Velhinhar

É, minha gente, tenho que reconhecer: a idade começa a dar sinais! Até há pouco, eu, este destemido, quando morava em São Paulo, subia a Rua da Consolação, desde o Mappin até a Paulista e não reclamava de nada, nadica mesmo! Mas o tempo foi passando, passando e… Segunda-feira estive na “Terra da Garoa” e fui obrigado a fazer o mesmo trajeto tantas vezes percorrido na minha pujante mocidade… Apeei do ônibus ao lado do Teatro Municipal e segui em frente… Nossa! Que sufoco! Ainda bem que alguns bares e restaurantes mantêm cadeiras à porta da frente e o velhinho aqui aproveitou para sentar-se, beber um copo d’água e recuperar o fôlego…
Já não sou mais o atleta esguio, capaz de atravessar um Saara, escalar o Himalaia e ainda ir pro baile e dançar a noite inteira!Alguma coisa parece estar se esgotando… Pode ser que o efeito do “Óleo de Fígado de Bacalhau” e da sopa de espinafre, meu cardápio de infância, esteja passando… Também é possível que minha máquina de caminhar na superfície da Terra, careça de oficina… Talvez? Sei lá o quê…
Agora, o sono chega mais cedo… Ao meio-dia, um relógio implacável reclama uma marmita e parece que estou mais magro, a cada dia que passa… Receio que, de repente, meu magricelento figurino não seja visto pelos outros pedestres apressados na calçada… Ai de mim!
Tenho a sensação que o Sol está mais quente, ou será que sou eu que já estou há tempo demais na Via Láctea… O vento passa mais rápido; o inverno é mais frio, a chuva mais úmida…
Percebo que estou “velhinhando”… Isso mesmo: os outros envelhecem, eu “velhinho”… Não sei quantos anos ainda, o Divino-Santo-Pai dará licença para eu continuar na freguesia… Mas eu vou indo forte e corajudo!
Só me resta um consolo, mas, por favor, não contem pra ninguém: Hemengarda já prometeu que quando eu estiver cansado, lá pras bandas dos cem anos, ela cuidará de mim! A malvadinha disse em alto e bom som que de manhã, à primeira luz do Sol, ela me dará um revigorante chá de vara-de-marmelo! Ao meio-dia, repetirá a receita e à noitinha, quando a Lua aparecer, dobrará a dose para ter certeza de que eu tenha lindos sonhos!
Posso “velhinhar” em paz, pois, quando Hemengarda promete, é tiro e queda!
A danadinha cumpre mesmo!

Últimas

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga