As Tempestades da Vida

Lucas, o primeiro historiador da igreja, narra um fato curioso, que se deu com Cristo e os seus discípulos no mar da Galileia. (Lucas 8:22 a 25) Afirma o evangelista que Jesus disse aos seus discípulos: Passemos para a outra banda do lago. O mar da Galileia na verdade é um lago de água doce que fica 216 metros abaixo do nível do mar. Tem 8 quilômetros de comprimento e 5 quilômetros de largura, chegando a 50 metros de profundidade. Cobre, portanto, uma área de 165 km.quadrados. Há, no entanto, tempestades violentas, talvez provocadas pela topografia. Pois bem, navegando Jesus com os seus discípulos numa pequena embarcação, sobreveio uma tempestade de vento. Lucas diz que Cristo, logo que entrou na embarcação, adormeceu. Diante dos uivos do vento e das águas revoltas que invadiam a embarcação, despertaram Jesus e disseram: – Mestre, Mestre, perecemos.
Jesus, colocando-se em pé, repreendeu o vento e a fúria da água. Depois dirigindo-se aos discípulos, perguntou-lhes: – Onde está a vossa fé? Não diz o texto se a pergunta que Cristo fez foi respondida. O texto apenas afirma que os discípulos temerosos e espantados, maravilharam-se e diziam uns aos outros: Quem é este, que até aos ventos e a água manda e lhe obedecem.
Três lições podemos extrair da narrativa: A primeira com referência a tempestade. As tempestades fazem parte da vida. São indesejáveis, imprevisíveis e inevitáveis. Cristo, no entanto, fora quem ordenara a viagem e com ele venceremos, pois sempre estará conosco em meio as grandes adversidades
A segunda lição é que Jesus possui duas naturezas: divina e humana. Ele estava como ser humano cansado e dormia. Era filho do homem e compartilhava da natureza humana. Quanto à sua natureza divina ele estava tranquilo e descansava na Soberania de Deus. Ele, como já disse alguém, fazia a vontade do Pai, portanto a criação jamais poderia matar o Criador.
A terceira lição provém da própria tempestade. As tempestades da vida são oportunidades de milagres, uma vez que elas revelam a qualidade da nossa fé. Por outro lado as tempestades são importantes para conhecermos e aprendermos algo novo de Jesus. Depois que acalmou a tempestade, os discípulos perguntaram entre si: Quem é este, que até aos ventos e a água manda e lhe obedecem.
Eles estavam diante do Criador e não sabiam.

Últimas

Vitrine – Realismo

Vitrine – Realismo

A coluna Vitrine desta semana apresenta algumas produções dos alnos do Art Studio & Atelier Henrik Ribeiro.Henrik Ribeiro trabalha há dois anos e meio como tatuador. Ele sempre pensou em...

Confira a programação no aniversário de Alambari

Confira a programação no aniversário de Alambari

A prefeitura de Alambari preparou diversas atividades em comemoração ao 30° aniversário de emancipação político-administrativa. A agenda começou no último sábado, dia 14, com concurso da rainha do rodeio e...

Atletas participam de competições no Rio de Janeiro

Atletas participam de competições no Rio de Janeiro

A Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude parabeniza a brilhante participação dos atletas Paulo Henrique Vieira Martins "PH", e Vinícius Proença, onde representaram Itapetininga,...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga