MÍDIA REBELDE

Poucos confessam, mas grande parte dos poderosos, em todo o mundo, possui o desejo oculto de liquidar jornais, revistas, rádios e emissoras de TV, que veiculam informações e artigos que pouco elogiam desempenhos e administrações.
Políticos costumam temer apenas as decisões judiciais e a opinião pública. São fatores que fogem ao âmbito dos reinados e imbecis submetimentos dos entornos.
A domesticação do Judiciário não é fácil, requerendo mandatos continuados e Legislativo dócil. Como as primeiras instâncias são supridas por concursos públicos, o aparelhamento é iniciado pelos colegiados, supridos por nomeações.
Estudiosos recomendam a criação de tribunais internacionais, para evitar que direitos humanos e seguranças jurídicas fiquem submetidos a governos exóticos e ditatoriais.
O controle da mídia, em verdade, só pode ser eficaz com a implantação da censura, palavrinha mágica que causa arrepios generalizados. Para evitá-la, governos e poderosos percorrem caminhos sinuosos, com nomes enigmáticos, como “regulamentação”, e expedientes nada éticos.
O direcionamento de recursos públicos a mídias domesticadas ou domesticáveis, a título de veiculação de informações de interesse público, é prática odiosa, pois envolve o controle da informação pelo sufocamento econômico e financeiro. Na Venezuela, uma das formas de coação da mídia impressa é feita quando da disponibilização de papel.
Pequenas mídias, não raro, são intimidadas por processos judiciais, que demandam custos de enfrentamento e envolvem incertezas estressantes. Podem, ainda, ser intimidadas pelo incentivo e suporte financeiro, quase subsídio, a mídias concorrentes.
O advento da mídia eletrônica, virtual, dificultou o controle da informação, pela multiplicidade das fontes, instantaneidade da notícia e capilaridade da veiculação.
Nosso ordenamento jurídico preceitua a liberdade, com responsabilidade. Todos somos livres para a veiculação de notícias e opiniões, respondendo, cada um, pelos excessos que praticar. Existe, ainda, o direito de resposta, no mesmo veículo e igual destaque, rotineiramente assentido pela Justiça, quando devido.
Quanto mais educado e informado o povo, menor o potencial de danos das mídias sensacionalistas e desinformadoras. A multiplicidade de mídias realça a tendenciosidade de uma ou outra, isoladamente.
Importante, na premiação mercadológica dos veículos, a atuação de anunciantes e leitores, que tendem ao esvaziamento de mídias pouco acreditadas ou ideológicamente aparelhadas.
Queiram ou não governos e poderosos, a mídia existe e segue fortalecida, preservando-nos o direito à informação e manifestação. Tentar sufocá-la é indicativo de prurido ditatorial e inconformismo com as liberdades e prerrogativas humanas.

Últimas

Correio Político 1002

Correio Político 1002

Tabata Amaral Um importante projeto para criar um protótipo de uma cadeira de rodas movida apenas pelos movimentos da cabeça, está sendo desenvolvido no Campus de Itapetininga do Instituto Federal...

Rita de Cássia Moraes Leonel

Itapetininga perde Alceu Nanini

Esta semana faleceu o empresário Alceu Nanini. Católico fervoroso, teve uma vida exemplar dedicada a ajudar o próximo. Pessoa muito querida na cidade, Alceu foi vice-prefeito e vereador. Uma grande...

Rita de Cássia Moraes Leonel

O Pint of Science Itapetininga foi um sucesso

A avaliação de Cassiano Terra Rodrigues , organizador do evento , é que o Pint of Science Itapetininga 2024 foi um sucesso, com  participação intensa , diversificada e altamente gratificante....

Rita de Cássia Moraes Leonel

O impacto das chuvas do RS no agronegócio brasileiro

Por Maria Clara Ferrari - graduada em Engenharia Agronômica pela Escola Superior de Agronomia de Paraguaçu Paulista em 1980, Latu Sensu em Gestão Agroindustrial pela Universidade Federal de Lavras. Experiência...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.