Bodas de Esmeralda

Casal Gilberto e Helena (11-11-2023)
“No princípio, criou Deus os céus e a terra”, fez tudo com amor e para a sua glória. O amor passou a ser o adorno da vida e o elo de perfeição do casal que criara. No primeiro dia, criou Deus a luz para que o amor fosse visto, sentido e aquilatado.
No segundo, criou o céu, morada do Amor, que se irradiaria para o Universo, transformando a aridez da Terra num paraíso para que a humanidade, que iria povoá-la, pudesse esposar a virtude Divina, numa eterna fraternidade. Deus é amor.
No terceiro, criou as flores, cada uma mais bela do que a outra. De todas, a que mais se destacou pela beleza, pela cor e pelo significado, foi o amor-perfeito.
No quarto, criou as estrelas e a Lua. As estrelas para inspirar os poetas e a Lua para o sonho dos que amam.
No quinto, criou as aves, tomando uma delas para simbolizar a paz, fruto do amor, depois as abençoou, formando com elas o seu conjunto coral para, em serenata, cantar hinos de louvor.
No sexto, Deus disse: “Façamos o homem a nossa imagem e semelhança…” criou o homem cheio de força e robustez e a mulher de bondade e delicadeza. O homem para amar e a mulher para ser amada.
Depois, no sétimo dia da criação, Deus permitiu que o homem contasse o seu tempo, com o próprio tempo e, até mesmo, com o tempo de sua união feliz, marido e mulher, e, assim, surgiu a pedra esmeralda: verde, verde, cor da esperança, que o casal Gilberto e Helena garimparam, para desfrutar, na esperança de viver muitos anos felizes, com a graça do bom Deus.
Parabéns, casal Gilberto e Helena, e, que o verde se torne o amarelo do ouro e do amarelo, a felicidade eterna.
Rev. Moysés Moreira Lopes, Pastor jubilado.
A homília foi apresentada pelo Reverendo Lacy Campos, filho do casal. Estava presente, também, o Reverendo Gildásio Mota Fagundes que orou pelo casal.
Amor no Lar. (Hino 395 do Hinário Novo Cântico, adotado pela IPB.)
Mui felizes nos correm os dias / E depressa se esvai nossa dor! / São benditas as sãs alegrias, / Quando reina no lar doce amor! /Os caminhos pisamos juncados, / sim, juncados de ramos em flor! / Surgem bênçãos de todos os lados, / Quando reina no lar doce amor! /
Os pais crentes aos filhos afirmam/ As verdades da Lei do Senhor! / E com obras o ensino confirmam, / Quando reina no lar doce amor! /Se sentimos em casa a pobreza, / Se há pobreza também ao redor, / Suportável será, com certeza, / Quando reina no lar doce amor! / (J.H. McNaughton – H.M. Wright.)

Últimas

Itapetininga tem quase 300 casos de dengue confirmados

Cidade registra 450 casos de Dengue em uma semana

Itapetininga registrou 450 novos casos de Dengue em uma semana. Ao todo, a cidade confirmou neste ano 1.531 casos positivos da doença. Um único caso de Chikungunya foi identificado em...

Queimadas aumentam em mais de 30% em 2024

Queimadas aumentam em mais de 30% em 2024

Em Itapetininga, nos primeiros quatro meses do ano, houve um aumento de 30% nos registros de queimadas em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com os...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.