Depois das tristezas, o sorriso dos cães

No seu inolvidável poema “Pitôco”, Nhô Bentico, grande vate sertanejo, exaltava o feito heroico do cachorrinho que morreu salvando-o da picada de uma cobra.
Poesia épica, consagrando não só o autor, como o cachorrinho, artífice de sua defesa, e colocando o animal como o maior amigo do homem. Cães famosos existiram e continuam a existir sob a face da terra. Heróis foram Rin-Tin-Tin astro hollywodiano que encantou, por várias gerações, milhares de crianças e adultos pelas suas espetaculares aventuras e também dotado de doçura e abnegação. Atuam os cães como verdadeiros antídotos contra a depressão, e provectos ou de meia-idade sentem-se felizes com os cães que possuem em suas moradias.
Cachorros de todas as raças ou espécies caminham pelas ruas, acompanhados ou em caminhada solo, adentrando templos religiosos ou em residências e estabelecimentos comerciais, com portas abertas.
Há ainda, como existiram antigamente, os cães que acompanham toda movimentação de moradores de rua, principalmente pelas praças ou vias públicas da cidade, inclusive, repousando placidamente ao lado do eventual companheiro. São companheiros inseparáveis dos solitários, sem lar, sem teto e sem qualquer abrigo.
Em Itapetininga residiu por dezenas de anos o célebre Juvenal, morador na então chamada Vila Camarão, visto constantemente perambulando em todos os cantos da cidade e tendo por companhia um fiel cão. E também, na mesma época, outro morador, muito popular na cidade, apelidado com o nome de um personagem da TV, costumava vender e doar cães que “subtraia” nos quintais da cidade”.
Cães, de pequeno, grande ou médio porte, calmos ou ferozes se constituíam em sincero e leal guardião das casas ou em propriedades agrícolas, alertando com latidos, uivos ou intenso barulho, pessoas estranhas que transitam pelo local.
Existem os atraentes cães adestrados exibindo-se em circos e em espaços públicos, executando tarefas interessantes como “sentar, deitar, pegar e buscar, jogar bola, dançar, pular e outras empreitadas surpreendentes” com admiração dos espectadores. Em Itapetininga tivemos por longo tempo alguns adestradores, e entre eles o notável Orlando Leonel, apaixonado por cães e cavalos, “conhecendo-os até o fundo de suas almas”. Possuía grande paciência e tino e adestrava qualquer raça ou espécie de cães. Inclusive, pela sua competência, foi convidado para trabalhar em um clube paulista ensinar cachorros pertencentes aos associados da entidade. Ele, possuía calma, delicadeza e firmeza, atributos exigidos para alcançar o sucesso.
Em décadas que já se foram, e muitos ainda se lembram, a Prefeitura local mantinha o serviço de “caça aos cães que se encontravam vagando pela cidade. Uma carrocinha apropriada era onde se prendiam os cães. Saulo Cadela (nome fictício) era o responsável pelo aprisionamento dos animais. Magro, de botas, chapéu de pano, laçava com maestria e destreza todos cachorros que encontrava nas ruas. Crianças e adultos, quando divisavam com a carrocinha, espantavam os cães ou recolhendo-os em suas residências para não serem apanhados. Saulo Cadela, ereto, passos firmes, exibindo o cão que se debatendo para se soltar do laço, era colocado na carrocinha-prisão.
Não era bem visto pela população e muitos peroravam com palavras ofensivas contra a atuação de Saulo. A cena que descrevo abaixo se tornou famosa por muitos anos, terminando quando Saulo seguia a cavalo para sua residência, próximo à Vila Monteiro.
Ignora-se por que razão, em determinado trecho, o animal que o conduzia estancou abruptamente e Saulo foi atirado ao chão. Teve morte instantânea e comentada, então, por todos habitantes de Itapetininga. “Os cães sentiram-se vingados, comentou Fábio Luiz Tatit, que na época presenciou a cena.
Publicado originalmente em 2016

Últimas

O Espaço Cultural Travessa 81 recebe Cris Bloes e banda dia 8/6

O Espaço Cultural Travessa 81 recebe Cris Bloes e banda dia 8/6

Formado por Cris Bloes (piano), Celso Veagnoli  (saxofone),  Sérgio Frigerio (baixo) e Rodrigo Marinonio  (bateria), o quarteto Cris Bloes  e Banda reúne  músicos com  carreiras individuais consolidadas. Todos  são professores...

Correio Político 1003

Correio Político 1003

Pai da Criança Já começou o “vale tudo” na política de Itapetininga. Osmar Thibes, pré-candidato a prefeito pelo PSDB, começou mal a sua campanha. Declarou a um portal de notícias...

Justiça proíbe eventos com maus tratos aos animais

Justiça proíbe eventos com maus tratos aos animais

Uma Ação Civil Pública feita pela advogada Maria Leticia Benassi Filpi na 2ª Vara Cível do Foro de Itapetininga, foi julgada parcialmente procedente pelo Juiz Aparecido César Machado No ano...

Recusas ao bafômetro crescem em Itapetininga

Recusas ao bafômetro crescem em Itapetininga

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) realizou quatro operações de Direção Segura Integrada no município de Itapetininga entre 2022 e 2024. Durante essas ações, foram abordados 2.367...

Professores criticam o Programa Escola Cívico-Militar

Professores criticam o Programa Escola Cívico-Militar

Em uma sessão marcada pelo confronto de estudantes com policiais militares, a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou o projeto enviado pelo governador Tarcísio de Freitas sobre o Programa...

Prefeitura entrega 164 lotes do Programa Lote Social

Prefeitura entrega 164 lotes do Programa Lote Social

A data 17 de maio consolida, definitivamente, o maior programa de habitação popular já realizado pela Prefeitura de Itapetininga com a entrega oficial dos 164 terrenos do Programa Lote Social,...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.