Esta foi demais

O nosso respeitável e real personagem, o Senhor Abelardo, muito conhecido em épocas passadas em Itapetininga, sempre criando situações embaraçosas e perplexas.

Pois o citado acima, chamado Abelardo, num certo dia, estendeu-se comodamente na sala de leitura de uma biblioteca local e retirou do bolso uma carta e pôs-se a ler em voz alta.

-Desculpe, balbuciou um senhor de idade avançada, que estava sentado próximo de Abelardo, -peço-lhe o favor de ler mentalmente.

-Ler mentalmente? O que? – perguntou Abelardo.

-Não sei, disse o senhor – Aquilo que o senhor desejar. Isto é uma biblioteca e há aqui muitos livros.

– Eu não leio livros –retrucou nosso personagem. – Não me interessam. Leio esta carta. É uma carta de meu irmão.

-Está bem, continuou o idoso – leia o que quiser, mas leia mentalmente.

-E porque eu hei de ler mentalmente? É inútil ler mentalmente se já sei o que está escrito … prosseguiu admirado.

-Então porque relê em voz alta?

-O senhor sabe o que me escrevem?

– Eu não tenho a menor ideia – respondeu o senhor.

-Então, se eu não ler em voz alta, nunca o senhor saberá o que diz a carta- disse Abelardo.

-E o que importa a mim saber o que escreveu o seu irmão? Resmungou, já muito irritado, o idoso.

-Se o seu irmão lhe escrevesse, importava-lhe saber o que ele iria dizer?

-Claro que importaria.

-Então se eu lesse em voz alta uma carta de seu irmão, o senhor ouviria? Perguntou Abelardo.

-Ouviria!

-E por que eu havia de receber uma carta de seu irmão? Berrou Abelardo. O senhor é um tipo curioso, sabe? Eu recebo cartas do meu irmão e não do seu! Vejam que espécie de pretensões! Agora quer que leia em voz alta as cartas do irmão! Eu que nem sequer o conheço!

E Abelardo levantou-se da cadeira de madeira nobre e almofadada, meteu a carta no bolso do paletó e afastou-se resmungando.

O senhor de idade mexeu a cabeça, pensou um pouco, deu uma pequena risada e voltou a ler o livro de contos de Machado de Assis, já na página 58.

A Biblioteca onde aconteceu o fato é a do Clube Venâncio Ayres, na década dos anos 40.

Últimas

Itapetininga tem quase 300 casos de dengue confirmados

Cidade registra 450 casos de Dengue em uma semana

Itapetininga registrou 450 novos casos de Dengue em uma semana. Ao todo, a cidade confirmou neste ano 1.531 casos positivos da doença. Um único caso de Chikungunya foi identificado em...

Queimadas aumentam em mais de 30% em 2024

Queimadas aumentam em mais de 30% em 2024

Em Itapetininga, nos primeiros quatro meses do ano, houve um aumento de 30% nos registros de queimadas em comparação com o mesmo período do ano passado. De acordo com os...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.