As Crianças de Jesus

Há quatro evangelhos, como sejam: Mateus, Marcos, Lucas e João. Mateus e Lucas descrevem o nascimento de Jesus. João, no seu evangelho, apenas afirma que o Verbo, que é Jesus, “se fez carne e habitou entre nós”. Como professor, eu não gosto de ler apenas, porém amo fazer pesquisa, meditar e esquadrinhar o texto.

Lucas, o historiador dos trabalhos missionários, no seu evangelho, afirma que, minuciosamente, se informou para colocar em ordem cronológica, tudo o que aconteceu. A encarnação de Cristo é um milagre e o mais portentoso. Deus, a segunda pessoa da Santíssima Trindade, se fez carne e habitou com os homens e a sua glória foi vista por muitos. (Jo. 1:14) Jesus é o Filho Unigênito de Deus e o primogênito de Maria. O Credo apostólico, na sua segunda declaração, assim reza: “Creio em Jesus Cristo, seu único Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Espírito Santo; nasceu da virgem Maria; …” E por aí vai. O Credo Apostólico está de acordo com a Sagrada Escritura. Um anjo, num sonho, apareceu a José, marido prometido para Maria, portanto, noivo e disse-lhe: “José, filho de Davi, não temas receber Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é do Espírito Santo. ” (Mat.1:26)

Maria, a virgem, no recôndito de seu lar, na Galileia, cidade de Nazaré, recebeu a visita do anjo Gabriel que a saudou, nestes termos: “Salve agraciada” ou “Ave agraciada”. O vocábulo “ave”, na saudação, não se refere a um “animal vertebrado, coberto de penas e dotado de bico, asas e dois pés, mas é uma interjeição, exprimindo cumprimento, saudação. Na língua grega é “Kaire”, alegra-te. A virgem de fato foi agraciada, pois entre todas as mulheres do passado, que eram e que iriam nascer, foi escolhida para ser a mãe de seu salvador e nosso, também. Ela ficou tão feliz por ser agraciada por Deus que chegou a cantar: “A minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se exaltou em Deus, meu salvador”. O Cântico foi traduzido do grego para o latim, assim: “Magnificat anima mea Dominum; et exultavit spiritus meus in Deo salutari meo”. Carregava Maria, como todos os seres humanos, o pecado original e foi por isso que ela disse: “meu salvador” ou em grego “soteri mou” ou em latim “salutari meo”.
Três são os objetivos da encarnação da Segunda Pessoa da Trindade. Jesus citou dois e o apóstolo Paulo, o imitador de Cristo, citou o último, como sejam: Na casa de Zaqueu, diante de sua conversão, mudança de vida, Jesus disse o primeiro objetivo de sua vinda: “O Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido”. (Lc. 19:1 a10) Quando Jesus, na última fase de sua vida terrena, como Deus encarnado, indo para Jerusalém, disse, depois de uma conversa com a mãe dos filhos de Zebedeu: “O filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e para dar a sua vida em resgate de muitos”. (Mat. 20:28) Nem todos serão salvos, visto que a maioria não quer saber de Jesus e é por isso que Cristo usou o pronome indefinido “muitos” e não “todos”. A terceira razão foi dada por Paulo, quando escreveu para o seu filho na fé, Timóteo, dizendo: “Esta é uma palavra fiel… que Jesus veio ao mundo para salvar os pecadores; dos quais eu sou o principal”. (I Tm. 1:5)

Deus encarnado é o Revelador do Deus-Pai, o Redentor e o Mediador dos homens. Viva o Natal!

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga