Cuidado com as coisas pequenas

Não me lembro do dia, do ano, e do palestrante. Lembro-me de uma frase dita por ele que calou profundamente no meu cérebro juvenil. Era jovem, aliás, adolescente, quando as ideias se firmam e o caráter é solidificado. A pequenez, na adolescência, encabula. Disse ele, exortando ou advertindo: “Não desprezeis as coisas pequenas.” Naquele tempo se empregava nos discursos e nas palestras a segunda pessoa do plural. Hoje, assassinando a Língua Portuguesa, troca-se o tu por você e vocês por vós. Na mesma hora que se usa o tu, usa o pronome pessoal você e, assim por diante.
Salomão, o terceiro rei de Israel, no seu livro de Provérbios, afirma: “ Há quatro coisas mui pequenas na terra que porém são mais sábias que os sábios: as formigas, povo sem força, todavia, no verão, preparam a sua comida; os coelhos, povo não poderoso, contudo fazem a sua casa nas rochas; os gafanhotos não têm rei; contudo marcham todos em bandos; a aranha, que se apanha com as mãos, contudo está nos palácios dos reis.”
O gigante Golias, comandante do exército filisteu, quando viu o jovem Davi, com a sua funda na mão, vindo para lutar com ele, desprezou-o, dizendo: “Sou eu algum cão para vires a mim com paus.” Disse mais: “Vem a mim e darei a tua carne às aves do céu e às bestas – feras do campo”. O escritor sacro assevera que o filisteu o desprezou, porque Davi era pequeno, isto é, de baixa estatura, ruivo e de boa aparência.
O futuro rei de Israel, no entanto, embora tivesse sido desprezado, respondeu ao gigante filisteu: “Tu vens a mim com espada e com lança, e com escudo; eu vou contra ti em nome do Senhor dos exércitos de Israel a quem tens afrontado. Hoje mesmo, o Senhor te entregará nas minhas mãos; ferir-te-ei, tirar-te-ei a cabeça e os cadáveres do arraial dos filisteus darei, hoje mesmo, às aves dos céus e às bestas-feras da terra e toda terra saberá que há Deus em Israel. Saberá toda esta multidão que o Senhor salva, não com espada, nem com lança; porque do Senhor é a guerra e ele vos entregará na nossa mão”
O historiador conclui, afirmando, que o jovem Davi enfiou a mão no alforje, tomou dali uma pedrinha, e, com a funda, lha atirou e feriu o filisteu na testa. A pedra encravou-lhe na testa do gigante que caiu com o rosto em terra. Davi correu, lançou-se sobre o filisteu, tomou-lhe a espada e desembainhando-a o matou. (II Sam. 17)
“Não desprezeis as coisas pequenas”, disse o conferencista nos tempos idos da minha juventude.`
É verdade! Não se deve desprezar as coisas pequenas, portanto, cuidado com o “aedes aegypti”, os vírus e as bactérias nocivas.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga