Agenda – Ivan Barsanti Silveira – 12/09/2019

Oração
Padre Júlio Ferreira de Campos, pároco da Igreja Nossa Senhora das Estrelas daqui de Itapetininga.

Destaque
Só para lembrar que a afamada Sala São Paulo está completando este ano vinte anos de existência. E como vocês sabem a Sala mencionada é considerada uma das melhores, tanto na instalação como na acústica, das Américas e que fica no interior da Estação Júlio Prestes, pertencente à Companhia Estrada de Ferro Sorocabana., inaugurada em 1938, em São Paulo, numa época em que se iniciava a decadência do cultivo do café (motivo do transporte ferroviário) e também início do desenvolvimento do transporte rodoviário. Daí que a Estação ficou grande demais para o serviço que prestava e surge a Sala São Paulo para concertos sinfônicos e onde abrigaria a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Todos estes dados foram colhidos da (excelente!) reportagem de João Luiz Sampaio para o Caderno 2, suplemento do jornal paulistano “O Estado de São Paulo”, domingo, sete de julho de dois mil e dezenove, páginas C3. E para os itapetininganos, a satisfação de um conterrâneo Júlio Prestes, dar nome ao edifício que abriga a Sala. O político Júlio Prestes de Albuquerque, foi o maior vulto histórico de Itapetininga, no século vinte.

Muitos anos de vida
Comemorou a idade nova na penúltima quinta-feira, cinco, o dinâmico padre Júlio Ferreira de Campos. Como pároco da Igreja Nossa Senhora das Estrelas, foi o responsável pela organização da festa anual de sua paróquia, ocorrida no período de nove a dezoito do último agosto com grande receptividade na comunidade. Além das comidas típicas, a comemoração contou com missas diárias, celebradas por diversos clérigos. Um dos pontos brilhantes da festa foi a coroação de Nossa Senhora, realizada pelas meninas “estrelinhas” da Estrelas. Muita cooperação da comunidade no período festivo, mesmo nos dias de clima frio e chuvoso.

Solar I
Entre vinte e um a trinta e um do último agosto Marcelo Tomio Adati, agente de viagens da “Adati Turismo” levou dezenas de itapetininganos para as delícias de lugares da América Central iluminados por muitos dias de verão, praias e mares incrivelmente verdes, tudo isso a bordo do navio Monarch (em torno de dois mil e oitocentos passageiros e oitocentos tripulantes) da empresa (espanhola) Pullmantur. O tour “turístico” levando itapetininganos começou pela Cidade do Panamá, no Panamá, pela cia aérea Copa Airlines, cidade também conhecida como a “Dubai do Caribe” (a comparação inclui os enormes prédios em torno da orla marítima) e visita ao Canal do Panamá. Depois, o porto panamenho de Colón de onde partiu o transatlântico Monarch, com treze andares (no navio, muitas diversões, incluindo conjuntos musicais com cantoras e cantores com repertório de muito bom nível (canções de Tom Jobim, Vinícius de Moraes, Baden Powell, os americanos Cole Porter, Irving Berlin, entre outros). Paradas para visitas em Cartagena de Indias (aqui, na Colômbia, América do Sul), Curaçao, Bonaire, Aruba (os três, na América Central, próximas a costa venezuelana, antigas possessões holandesas e agora independentes, meio “mini-repúblicas”, com administração própria), todas paradisíacas (o termo é este). Depois Colón, novamente, um grande centro de compras, uma espécie de zona franca, preços bastante razoáveis, principalmente no consumo de eletrônicos, Cidade do Panamá e Aeroporto para a volta a São Paulo. Praticamente onze dias de viagem.

Solar II
Entre os participantes da excursão conduzida por Marcelo Tomio Adati (da “Adati Turismo”) entre vinte e um a trinta e um do último agosto, os itapetininganos: Lúcia Maria Fernandes Ferraz, Maria Cristina Galvão Mazzarino, Nelisa Ornella, Márcia (Ayres) – Guido de Almeida Filho, Luzia Helena Amaral Bergamin, Nilcéa Vieira dos Santos Costa, Fátima Regina (Pereira) – Angelos Delis; Sandra (Almeida) – Adolfo Fanaro; Jovelina (Silva) – Sidnei José Vieira; Selma Silva, Solange (Sydow Kirilov) – Eduardo Braga; Claudia Peretti, João Pedro Peretti (onze anos de idade), Ary Ayres Leite Junior, Yaeko Yoshida, Tomie Ito Oi, Vanessa Helena Xavier Alves, João Paulo Alves Roberto (catorze anos de idade), Oscarlina Xavier Alves; Andreia (Peretti) – Leandro José Ginez Alves; João Cleto Junior e senhora e Ivan Barsanti Silveira.

Fashion
O estilista (principalmente vestidos de noiva) itapetiningano Sandro Barros (co-proprietário de boutique no Jardins, em São Paulo) vai aparecer num documentário com depoimento sobre o colega, também estilista, Hector Albertazzi, argentino e que está completando dez anos de atividade no mundo da moda. Hector é radicado em São Paulo. Juntamente com o itapetiningano Sandro também prestaram depoimento os “designers”: Dudu Bertholini, Carolina Ribeiro, Costanza Pascolato (considerada a mulher mais elegante do Brasil, dado desta Coluna), Alexandre Herchcovitch, entre outros. Quem deu a notícia foi a colunista Sonia Racy no “Direto da Fonte”, no suplemento Caderno 2, do jornal “O Estado de São Paulo”, edição de 4/8/2019, domingo.

Conquista
Filho dos saudosos itapetininganos Theresinha (Malatesta) – José Alves dos Santos Neto, o “Zézo” e sobrinho da também saudosa Dalva Alves dos Santos (entre outras atividades, a primeira diretora da Escola do Sesi nesta cidade), o também itapetiningano José Alves dos Santos Neto, o “Neto”, técnico da seleção feminina de basquete do Brasil subiu no pódio com suas pupilas para receber a sua medalha de ouro pela vitória diante da seleção dos Estados Unidos (setenta e nove vezes setenta e um), obtendo com isso, o primeiro lugar na modalidade, no recém-terminado Jogos Pan Americanos 2019, em Lima. Isso, no último dez de agosto, no Estádio Coliseu Eduardo Dibós, na capital peruana.

In Memoriam
No último onze (agosto) faleceu o juiz itapetiningano Roberto de Morais Aguiar, em Sorocaba onde residia. A missa de sétimo dia pelo passamento de Roberto Aguiar, foi realizada às seis e meia da tarde no Colégio Salesiano, em Sorocaba e às quatro horas da tarde na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na Avenida Morumbi, em São Paulo.

Convite
A concertista (piano) e regente musical Vasti de Souza Almeida pensando seriamente sobre o pedido feito por Cândida Plens no sentido de que a professora Vasti realize saraus culturais no Espaço Cultural “Travessa 81”, aqui nesta cidade, de propriedade de Cândida. É um local onde os talentosos artistas itapetininganos, nas várias áreas como música, dança, pintura, entre outras, podem exibir seus talentos. E Vasti Almeida é especialista em descobri-los.

Birthday
Parentes e amigos foram abraçar o muito lido cronista deste “Correio”, o decano Alberto Isaac em sua residência, no penúltimo domingo, outro, pela passagem dos seus noventa e tanto anos de vida. Isso, na Vila Palmira, aqui.

Últimas

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Câmara cassa mandato do vereador Codorna

Na última quinta-feira, dia 22, em Sessão Extraordinária realizada na Câmara Municipal de Itapetininga (CMI), 15 dos 19 vereadores votaram pela cassação do mandato do parlamentar de oposição Eduardo Codorna...

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

Prefeitura promove Campanha com exames de Hepatite B e C

No mês em que é celebrado o “Dia Internacional do Combate às Hepatites Virais”, a Prefeitura de Itapetininga, por meio da Secretaria de Saúde e Departamento de Vigilância Epidemiológica promovem...

mais lidas

Assine o Jornal e tenha acesso ilimitado

a todo conteúdo e edições do jornal mais querido de Itapetininga