Invasão da Privacidade

Quando eu cheguei, ela estava encostada `a porta, metida em si mesma, absorta, remoendo um sonho que tivera à noite. Sofrera e amanhecera cansada. Fora um pesadelo.
Com o barulho dos meus passos, ela se despertou, recompondo. Sorriu para mim, respondendo o meu cumprimento.
– Pensando na vida? perguntei.
Ela, sentindo-se mal com a minha questão, respondeu:
– Quero trazer à memória só o que me pode dar esperança, mas não consigo. Com os pensamentos bons, sempre aparecem os maus em maior número. Não sei afugentá-los.
Ela, como a cara leitora pôde notar, citou o profeta Jeremias que, em seguida, afirmou: “as misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não tem fim; renovam-se cada manhã.” ( Lamentações de Jeremias3:21 e 22) Tomei o fim da meada e amarrei com as últimas palavras da Ana Paula. Poupo espaço e não digo como fiz.
Ela percebeu e, com os olhos esquecidos no passado, disse:
– Quero renovar as minhas ideias com pensamentos novos. Que Deus me ajude para que cada manhã que ele me concede possa ter novos pensamentos e que a minha vida possa ser o reflexo divino.
Achei tudo aquilo muito bonito. Não fiz perguntas a respeito de sua vida, de seus amores, de seus pensamentos que voavam. Lembrei-me do professor que gostava de falar e não permitia que os seus alunos fizessem qualquer pergunta. Ficava bravo e chegava a ofender os seus discípulos, afastando-os do seu convívio. Creio que tinha algum trauma. De fato, há alunos que são chatos e querem exibir, fazendo perguntas, cujas respostas já sabem.
Carlos, por exemplo, que era um aluno exemplar, saiu da escola por causa do professor. Não suportou a atitude do mestre, quando fez uma pergunta. Aliás, Carlos não sabia mesmo e queria entender. O professor achou que o aluno havia invadido a sua privacidade.
Não respondeu a pergunta, mas procurou se exibir, citando vários escritores famosos e perguntou: – Você já leu Sócrates, Platão, Aristóteles, Spinoza?
O aluno ficou triste, pois a sua privacidade pessoal, também, foi invadida. Daquele dia em diante, sentiu-se como um cachorro, ficou triste, enrolou-se em si mesmo, até que os seus pais o transferiram para outra escola.
Quem merece pena, o professor ou o aluno?

Últimas

Correio Político 1002

Correio Político 1002

Tabata Amaral Um importante projeto para criar um protótipo de uma cadeira de rodas movida apenas pelos movimentos da cabeça, está sendo desenvolvido no Campus de Itapetininga do Instituto Federal...

Rita de Cássia Moraes Leonel

Itapetininga perde Alceu Nanini

Esta semana faleceu o empresário Alceu Nanini. Católico fervoroso, teve uma vida exemplar dedicada a ajudar o próximo. Pessoa muito querida na cidade, Alceu foi vice-prefeito e vereador. Uma grande...

Rita de Cássia Moraes Leonel

O Pint of Science Itapetininga foi um sucesso

A avaliação de Cassiano Terra Rodrigues , organizador do evento , é que o Pint of Science Itapetininga 2024 foi um sucesso, com  participação intensa , diversificada e altamente gratificante....

Rita de Cássia Moraes Leonel

O impacto das chuvas do RS no agronegócio brasileiro

Por Maria Clara Ferrari - graduada em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agronomia de Paraguaçu Paulista em 1980, Latu Sensu em Gestão Agroindustrial pela Universidade Federal de Lavras. Experiência...

Rita de Cássia Moraes Leonel

Rogério Sardela retorna aos palcos

Depois de quatorze anos, um experiente ator da cena teatral itapetiningana retornou aos tablados, Rogério Sardela, com a peça “Agora Eu Tô Solteiro” de sua autoria. A comédia é dirigida...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.