O dia que não acabou

Aquele domingo 08/01/2023, uma semana após a posse de Luís Inácio Lula da Silva como presidente do Brasil, pegou grande parte da população brasileira de surpresa. Mesmo quem tinha ficado na oposição com a vitória de Lula. Tudo bem que ainda haviam muitos acampamentos (ou tendas) bolsonaristas protestando contra o resultado das eleições presidenciais. A maioria, em frente a postos militares, incluindo os Tiros de Guerra. Determinadas emissoras de rádio e televisão explicaram que era um gesto de rebeldia e inconformismo de segmentos da população que colocaram a culpa pela derrota nas urnas eletrônicas que não registravam fielmente o resultado da votação.
As reclamações faziam parte da liberdade de expressão, diziam. Acontece que em algumas tendas e acampamentos as conversas eram mais perigosas. Colocavam abertamente faixas com dizeres pedindo a volta dos militares ao poder, como se não tivessem havido eleições. Pregavam um novo golpe militar (como o de 1964) para a “salvação do Brasil”. Só de pedir um novo golpe militar, tais militares estavam contra a Constituição de 1988. A mídia (mesmo a chamada progressista) nem ligaram muito. Aliás, não deram importância. Isto passa, exclamavam, e com a posse de Lula em Brasília as chamadas tendas serão desfeitas.
Mal sabiam que nestes acampamentos inconstitucionais a trama era outra. Deveriam haver rebeliões em todo o país num dia determinado (e o escolhido foi num plácido domingo, aquele que marcava 08/01). Nem a chegada de oitenta ônibus, por aí, de sete para oito, abalou a segurança do Distrito Federal representado pelos guardiões de Brasília e nem da G.S.I (Gabinete de Segurança Institucional).
E tudo aconteceu na tardezinha da já mencionada data, pegando a mídia de surpresa. De uma hora para outra, homens e mulheres (que grande parte da imprensa chamou de vândalos e depois de golpistas) invadiram os prédios do Congresso, da presidência da república e do Supremo Tribunal Federal, promovendo um “quebra-quebra”. Nota-se nos vídeos que os manifestantes estavam meio atônitos, sem saberem bem o que fazer. Pareciam “paus-mandados”. O importante seria destruir tudo o que viesse pela frente.
Isto aconteceu só em Brasília. Não foi acompanhado pelos rebeldes do resto do país. Resultado: muitos presos (novecentos e tantos esperando julgamento numa ação da Polícia Federal). O G.S.I (Gabinete de Segurança Institucional) caiu em desgraça pelo pouco que fez e agora vai haver uma C.P.I. promovida principalmente pela oposição, porque o general da reserva da equipe de segurança de Lula foi visto completamente inseguro, não dando voz de prisão a nenhum dos opositores. E tal oposição está achando que o golpe foi manobra dos governistas (PT e outros). Mas, comentaristas políticos acham que com a C.P.I a oposição vai dar um “tiro no próprio pé”.

 

SE FATO É FOTO…

O Jornalista itapetiningano Caio Nogueira, atualmente está trabalhando como repórter na TV Morena (Afiliada Rede Globo) na cidade Dourados em Mato Grosso do Sul. Foto – Arquivo Pessoal

Últimas

Rita de Cássia Moraes Leonel

Rogério Sardela retorna aos palcos

Depois de quatorze anos, um experiente ator da cena teatral itapetiningana retornou aos tablados, Rogério Sardela, com a peça “Agora Eu Tô Solteiro” de sua autoria. A comédia é dirigida...

Preconceito de marca: as relações raciais em Itapetininga

Preconceito de marca: as relações raciais em Itapetininga

Um longo trabalho de investigação sociológica feito por Oracy Nogueira que reúne 12 enunciados comparativos sobre o preconceito nas relações raciais em Itapetininga, originou um estudo com o título “Preconceito...

Rita de Cássia Moraes Leonel

Rita de Cássia Moraes Leonel

Família Mello Moraes Família Moraes Leonel   Primeiramente, a Rita nunca iria deixar a gente escrever ou falar algo sobre ela. Certamente se incomodaria com isso… Mas não dá pra...

Semana registra 44 novos casos de Covid-19

HLOB tem queda nas cirurgias eletivas em 2024

O Hospital Doutor Léo Orsi Bernardes (HLOB) registrou uma queda no número de cirurgias eletivas realizadas em 2024, comparado ao ano anterior. Segundo a assessoria de imprensa do HLOB, no...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.