marabá. Muito cumprimentado, Tardelli conversou com todos os secretários e com Simone. Esta, feliz com a visita chamou-o de eterno prefeito.

“Mister”
É assim que é chamado o técnico do clube carioca Flamengo, o português Jorge Jesus, pela sua torcida e como você sabe, detentor de dois títulos futebolísticos na semana retrasada, no sábado, vinte e três, a “Libertadora das Américas” e no dia seguinte, vinte e quatro (novembro), domingo, o Campeonato Brasileiro de Futebol, o “Brasileirão”. Sobre ele, Jorge Jesus, o itapetiningano Guy de Oliveira, professor de Matemática da rede estadual de ensino, aqui e também professor de informática, comentando: “O Flamengo marcou um “gol de placa” contratando no segundo semestre deste ano o técnico em questão. Jesus sacudiu o futebol brasileiro tirando-o de uma letargia, pelo menos no Flamengo, pela atuação sofrível dos técnicos brasileiros, que, em sua grande maioria exigiam que os jogadores ficassem apenas na defesa e realizassem contra-ataques esporádicos (de vez em quando). Segundo ainda o itapetiningano (e corinthiano) Guy de Oliveira, o português Jorge Jesus mudou as “regras do jogo”. Ou, defesa é defesa e ataque é ataque. Aliás atacar sempre e também sempre que possível jogar com todos os titulares seja em qualquer jogo. O titular precisa jogar sempre”.

“Éramos seis” – TV Globo
Para a roteirista Ângela Chaves da novela das seis e meia da tarde da emissora televisiva carioca, baseada no romance de mesmo nome assinada pela senhora Leandro Dupré (a botucatuense Maria José Dupré), a cidade de Itapetininga (como você sabe também protagonista da história) está sendo mostrada como um verdadeiro paraíso sobre a terra. Tudo de bom acontece lá. A natureza toda verde (as plantas, as flores), a abudância da comida (a mesa sempre repleta de doces e salgados, uma fartura), muita movimentação, todos felizes, como o “Zeca” (ator Eduardo Sterblitch) e “Orga” (atriz Maria Eduarda de Carvalho). Muita paz e tranquilidade na roça (roça, termo muito usado pela tia rica “Emília”, a atriz Susana Vieira) quando se refere a cidade. Tanto que ela, Emília, mandou a filha para lá. O lado dramático para a roteirista Ângela Chaves está mesmo na cidade de São Paulo.

Comemoração I
Os itapetinganos Benedicto Moreira, do clã Moreira, família tradicional de Vila Rio Branco (antigo Paquetá), advogado e professor universitário, há muitos e muitos anos em Curitiba, Paraná e José Francisco Rudge Bastos (também daqui) promotor estadual atualmente residindo, em Atibaia, São Paulo, nesta cidade e se encontraram no último sábado, trinta, último dia de novembro, quando ambos participaram dos festejos dos sessenta anos de formatura como professorandos do antigo curso Normal (Formação de Professores Primários, hoje para o Fundamental I), depois curso de Magistério, e hoje extinto (infelizmente) no então Instituto de Educação “Peixoto Gomide”, turma de1959. Amigos e colegas de classe, o advogado Benedicto, e o promotor José Francisco, na juventude, foram craques de futebol de campo, aqui. O primeiro jogando no campo da Associação Atlética, aqui e o segundo, como profissional no então DERAC ou Departamento de Estradas de Rodagem Atlético Clube, nos idos da década de sessenta.

Comemoração II
Em tempo; os formandos do curso de Magistério do “Peixoto Gomide”, turma de 1959 (sessenta anos) encontraram-se no salão nobre da centenária Escola, na tarde do último sábado, trinta, com a presença da Banda Municipal sob o comando de Gerson Ramos. Depois, missa, às sete da noite, na Igreja do Rosário, rezada pelo padre Mário Donato Sampaio. O jantar foi no “Vila Rosa Restorant”, o “Cassio”, na Quintino Bocaiuva.

A grande noite
Produzido pelo incansável Milton Cardoso, coordenador do Núcleo de Artes Cênicas do teatro do Sesi daqui, em Vila Rio Branco, dirigido e escrito pelo próprio Milton, baseado (ou inspirado) em crônicas de Alberto Isaac mostradas semanalmente neste “Correio de Itapetininga” o espetáculo “Crônicas de um Amor Esquecido” apresenta-se no tablado do Sesi nos dias treze (dezembro, sete horas da noite) e quatorze (sábado, três horas da tarde). A peça transcorre em 1958 “onde somos apresentados à Maria Júlia, aluna do então curso Normal (Magistério) no “Peixoto Gomide” e que comemora seus quinze anos de idade no Clube Venãncio Ayres e na esta conhece o moço Victor. E daí…” No elenco: Giulia Guaineri, Jussara Chiavegatto, Tamara Chiavegatto, Isolete da Rosa, Valdir Agapito, Douglas Rodrigues, Laura Oliveira, entre outros. Os figurinos são de Isolete da Rosa. Na sexta-feira, treze, após o espetáculo (cinquenta minutos) o jornalista itapetiningano Alberto Isaac autografará o segundo volume de sua obra “Vivas Memórias” sobre histórias e estórias de Itapetininga. Todos lá.

Velho Mundo
Chegando da Europa, na semana passada, o casal itapetiningano Erzi (Paes-Barsanti)- Alfredo Pinto de Paula Neto, ela professora do Fundamental I da rede estadual de ensino e ele, bancário do Banco do Brasil daqui, ambo, já aposentados. Erzi e Alfredo viajaram na primeira quinzena de novembro pela agência “Europamundo”, de São Paulo. O casal itapetiningano, no roteiro visitou Paris, França (com Versalhes cidade próxima da capital francesa). Londres (Inglaterra) atravessando o Canal da Mancha. Depois, Canterbury, cidade inglesa, famosa pela sua catedral e Bruges, na Bélgica. Em seguida: Holanda (Rotterdam e Amsterdã, entre outras). Daí, Alemanha (Hanôver, Berlim, Dresden). Também; República Tcheca (com Praga, entre outras), Hungria (Budapeste), Eslováquia (Bratislava), Polônia (Cracóvia, Varsóvia e Auschwitz onde se localiza o mais famoso campo de concentração dos prisioneiros judeus, na era nazista, durante a Segunda Grande Guerra Mundial, 1939-1945). Foram vinte dias de entretenimento e cultura.

Birthdays
Mudam de idade os seguintes cidadãos itapetininganos: hoje, sexta-feira, seis, Heloisa Aparecida Chauar Curi professora da rede estadual de ensino (Fundamental II e Ensino Médio), amanhã, sábado, sete, José Alves de Oliveira Junior, advogado e na mesma data, Marcos Antunes Tambelli, comerciante; domingo, oito, Cristiano Roberto Terra Guimarães; segunda-feira, nove, Josué Gerson de Almeida; terça-feira, dez, Lygya Cerqueira Lopes e na mesma data, Marco Antonio de Almeida Bueno.

Últimas

Cidade registra 66 furtos de veículos no ano

Cidade registra 66 furtos de veículos no ano

Os itapetininganos têm convivido com uma realidade preocupante, o aumento dos casos de furto de veículos e as ocorrências de roubo de veículos. Dados estatísticos da Secretaria de Segurança Pública...

Comércio começa atender com horário estendido

Comércio começa atender com horário estendido

Se preparando para a melhor data para o comércio do ano, as lojas de Itapetininga começaram a atender em horário especial a partir desta semana. De segunda-feira a sexta-feira, as...

Junta Militar de Itapetininga realiza o EXAR

Junta Militar de Itapetininga realiza o EXAR

O Exercício de Apresentação da Reserva (EXAR) é realizado anualmente no período de 09 a 16 de dezembro, e tem como principais finalidades: praticar o mecanismo de convocação, atualizar dados,...

Mutirão retira 147 toneladas de resíduos

Mutirão retira 147 toneladas de resíduos

A Prefeitura de Itapetininga realizou mais um “Mutirão contra a Dengue” que retirou 147 toneladas de resíduos nas vilas Arruda e Paulo Ayres, neste final de semana. Junto com as...

Cidade recebe Campanha Natal Literário

Cidade recebe Campanha Natal Literário

A Biblioteca Municipal “Dr. Júlio Prestes de Albuquerque” lançou mais uma campanha para que os usuários com livros em atraso possam resolver suas pendências.É a Campanha Natal Literário que acontece...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga