Os Semitas, descendentes de Noé

Lembrei-me, agora, do apóstolo Paulo, que era judeu da tribo de Benjamim, pois ao escrever a carta aos coríntios, disse: “Quando eu era menino, falava como menino, mas logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.” Ao parafrasear Paulo e o escritor Fernando Sabino posso dizer que nasci homem e, no presente, vivo como menino.

Num programa de televisão, um doutor, desses que fez mestrado e depois doutoramento na Universidade …, famosa, não sabia o valor numérico do “D” em algarismo romano. Aliás, ninguém sabe tudo. O “D” para quem me lê e não sabe o seu valor, digo: é 500. Portanto, CD é 400; DC é 600; DCC é 700; DCCC é 800. Como era difícil para mim na década de quarenta!

Os semitas têm sido uma bênção para os povos. Deus disse para Abraão: “Em tua semente serão benditas todas as nações; porquanto obedeceste à minha voz.” (Gênesis 22:18) Foram os árabes, descendentes de Abraão, que inventaram os algarismos arábicos que são bem mais fáceis do que os romanos e são eles: 0,1,2,3,4,5,6,7,8,9. Na minha fase infantil, aprendi que tais números são chamados significativos, com exceção do zero que indica ausência de unidade, uma vez que ele substitui a falta de outros números. Vejamos algumas invenções deles, embora não tenha o mesmo conhecimento de Malba Tahan: O médico árabe Al-Zahrawi descobriu o uso de intestino gato para suturar feridas. Foi ele quem se apresentou como o realizador da primeira operação cesariana. Ele criou o primeiro par de fórceps. Afirmam os entendidos que o café foi fabricado pela primeira vez no Iêmen. A bebida era ingerida nos tempos idos por místicos sufis para auxiliar como estimulante nas longas noites de oração. Há muitas invenções e descobertas por eles. Não há espaço.

Os árabes são descendentes de Ismael, filho de Abraão com Hagar, mulher egípcia, serva de Sara. Sara era a esposa legítima do patriarca. Os descendentes de Abraão, tanto do lado de Hagar ou de Sara têm sido uma bênção para a humanidade.

Deixo o passado glorioso dos hebreus e foco no presente dos israelenses, pois é notável as grandes descobertas e invenções, publicadas na Rua Judaica, edição 305 de 2/04, cujo diretor e editor foi Osias Wurman: SUPER CUKE – Pesquisas de Esra Galun criaram sementes híbridas de pepinos, melões e elas continuaram influenciando os estudos genéticos de outras culturas; Escaner de Câncer- Efraim Frei iniciou pesquisas pioneiras e inovadoras sobre o efeito do magnetismo sobre o tecido humano para a detecção do câncer de mama. Seus trabalhos desenvolveram o sistema T-Scan; Harry Zvi Tabor desenvolveu um sistema de energia solar que alimenta 95% dos aquecedores solares de águas dos israelenses; Células de sangue, produzidas em Laboratório; Irrigação por gotejamento; Dessalinização por osmose inversa; Tratamento da leucemia; Segurança de Computadores; Aeronaves Drone- Israel iniciou o desenvolvimento dos primeiros veículos aéreos não tripulados modernos, etc., etc…

Deus, o Criador, escolheu uma judia, Maria, que estava desposada com José ou prometida, para ser a mãe do Redentor dos escolhidos de Deus. Jesus, Filho Unigênito de Deus, foi gerado, como homem, no ventre de uma semita. Cristo, o Messias prometido, é uma bênção para todas as nações. Ismael e Isaque uniram-se para sepultar Abraão. Como seria bom se eles se unissem para sepultar para sempre o ódio e houvesse para sempre o shalom, isto é, o salém, no mundo.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

Filmes para quem gosta de comer… e cozinhar

Filmes para quem gosta de comer… e cozinhar

BAO (2018). O curta-metragem dirigido por Domee Shi fala de amor, e usa comida para representar uma mãe cuidando e acompanhando o crescimento do filho. Tem um viés bastante simbólico,...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga