Um recital

Como é bom ouvir boa música – E foi isto que o teatro do Sesi, na Vila Rio Branco, trouxe na última sexta-feira, vinte e oito, através da cantora carioca Carol Naine e trio musical no “show” “Rir para não chorar”. As canções em questão são do compositor Cartola (Angenor de Oliveira) e do paulistano Adoniran Barbosa, dois “ícones” representante do cancioneiro do Rio de Janeiro e São Paulo.
A cantora Carol foi bastante corajosa ao fundir as composições dos dois autores num só espetáculo, donos de um repertório que retratam com inteligência a cultura e as pessoas das cidades que viveram. Cartola (que quase não teve escolaridade) canta o morro (principalmente da Mangueira) com uma harmonia na canção quase insuperável. E ele não fica somente nos esplêndidos sons que saiam do seu violão. Combinava com letras líricas e lamentosas, principalmente quando o tema era amor.
Como não se emocionar com alguns de seus sambas-canções como “O Mundo é um Moinho”, “Rir para não chorar” e “As rosas não falam”, entre outras. Estas e outras se tornaram clássicas, tornando quase obrigatórias na seleção musical de grandes intérpretes brasileiros. Escutá-las os faz bem.
Por outro lado, Carol Naine juntou outro grande da MPB, o icônico Adoniran Barbosa, hoje um dos símbolos da cidade de São Paulo. Adoniran foi buscar nas comunidades socioeconômicas mais deficientes (ele mesmo, fruto delas) sua inspiração para a sua obra. Assim ele cantou Jaçanã Braz e outros bairros com uma poesia quase impossível.
Tornou conhecida em todo o Brasil a dicção “macarrônica” (união dos sotaques “italianados” com o do homem rural paulista), transformando em poesia combinando com sons secos, reais, pouca harmonia em composições que se tornaram cultuadas nesta terra bandeirante até para classes sociais economicamente mais exigentes. Mesmo os roqueiros, funkeiros e adoradores de músicas alienígenas (estrangeiras) da região, quem não sabe cantar “Trem das Onze”? Ou cantalorar “Saudosa Maloca”?
Carol Naine foi acompanhada por um excelente trio musical composto por Alexandre Vianna (piano), Erica Navarro (violoncelo) e Kabé Pinheiro (percussão). Auditório lotado com muitos espectadores (muitos!). Na faixa dos vinte e trinta anos. Apenas da fila, todos entraram e aplaudiram.
Indesculpável a cantora não colocar na seleção dois clássicos de Adoniran: “Tracuma” e “Mariposas”. Que reinam outras espécies. Que venham outros intérpretes de músicas autenticamente brasileiras.

 

Se fato é foto…

Tradicionais músicos itapetininganos José Roberto Branco e Toninho Albino animando mais um evento em Itapetininga com muita música boa e de qualidade. Foto – Arquivo Pessoal

Últimas

Correio Político 1003

Correio Político 1003

Pai da Criança Já começou o “vale tudo” na política de Itapetininga. Osmar Thibes, pré-candidato a prefeito pelo PSDB, começou mal a sua campanha. Declarou a um portal de notícias...

Justiça proíbe eventos com maus tratos aos animais

Justiça proíbe eventos com maus tratos aos animais

Uma Ação Civil Pública feita pela advogada Maria Leticia Benassi Filpi na 2ª Vara Cível do Foro de Itapetininga, foi julgada parcialmente procedente pelo Juiz Aparecido César Machado No ano...

Recusas ao bafômetro crescem em Itapetininga

Recusas ao bafômetro crescem em Itapetininga

O Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) realizou quatro operações de Direção Segura Integrada no município de Itapetininga entre 2022 e 2024. Durante essas ações, foram abordados 2.367...

Professores criticam o Programa Escola Cívico-Militar

Professores criticam o Programa Escola Cívico-Militar

Em uma sessão marcada pelo confronto de estudantes com policiais militares, a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou o projeto enviado pelo governador Tarcísio de Freitas sobre o Programa...

Prefeitura entrega 164 lotes do Programa Lote Social

Prefeitura entrega 164 lotes do Programa Lote Social

A data 17 de maio consolida, definitivamente, o maior programa de habitação popular já realizado pela Prefeitura de Itapetininga com a entrega oficial dos 164 terrenos do Programa Lote Social,...

Lei antifumo completa 15 anos no estado

Lei antifumo completa 15 anos no estado

A Lei Estadual nº 13.541 de 7 de maio de 2009, também conhecida como lei antifumo, completa 15 anos neste mês de maio. Ela foi proposta e aprovada para preservar...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga

Bem vindo de volta!

Faça login na sua conta abaixo


Criar nova conta!

Preencha os formulários abaixo para se cadastrar

Redefinir senha

Por favor, digite seu nome de usuário ou endereço de e-mail para redefinir sua senha.