Fonte de todo bem

Há, no hinário presbiteriano, um cântico que assim começa: “A terra semeamos a fim de nos dar pão, mas Deus é quem a nutre com benfazeja mão. É Deus quem manda o frio, o inverno e o verão, a chuva, o doce orvalho e a fresca viração.

Para o cristão reformado nada acontece por acaso. Não há, em outras palavras, lugar para o “azar”, “sorte” ou “Acaso”. Deus dirige todas as coisas de um modo sábio, pessoal e amoroso.

Na Teologia, esse cuidado divino recebe o nome de providência. No Catecismo Maior de Westminster, diz: “Deus executa os seus decretos nas obras da criação e da providência, segundo a sua presciência infalível e o livre e imutável conselho da sua vontade. ” Deus é soberano.

Deus criou o mundo, preserva-o, mantendo-o debaixo de leis que ele mesmo criou para a realização do seu propósito eterno.

Os homens simples acham que São Pedro, um dos apóstolos de Cristo, é quem controla a meteorologia, no entanto a Bíblia, que é e deve ser a única regra de fé e prática do cristão, afirma que é o Onipotente, o Eterno. O salmista, inspirado pelo Criador, disse: “ Tudo quanto aprouve ao Senhor, ele o fez, nos céus e na terra, no mar e em todos os abismos. Faz subir as nuvens dos confins da terra, faz os relâmpagos para a chuva, faz sair o vento dos seus reservatórios. ” (Salmo. 135:6)

Deus não deixou o mundo a sua própria sorte, mas sustenta e governa toda criação. Há a providência geral e a especial. Quanto à providência geral, a Bíblia afirma: “Nos céus, estabelece o Senhor o seu trono e o seu reino domina sobre tudo. “Salmo. 103:19) Jesus, que é a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, discorrendo sobre o amor, ordenou: “Amai os vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai Celeste, porque ele faz nascer o seu Sol sobre maus e bons e vir chuvas sobre justos e injustos. ” (Mat. 5:45) Na última parte do seu mandamento, ele destaca a providência geral de Deus-Pai. O Criador não faz acepção de pessoas.

Há, no entanto, a providência especial de Deus. Deus trata os seus filhos de um modo diferente. Paulo, o apóstolo, asseverou “que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus. ” Deus tem um cuidado amoroso com o seu povo. Todos os cristãos aceitam de um modo ou de outro a eleição divina. Michael Quoist disse: “O homem foi eleito por amor e para o amor. ” Paulo, o apóstolo, afirmou “ que Deus nos predestinou para ele, para adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade. ” Beneplácito é consentimento, aprovação. Deus é soberano e faz o que bem entende. A eleição significa a preferência divina. Eleição é Deus escolher alguém que não merece. Paulo, escrevendo aos romanos disse: “Quem és tu, ó homem para discutires com Deus? Porventura pode o objeto perguntar a quem o fez: Por que me fizeste assim? ” (Rom. 9:19)

Quem é de Deus, ouve a Palavra de Deus, como disse Jesus, isto é, gosta de ouvir e praticar a Palavra Divina. Você, portanto, se é assim, faz parte dos eleitos e da providência especial do Criador, uma vez que conseguiu ler até o fim esta crônica que só fala do Onipotente. (João 8:47) Deus é a fonte de todo bem.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga