Os problemas eram os mesmos…

Talvez você não saiba, mas faz parte da História. Salomão, o terceiro rei de Israel, construiu um templo no monte Moriá ou monte de Sião. Tal fato se deu no ano 970 a.C. No dia da consagração, o monarca fez uma oração. Pediu para que Deus, que é Adonai, em hebraico, língua dos israelitas, atendesse o povo nas suas preces. A oração é comprida, mas há nela alguns pedidos que se destacam dos demais. Um deles diz: “ Quando os céus se cerrarem e não houver chuva, por ter o povo pecado contra ti, e ele orar neste lugar e confessar o teu nome, e se converter dos seus pecados, havendo-o tu afligido, ouve tu nos céus, perdoa o pecado de teus servos e do teu povo de Israel, ensinando-lhes o bom caminho em que andam, e dá chuva na tua terra que deste em herança ao teu povo. ” É interessante que os problemas eram os mesmos da atualidade, tais como: falta de chuva, doença ou peste como os antigos diziam e gafanhotos, os quais devoravam as lavouras. É evidente que tudo isso surgia por causa do pecado do povo.
Todos sabiam que Deus, o Criador do Universo, é o dono da terra e deve ser temido, isto é, respeitado, porém, no momento que o desrespeitavam, o Onipotente agia, corrigindo. A correção era dura, pois assim como Deus abençoava tanto o justo como o ímpio, assim ele corrigia a ambos.
Diz o historiador que Deus ouviu a oração do rei e de noite, no paço, respondeu-lhe por meio de um sonho, uma vez que a Escritura não estava completa. Eis como o Onipotente respondeu a Salomão: “Ouvi a tua oração e escolhi este lugar para casa do sacrifício. Se eu cerrar os céus de modo que não haja chuva, ou se ordenar aos gafanhotos que consumam a terra, ou se enviar a peste (doença) entre o meu povo; se o meu povo que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar e me buscar e se converter dos seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. ”
Há um salmo que assim começa: “Feliz é aquele que teme ao Senhor…” Temer não é ter medo de Deus, mas respeitá-lo, honrá-lo e glorificá-lo. Muitos problemas surgem, pois, os homens não temem a Deus e nos seus folguedos desrespeitam o Criador dos céus e da terra.
OBSERVAÇÃO. Você notou as elipses na resposta divina: Se eu cerrar os céus, ou se (eu) ordenar aos gafanhotos, ou se (eu) enviar a peste entre o meu povo?
Você notou, também, os homófonos heterográficos de acordo com o gramático Cegalla, isto é, palavras que são iguais na pronúncia e diferentes na escrita: cerrar= fechar e serrar=cortar; paço= palácio e passo= andar? Você notou o homófono homográfico: temer= ter medo e temer= respeitar? Você notou os sinônimos peste e doença? Um repórter famoso criticou o Presidente da República, uma vez que ele usou a palavra peste no lugar de doença. O tipo de crítica chama-se preconceito linguístico. O Pastor não pode pertencer a nenhum partido político, pois na igreja há liberdade para todos. Tudo isso é cultura.

Últimas

Começou esta semana a vacinação contra a gripe em idosos e profissionais da saúde

Sábado é dia de vacinação contra a Covid e Gripe

Com a grande adesão da população às repescagens da vacinação contra Covid-19 realizadas aos sábados no shopping de Itapetininga, a Secretaria de Saúde do município decidiu incluir no esquema de...

Vitrine – Realismo

Vitrine – Realismo

A coluna Vitrine desta semana apresenta algumas produções dos alunos do Art Studio & Atelier Henrik Ribeiro.Henrik Ribeiro trabalha há dois anos e meio como tatuador. Ele sempre pensou em...

Confira a programação no aniversário de Alambari

Confira a programação no aniversário de Alambari

A prefeitura de Alambari preparou diversas atividades em comemoração ao 30° aniversário de emancipação político-administrativa. A agenda começou no último sábado, dia 14, com concurso da rainha do rodeio e...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga