Professor Portella

A Secretaria de Educação de Itapetininga, a empresa Duratex S.A, o Instituto Ecofuturo e a Fundação Nacional do Livro Infantil firmam parceria para implantação de uma Biblioteca Pública na cidade. Trata-se de um projeto denominado “Ler é Preciso” e visa apoiar a formação de leitores, facilitando o acesso à leitura. Por decisão unânime de seus fundadores, essa casa de cultura terá o nome de Domingos Portella, em homenagem ao professor tão conhecido e estimado na cidade! A iniciativa é digna de aplausos!
Fui aluno do professor Portella… Aliás, tive o privilégio de ser aluno desse brasileiro, nascido em Itapetininga, que dedicou sua vida toda à nobre missão de ensinar!Lembro-me como se fosse hoje… Portella lecionava no grupo escolar Coronel Fernando Prestes, era ainda moço, vestia-se com elegância e discrição e lá estava eu, menino arteiro que só vendo, alma povoada de sonhos, mal iniciava meus primeiros passos no caminho da Vida… Estar numa sala de aula rodeado de outros garotos tinha alguma coisa de magia e de festa! E que alegria estar ali! Tudo parecia tão bonito, diferente, iluminado…
Mas a presença daquele jovem senhor à frente da sala impunha respeito e confiança… Recordo-me que os alunos tinham reverência por sua pessoa e todos os outros docentes o tratavam com carinho!
Ele se apresentava na sala de aula sempre muito gentil… A classe parecia ser o seu ambiente natural… Os alunos, as carteiras, o quadro-negro, as janelas, a luz do Sol que iluminava a sala… Portella tinha o dom de ensinar! E tinha paciência, ah, como tinha paciência aquele professor!
Não me recordo de vê-lo irritar-se por repetir uma matéria já exaustivamente ensinada… Nunca tergiversava para responder a indagação de um aluno… A todos eles respondia com conhecimento e fidalguia! Empunhava o giz diante do quadro-negro e ensinava outra vez e outra e outra… E quanta solicitude a cada pergunta que surgia! Assim era Portella!
Tenho certeza que todos os que foram aluno desse mestre se lembram dele com respeito e estima… Ele não parecia estar na sala de aula apenas e tão somente para ter a garantia de um salário; ele estava ali, em frente à lousa, com um giz na mão direita porque amava o que fazia: ser professor!
Agora, Portella será nome de uma Biblioteca Pública! Nada mais justo, afinal, ele dedicou sua vida inteira ao ensino e merece ser lembrado para sempre!

Últimas

Começou esta semana a vacinação contra a gripe em idosos e profissionais da saúde

Sábado é dia de vacinação contra a Covid e Gripe

Com a grande adesão da população às repescagens da vacinação contra Covid-19 realizadas aos sábados no shopping de Itapetininga, a Secretaria de Saúde do município decidiu incluir no esquema de...

Vitrine – Realismo

Vitrine – Realismo

A coluna Vitrine desta semana apresenta algumas produções dos alunos do Art Studio & Atelier Henrik Ribeiro.Henrik Ribeiro trabalha há dois anos e meio como tatuador. Ele sempre pensou em...

Confira a programação no aniversário de Alambari

Confira a programação no aniversário de Alambari

A prefeitura de Alambari preparou diversas atividades em comemoração ao 30° aniversário de emancipação político-administrativa. A agenda começou no último sábado, dia 14, com concurso da rainha do rodeio e...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga