Sarah e os Gozadores

Eu me encontrei, na semana passada, com o Dr. Felício do Amaral numa casa bancária, no Largo dos Amores. Ele ficou contente, quando me viu e eu também. É um velho amigo dos tempos idos. Cumprimentei-o e ele disse, rindo: – Continua jovial e sempre usando um linguajar difícil. É bom, pois assim aumento o meu vocabulário, pois sou obrigado a consultar o velho Aurélio. Ele não falou assim como escrevo, mas com o indicador em riste, apontando para mim e balançando a mão e a cabeça.
Eu, diante de sua declaração, disse: – Que bom! Assim eu continuo sendo útil. Ele estava com pressa e eu, também, e cada um seguiu o seu caminho.
Fiquei, depois que ele se foi, pensando: – Será que ele estava rindo de mim ou para mim? Será que era um gracejo?
Lembrei-me de uma passagem que se encontra no Torá, em Bereshit. (Torá é o nome que os judeus dão para a Bíblia e Bereshit ao livro de Gênesis.) Deus havia feito uma promessa para Abraão. Disse o Onipotente para o patriarca: – “Será pai de numerosas nações…” (Gênesis 17:15) Para Sarah, sua esposa, disse:- “Abençoá-la-ei e dela te darei um filho; sim, eu a abençoarei, e ela se tornará mãe de nações, reis de povos sairão dela.”
O tempo foi passando e a promessa não se cumpria, embora Abraão vivesse com Deus e para Deus. Quando o marido de Sarah atingiu a idade de cem anos, o Eterno cumpriu a sua promessa. Sarah, embora estivesse velha e já cessado o costume das mulheres, ficou grávida. Ela ficou com medo dos gracejos do povo e disse: – “Deus me deu motivo de riso e todo aquele que ouvir isso vai rir-se juntamente comigo.” (Gênesis 21:6)
A palavra riso, no hebraico, fazendo a transliteração é “tserroq”. Quando o menino nasceu, Abraão deu-lhe o nome de Itsraque, que em português é Isaque e provem do verbo rir. Isaque, na teologia cristã, é um tipo de Cristo, o Filho Unigênito de Deus. Isaque foi alegria de seus pais. O escritor da carta aos Hebreus afirma que “pela fé ofereceu Abraão a Isaque, quando foi provado, sim, aquele que recebera as promessas ofereceu o seu unigênito. (Hebreus 11:17)
Jesus, Filho Unigênito de Deus, fez por nós um sacrifício vicário e suficiente para nos salvar. Jesus é a nossa alegria e com ele gozaremos da alegria eterna nos céus.
Sarah, por outro lado, ensinou como se deve enfrentar a gozação, dizendo:-“E todo aquele que ouvir isso vai rir-se juntamente comigo.” Rindo com os que riem, deixamos a “gozação” sem graça. Faça isso e vencerá.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

Filmes para quem gosta de comer… e cozinhar

Filmes para quem gosta de comer… e cozinhar

BAO (2018). O curta-metragem dirigido por Domee Shi fala de amor, e usa comida para representar uma mãe cuidando e acompanhando o crescimento do filho. Tem um viés bastante simbólico,...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga