Avacalhado

Eu tive um professor que afirmou, numa de suas aulas, que o verbo avacalhar foi usado pela primeira vez por Rui Barbosa. Não sei, talvez seja. Sei que Costa Rego, citado por Aurélio, disse: “Um jovem deputado brasileiro, Maurício Lacerda, querendo anatematizar à Câmara por seus delíquios em face do governo, disse que ela se avacalhara. ” Avacalhar tem várias acepções, mas uso no sentido de relaxado.
Na primeira fase da minha vida, ficava admirado com a administração da Santa Ceia ou Eucaristia. O culto começava muito solene. Cantava-se hinos e não canções. Havia diferença entre hinos e canções, embora alguns acham que é a mesma coisa. Observe, caro leitor, que usei o verbo achar, pois há muitos que são formados na Faculdade de Teologia do Achismo. Os reformados emitem opiniões, tendo como base a Bíblia Sagrada.
Depois havia a cerimônia, propriamente dita. Estavam lá o pão e o vinho. Primeiro o pão, símbolo do corpo de Cristo e depois o vinho, símbolo do sangue de Jesus. Havia, no meu parecer infantil, uma sequência lógica na Bíblia, uma vez que, depois da distribuição do pão, o Ministro usava a expressão bíblica “por semelhante modo, depois de haver ceado…” e por aí vai. Distribuía–se o cálice. Tanto na hora do pão, como na distribuição do cálice, o comungante abaixava a fronte e orava. Eu, como era pequeno, ficava imaginando o que cada pessoa orava, pois era em silêncio. Curiosidade infantil. Perguntei, um dia, para minha mãe, em casa, e ela respondeu: Quando a gente toma o pão, agradece a Deus Pai por ter providenciado tão grande salvação na pessoa do seu Filho Jesus Cristo; devemos, continuou, dizer: Graças te damos, porque ele sendo pão da vida nos alimenta e nos fortalece. Disse ainda que é privilégio participar do sacramento da Eucaristia, porque por meio dele anunciamos a morte de Cristo, proclamamos a sua ressurreição e aguardamos a sua vinda gloriosa.
Achei tudo isso muito lindo. Depois que a minha morreu, quando eu já tinha doze anos de idade, fui recebido na Igreja por Pública Profissão de Fé. Eu me considerava muito pecador, mas muito mesmo e orava, assim, na hora da Eucaristia: Pai santíssimo, graças te dou pelo teu amor revelado a mim na Pessoa do teu Filho, concedendo-me por meio dele a salvação. Graças te dou, ó Pai, porque tu me vestiste com peles de salvação, sendo o teu Filho, o Cordeiro Pascal. Senhor, tem misericórdia de mim e perdoa-me pelas faltas cometidas. Tudo isso te agradeço e te peço no nome do teu Filho Jesus Cristo. Amém.
Tudo mudou e hoje não se celebra mais a Eucaristia da mesma forma.

Últimas

CORREIO POLÍTICO 997

CORREIO POLÍTICO 997

Exército Após o final do prazo para a filiação de possíveis candidatos, continua a corrida atrás de partidos políticos. Um número maior de partidos traz mais candidatos a vereador e...

Itapetininga tem quase 300 casos de dengue confirmados

Cidade registra 450 casos de Dengue em uma semana

Itapetininga registrou 450 novos casos de Dengue em uma semana. Ao todo, a cidade confirmou neste ano 1.531 casos positivos da doença. Um único caso de Chikungunya foi identificado em...

Queimadas aumentam em mais de 30% em 2024

Queimadas aumentam em mais de 30% em 2024

Em Itapetininga, nos primeiros quatro meses do ano, houve um aumento de 30% nos registros de queimadas em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com os...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.