Meu Deus, Que Amor!

Descia eu a rua Monsenhor Soares, em direção à Igreja Presbiteriana, quando vi um carro estacionado, do lado direito, com o seguinte dístico, no vidro traseiro : “Jesus te ama”.
O meu pensamento viajou para os páramos celestiais e de volta, disse para mim mesmo: É verdade.
Resolvi, diante disso, colocar no papel as razões do meu pensamento, tomando como base as Sagradas Escrituras.
Amor é união. Jesus deixou o Céu para salvar e unir-se com o seu povo. O anjo Gabriel disse para José, esposo de Maria: -“E dará à luz um filho e chamarás o seu nome Jesus; porque ele salvará o seu povo dos seus pecados.” (Mat. 1:21) Humilhou-se, sendo Deus, “tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens”, como afirmou o apóstolo Paulo. Diz ainda o apóstolo que Cristo, “achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte e morte de cruz.” Filipenses 2:6,7,8) Deixou o Céu, deixou a sua glória, submeteu-se “em sofrer as misérias desta vida, a ira de Deus-Pai e amaldiçoada morte de cruz; em ser sepultado e permanecer debaixo do poder da morte durante certo tempo para salvar aqueles que o seu Pai lhe dera. (João 6:37)
Jesus deixou a Terra e voltou para o Céu por amor, porém foi um amor mais forte. Salomão, o homem mais sábio que já houve no Mundo, disse: Põe-me como selo sobre o teu braço, porque o amor é forte como a morte. Foi o amor forte, como a morte, que fez ele, Cristo, tomar tal atitude. – Como assim? – poderia alguém perguntar. – Amor não é união? A morte não é a separação da alma do corpo? – sim, respondo eu, mas como bem disse Vieira: “As causas, excessivamente intensas, produzem efeitos contrários. A dor faz gritar; mas se é excessiva, faz emudecer: a luz faz ver; mas se é excessiva, cega: a alegria alenta e vivifica; mas se é excessiva, mata. Assim o amor: naturalmente une, mas se é excessivo, divide e aparta-se. Jesus se apartou do seu povo por amor.
Cristo disse e João, o secretário do coração de Jesus, registrou no seu evangelho: “Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim eu vo-lo teria dito: vou preparar-vos lugar. E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo.” Deixou o seu povo para preparar um lugar para cada pessoa no Céu. Meu Deus, que amor!
Jesus, deixando o seu povo por amor, não o deixou sozinho no Mundo. Rogou ao Pai para que lhe desse um Consolador para que ficasse com o povo que ele havia redimido na cruz. Hoje, quando uma pessoa aceita a Cristo como seu único e suficiente salvador, recebe o Espírito Santo. È o Espírito de verdade que o mundo não o conhece, mas está no coração de cada redimido. É ele quem dá paz nos momentos de crise e tribulação. ( João 14:21) Leia mais João 14:2 , 16:13 e 15:26) Jesus ama e, como gratidão, os membros de sua igreja precisam amar uns aos outros.
Por amor Jesus uniu ao seu povo, apartou-se dele, deixando o Espírito Santo no coração de cada redimido. Que amor, meu Deus!

Últimas

Cidade tem 25 mortes em sete dias e UTIs estão 100% lotadas

Cidade registra 24 mortes em apenas dez dias

Os primeiros dez dias do mês de junho registram uma marca preocupante, a cidade confirmou 24 mortes em decorrência da Covid-19 e 579 novos casos. Nesta quinta-feira, dia 10, o...

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

A modelo e estudante de fisioterapia Bruna Campos denunciou uma situação de racismo que sofreu durante uma oferta de trabalho. Ela combinava, pelo whatsapp, detalhes de um trabalho freelancer que...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga