Sarah e os Gozadores

Eu me encontrei, na semana passada, com o Dr. Felício do Amaral numa casa bancária, no Largo dos Amores. Ele ficou contente, quando me viu e eu também. É um velho amigo dos tempos idos. Cumprimentei-o e ele disse, rindo: – Continua jovial e sempre usando um linguajar difícil. É bom, pois assim aumento o meu vocabulário, pois sou obrigado a consultar o velho Aurélio. Ele não falou assim como escrevo, mas com o indicador em riste, apontando para mim e balançando a mão e a cabeça.
Eu, diante de sua declaração, disse: – Que bom! Assim eu continuo sendo útil. Ele estava com pressa e eu, também, e cada um seguiu o seu caminho.
Fiquei, depois que ele se foi, pensando: – Será que ele estava rindo de mim ou para mim? Será que era um gracejo?
Lembrei-me de uma passagem que se encontra no Torá, em Bereshit. (Torá é o nome que os judeus dão para a Bíblia e Bereshit ao livro de Gênesis.) Deus havia feito uma promessa para Abraão. Disse o Onipotente para o patriarca: – “Será pai de numerosas nações…” (Gênesis 17:15) Para Sarah, sua esposa, disse:- “Abençoá-la-ei e dela te darei um filho; sim, eu a abençoarei, e ela se tornará mãe de nações, reis de povos sairão dela.”
O tempo foi passando e a promessa não se cumpria, embora Abraão vivesse com Deus e para Deus. Quando o marido de Sarah atingiu a idade de cem anos, o Eterno cumpriu a sua promessa. Sarah, embora estivesse velha e já cessado o costume das mulheres, ficou grávida. Ela ficou com medo dos gracejos do povo e disse: – “Deus me deu motivo de riso e todo aquele que ouvir isso vai rir-se juntamente comigo.” (Gênesis 21:6)
A palavra riso, no hebraico, fazendo a transliteração é “tserroq”. Quando o menino nasceu, Abraão deu-lhe o nome de Itsraque, que em português é Isaque e provem do verbo rir. Isaque, na teologia cristã, é um tipo de Cristo, o Filho Unigênito de Deus. Isaque foi alegria de seus pais. O escritor da carta aos Hebreus afirma que “pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado, sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito. (Hebreus 11:17)
Jesus, Filho Unigênito de Deus, fez por nós um sacrifício vicário e suficiente para nos salvar. Jesus é a nossa alegria e com ele gozaremos da alegria eterna nos céus.
Sarah, por outro lado, ensinou como se deve enfrentar a gozação, dizendo:-“E todo aquele que ouvir isso vai rir-se juntamente comigo.” Rindo com os que riem, deixamos a “gozação” sem graça. Faça isso e vencerá.

Últimas

Começou esta semana a vacinação contra a gripe em idosos e profissionais da saúde

Sábado é dia de vacinação contra a Covid e Gripe

Com a grande adesão da população às repescagens da vacinação contra Covid-19 realizadas aos sábados no shopping de Itapetininga, a Secretaria de Saúde do município decidiu incluir no esquema de...

Vitrine – Realismo

Vitrine – Realismo

A coluna Vitrine desta semana apresenta algumas produções dos alunos do Art Studio & Atelier Henrik Ribeiro.Henrik Ribeiro trabalha há dois anos e meio como tatuador. Ele sempre pensou em...

Confira a programação no aniversário de Alambari

Confira a programação no aniversário de Alambari

A prefeitura de Alambari preparou diversas atividades em comemoração ao 30° aniversário de emancipação político-administrativa. A agenda começou no último sábado, dia 14, com concurso da rainha do rodeio e...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga