Primeiro Italiano

As meninas queriam saber como fora a minha viagem a Israel. Elas se reuniram na casa pastoral. Estavam presentes Michelle, Karina, Camilla, Ana Regina, Laís, Valdiné, Valquiria e outras. Não cito o nome de todas, pois a lista é grande. O número de meninas que querem fazer a pública profissão de fé é enorme. Todas já foram apresentadas e batizadas na infância.
Michelle perguntou: O senhor esteve em Jope?
– Sim, respondi. No dia 04 de abril de 2014 estive em Jope, hoje, Jaffa, bela em hebraico. É uma cidade portuária. Conta uma lenda que foi fundada por Jafé, filho de Noé. Há documentos de sua existência desde 3500 anos a.C. Tutmés III conquistou-a em 1648 aC., trazendo consigo centenas de soldados escondidos em cestos. Salomão, como relata em II Crônicas 2:16, fez aliança com Hirão, rei de Tiro, para adquirir madeiras do Líbano para construir o templo de Jerusalém. Todas elas entraram em jangadas pelo porto de Jope, pois era a porta da Terra Santa para o resto do mundo.
Valdiné movia tão somente aqueles olhos grandes de um lado para o outro, que sabia bonitos, fixando-os em mim, disse, inquirindo: Não foi aí que Jonas, o profeta, tomou um navio para Tarsis?
Tomei-lhe a mão, felicitando-a pelo conhecimento bíblico e respondi que sim. Pedi para que as meninas lessem o livro de Jonas. Os calvinistas aceitam a Bíblia de capa a capa. Lutero, o reformador, já dizia: “Sola Scriptura”, isto é, só a Bíblia. Não aceitamos e nem cremos na tradição, pois “quem conta um conto, aumenta um conto”, como afirma um
velho provérbio.
Ana Regina, demonstrando comoção no rosto, diante dos fatos, afirmou que foi em Jope que Pedro ressuscitou Dorcas, por nome Tabita, a costureira amada. Laís, imediatamente, sacudindo a cabeça, de modo afirmativo, citou o capítulo e os versículos, como seguem Atos 9:36 a 43.
Confesso que fiquei contente com as meninas, pois demonstraram muito conhecimento da Bíblia.
Valdirene que chegara e ficara encostada à porta, veio chamá-las, mas antes disse para mim: Quero que o senhor, na próxima vez, fale da visão que Pedro teve em Jope, na casa de Simão, o curtidor.
Concordei, pedindo para que elas lessem, pausadamente, Atos 10, uma vez que em Cesareia, perto de Jope, morava o centurião Cornélio, o primeiro italiano que se converteu ao cristianismo. Cornélio, quando viu Pedro, prostrou-se-lhe para adorar. Pedro repreendeu-o, dizendo:- “Ergue-te, que eu, também, sou homem.”

Últimas

Cidade tem 25 mortes em sete dias e UTIs estão 100% lotadas

Cidade registra 24 mortes em apenas dez dias

Os primeiros dez dias do mês de junho registram uma marca preocupante, a cidade confirmou 24 mortes em decorrência da Covid-19 e 579 novos casos. Nesta quinta-feira, dia 10, o...

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

Modelo denuncia racismo em oferta de trabalho

A modelo e estudante de fisioterapia Bruna Campos denunciou uma situação de racismo que sofreu durante uma oferta de trabalho. Ela combinava, pelo whatsapp, detalhes de um trabalho freelancer que...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga