Homo-sapien-de-conhém!

E por falar em calçadas, nossos legisladores precisam abrir os olhos, senão a espécie humana corre o risco de sofrer apocalíptica metamorfose. E não pense o nobre leitor, que a desgraceira está presente apenas na Voçoroca do Sul. Na Estância Turística de Salto há o mesmo drama e, na capital do Estado, a tragédia é idêntica! Imaginem só como deve andar as coisas lá pra bandas da Bahia, do Acre, do Maranhão!

Certos moradores parecem esquecer que eles são proprietários apenas e tão somente do imóvel registrado na Prefeitura e que, após o portão, o espaço é público e não se encontra à mercê de seus desejos, fantasias e chiliques!

Calçada é o espaço destinado à passagem dos pedestres e, segundo Antonio Houaiss, é um território horizontal, isso mesmo, ho-ri-zon-tal, não pode ser inclinado conforme a conveniência do morador para descer seu possante da garagem ou deslizar sua querida sogra…

Após a quase-queda que sofri semana passada, passei a prestar mais atenção por onde ando e cheguei à conclusão que a espécie, que se diz racional, corre o risco de sofrer escatológica mutação de tanto ser obrigada a andar de través!

Nosso esqueleto tem formação para caminhar ereto, não inclinado, de conhém… Então, se todo mundo que anda pelo “passeio” for constrangido a entortar sua ossatura e equilibrar-se talqualzinho um cabrito montanhês todo santo dia, nossas futuras gerações correm o risco de nascer com esquisitoso desenho genético, isto é: tor-to! Pode ser também, que bebês venham ao mundo com uma perna mais curta que a outra ou até mesmo, credo-em-cruz, o homosapiens passe a nascer com quatro patas, assim estará mais adaptado para sobreviver em nossas urbes.

Do jeito que a coisa vai, daqui a pouco, um nóia decidirá cobrir sua calçada com cacos de vidro para evitar que seu vizinho ande por ela, outro resolverá espargir pregos pontiagudos… Alguém poderá construir um fosso com esfomeados jacarés prontos para almoçar um pedestre distraído… Um inquilino mais ousado decidirá engendrar um caminho de aço eletrificado e, assim quando seu desafeto passar, basta ligar a tomada e… babau!
Mas, ainda ha tempo de se impedir a tragédia… Basta que nossos caríssimos “vereantes” trabalhem de verdade em prol da população que os elegeu, parem de “encher linguiça” e falar bobagens no plenário.

Alguém precisa e, com urgência, conscientizar proprietários de que a calçada é pú-bli-ca… E, repito, nosso esqueleto é formado pra andar em linha reta! Ou viramos homo-sapien-de-conhém!

Últimas

Correio Político 1002

Correio Político 1002

Tabata Amaral Um importante projeto para criar um protótipo de uma cadeira de rodas movida apenas pelos movimentos da cabeça, está sendo desenvolvido no Campus de Itapetininga do Instituto Federal...

Rita de Cássia Moraes Leonel

Itapetininga perde Alceu Nanini

Esta semana faleceu o empresário Alceu Nanini. Católico fervoroso, teve uma vida exemplar dedicada a ajudar o próximo. Pessoa muito querida na cidade, Alceu foi vice-prefeito e vereador. Uma grande...

Rita de Cássia Moraes Leonel

O Pint of Science Itapetininga foi um sucesso

A avaliação de Cassiano Terra Rodrigues , organizador do evento , é que o Pint of Science Itapetininga 2024 foi um sucesso, com  participação intensa , diversificada e altamente gratificante....

Rita de Cássia Moraes Leonel

O impacto das chuvas do RS no agronegócio brasileiro

Por Maria Clara Ferrari - graduada em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agronomia de Paraguaçu Paulista em 1980, Latu Sensu em Gestão Agroindustrial pela Universidade Federal de Lavras. Experiência...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.